Três pontos, um zagueiro e um lateral

  • por Victor Mendes Xavier
  • 6 Anos atrás
O atual campeão do Campeonato Espanhol estreou com vitória apertada e importante na abertura da nova edição do torneio. Na visita ao País Basco para encarar o Athletic Bilbao, que há uma semana foi responsável porimpedir a tentativa de conquistar um novo sextete, o Barcelona sofreu e mostrou os erros de outrora. No entanto, ao contrário da Supercopa, enfim pôde comemorar um triunfo perante o rival bilbaíno. Mais do que os três pontos, Lucho ganhou duas excelentes notícias visando o andamento da temporada: Thomas Vermaelen e Sergi Roberto.

Por mais que muitos teimem em subestimar, é notório o peso que Gerard Piqué tem no sistema defensivo do Barcelona. Prova disso foi a bagunça generalizada, há duas semanas, da retaguarda azulgrená na goleada sofrida ante o próprio Athletic, por 4 a 0. No domingo, a atuação de Vermaelen, no San Mamés, serviu de alívio a Luis Enrique. Recuperado de lesão, e pelo visto bem fisicamente, o belga jogou os 90 minutos com muita personalidade e exibiu todas as suas qualidades.


Como central, Vermaelen definiu o encontro em cada vertente. Primeiro, a científica. Interpretou seu papel com notável entendimento. Soube quando recuar, abrir para permitir o avanço de Alba e até avançar com a bola conduzida, como tão bem faz Piqué. Para um time que preza muito por uma saída terrestre, Thomas foi impecável por garantir que a pelota chegasse aos meias de maneira limpa. Mas foi pelo alto que Vermaelen mais se destacou.


Nos confrontos recentes, os roteiros foram semelhantes: o Athletic fechava atrás e saía com muita velocidade no contra-ataque. Adiantava as linhas com intensidade para impedir os passes curtos catalães, além de ter usado e abusado do jogo direto a Aduriz. Na disputa contra o ótimo centroavante basco, o camisa 23 foi quase perfeito e ganhou praticamente todas as disputas. O que mais valoriza a atuação de Vermaelen é o fato dela ter acontecido sem Piqué ao seu lado. Também pesaram as debilidades aéreas de Alba e Mascherano e, nos últimos 25 minutos do segundo tempo, a presença de um Bartra sem ritmo físico e que vem cometendo erro atrás de erro.

Por sua vez, Sergi Roberto foi um elemento surpresa de tamanha positividade diante de um contexto complicado. Na coletiva pós-jogo, Luis Enrique definiu o encontro do canterano espanhol: “Os laterais na nossa equipe são muito importante não somente na fase defensiva, como também no ataque. Muitas vezes são eles que nos dão a amplitude. Hoje creio que fomos muito bem nesse aspecto, especialmente Sergi Roberto. Entrou de maneira precipitada, mas, como Alba, fez uma partida completa. Foi essencial para escaparmos e evitarmos uma pressão constante de uma equipe tão potente como é o Athletic Bilbao”, explicou o comandante.


Desde que assumiu o Barça, Luis Enrique sempre buscou ter profundidade em seus ataques. No primeiro sistema do espanhol, usou um 4-3-3 com Messi mais recuado e seus extremos por dentro do ataque, e os laterais foram os responsáveis por gerar amplitude. No San Mamés, a saída precoce de Daniel Alves ligou o alerta. Porém, o jovem dissipou todas as dúvidas. Foi com ele que o ataque do Barça ganhou altura. Sem Alves e com Messi cada vez mais se deslocando ao centro, Sergi agitou o ataque e cumpriu a função tática do brasileiro, ao ser um lateral-meio de campo. Também foi importante na infiltração, aproveitando o espaço dado pelo camisa 10. Não fosse o travessão, marcaria merecidamente seu gol. Tecnicamente, mostrou controles refinados, paciência para escapar da marcação e importância nas triangulações.


Em um elenco tão carente de peças de reposição, os próximos meses podem servir para Luis Enrique ratificar sua confiança em Vermaelen e Sergi Roberto. Visto antes como desacreditados, mostraram que podem dar a volta por cima.
Comentários

Jornalista, carioca e apaixonado pela Liga Espanhola desde a época em que Rivaldo, Zidane, Figo e Raúl foram seus professores. Colaborou para o programa [email protected] da Rádio Globo São Paulo falando sobre o futebol do país das touradas. Repórter da Super Rádio Tupi.