Ney Messi salva(m)

  • por Lulu
  • 4 Anos atrás

Diante da sova do ótimo Celta, o argentino e o brasileiro foram os mais lúcidos do Barcelona. Mesmo perdendo chances de gol (algumas por mérito do goleiro adversário), Messi e Neymar movimentaram bastante o ataque catalão. Com dribles incisivos, troca de passes e um golaço no estilo “arco e flecha” consolidado por ambos na temporada passada, os dois deram mostras positivas de bom futebol. Só que foi pouco.

O atual campeão espanhol já tinha sofrido uma goleada impiedosa diante do Athletic Club na Supercopa da Espanha e agora engoliu um 4 a 1 numa partida em que seu sistema defensivo foi simplesmente caquético. Fruto da aptidão ofensiva da equipe e da fragilidade tática em jogos com placar adverso. Pra completar, é visível a modéstia do elenco de apoio aos titulares.

Decepção em Vigo | Miguel Ruiz-FCB

Decepção em Vigo | Miguel Ruiz-FCB

Com a venda de Pedro, a impossibilidade de utilizar Arda Turan e Aleix Vidal até janeiro e as lesões de coadjuvantes importantes, o Barça se vê diante de um cenário pouco esperançoso. Sergi Roberto e Munir são a síntese da inocuidade. Marc Bartra e Sandro Ramírez também indicam que a base tem pouca base. Na cantera não existem tubarões, somente rêmoras.

O trio MSN depende bastante de si e o time dele, com menções casuais a Iniesta e Rakitić. Mas é fato que o Barcelona ainda não engrenou, o rendimento técnico de Luis Suárez é prova cabal. Assim como é notório que quando Luis Enrique inventa demais na escalação, os revezes tendem a aparecer. Então, a priori, o equilíbrio mental precisa se atrelar à paciência. Porque, na teoria, até o início de 2016, o Barça deve oscilar devido o déficit no plantel.

Comentários

Homem garoto de convicções grisalhas formado em Ciência da Menstruação, Agronomia Espacial, Lirismo Marginal e Terapia Libidinosa. Com repertório vocacional fincado em irreverência, improviso, cinismo lúdico e boleiragem plena.