No Morumbi, a inversão da ordem pode ser um grande aprendizado

(atualização 06/10/2015)

Fria nota dá o tom de despedida:

Informo que, no dia de hoje, solicitei a todos os diretores que apresentassem um pedido coletivo de demissão. Essa atitude permitirá uma recomposição da Diretoria, baseada em conversas com todos os grupos políticos do SPFC e com o objetivo maior de PACIFICAÇÃO. Chega de disputas políticas internas que nada acrescentam na vida do nosso clube. É hora de todos nós, são-paulinos, nos unirmos para o bem da instituição São Paulo F. C.

Nesta data, recebi também, aqui em minha sala, a visita do Sr. Juan Carlos Osorio, que confirmou estar deixando a direção técnica do nosso time para dirigir a Seleção do México durante as eliminatórias para a próxima Copa do Mundo, um desejo que ele alimentava há muito tempo. Lamento profundamente essa decisão de Osorio, já que vinha desenvolvendo um bom trabalho. Desejo-lhe boa sorte.

Nos próximos dias anunciarei os nomes dos novos diretores, bem como do novo técnico. Até lá, não voltarei a me pronunciar publicamente sobre os assuntos aqui tratados.

Carlos Miguel C. Aidar

E assim a curta e turbulenta passagem de Osorio se encerra no futebol brasileiro. Sorte a dele, e mérito por seu histórico, que sai de cabeça erguida, em busca de realizar seu sonho de conduzir uma seleção rumo à Copa do Mundo.

Enquanto isso, o São Paulo vai buscando a pacificação, vamos ver o desenrolar dos próximos capítulos.

 


 

 

Osorio no jogo contra o Vasco | Rubens Chiri / saopaulofc.net

Osorio no jogo contra o Vasco | Rubens Chiri / saopaulofc.net

Há algumas semanas, uma grande dúvida paira sobre o estádio do Morumbi: Juan Carlos Osorio segue no Tricolor Paulista ou não? O treinador tem o sonho de comandar uma seleção em uma Copa do Mundo e a proposta da Confederação Mexicana poderia ser o caminho para realizá-lo. Somando isso à insatisfação com a diretoria, fica bem claro de que o treinador não seguirá no clube, falta saber apenas quando entregará o cargo.

A iminente saída do colombiano inverte a ordem “lógica” de nosso futebol.no Brasileirão 2015, 23 técnicos foram demitidos. O próprio São Paulo já mudou o comando duas vezes durante o ano e pode perder novamente o seu professor. Porém, desta vez é o time que está nas mãos do técnico.

Para o São Paulo, é mais que evidente que Osorio precisa ficar, compreensão essa que o torcedor também tem. O time era um sem ele e hoje é outro, mesmo com as inúmeras saídas de jogadores do clube – golpes inesperados pelo técnico – que foram diminuindo seu elenco e sua paciência com a diretoria tricolor. Perguntando se confiava no comando são-paulino, Osorio foi enfático: “Depois do que fizeram? Em relação à montagem do time? Não”.

Osorio trabalhando no CT | Rubens Chiri / saopaulofc.net

Osorio trabalhando no CT | Rubens Chiri / saopaulofc.net

Às vésperas da semifinal da Copa do Brasil, o time do Morumbi não sabe se terá o técnico no futuro, o que pode significar uma queda brusca de rendimento. Problema que pode se estender para o Brasileirão, onde o time disputa uma vaga na próxima Libertadores, via G4.

Uma saída de Osorio agora seria ruim para todos, mas talvez, nem tanto para ele. O professor, no melhor sentido da palavra está descontente, e inverteu a ordem do futebol brasileiro. Hoje é ele quem decide, e o clube, que tantas vezes demite o técnico por pressão externa, se vê de mãos atadas. Culpa da falta de planejamento, por mais que alguns queiram enxergar arrogância no discurso dele. É sempre culpa do técnico.

Que Juan Carlos Osorio fique, pois, seus conceitos são importantes no momento de transição que o futebol nacional vive, mas se sair, jamais poderá ser julgado. Outra vez os erros externos atingiram o rendimento dentro do campo. E mais uma vez: que sirva de aprendizado.

https://www.youtube.com/watch?v=7q1d6v3cONo

Comentários

Estudante de jornalismo. Redator e editor no Taticamente Falando. Colunista no Doentes por Futebol. Contato: [email protected]