Nova oportunidade para Sandro

Foto: WBA.co.uk

Foto: WBA.co.uk I Sandro em sua apresentação ao West Bromwich Albion

Há alguns anos, o Internacional revelou ao mundo o futebol de um volante de pegada que, para muitos, teria potencial para integrar a Seleção Brasileira por longos anos. Boa estatura e qualidade no jogo aéreo eram ainda outros predicados que chamavam a atenção daquele meio-campista defensivo que partiu para o futebol inglês após a conquista da Copa Libertadores de 2010. Evidentemente, este alguém é Sandro, que acaba de assinar contrato com o West Bromwich Albion, após passagem ruim pelo Queens Park Rangers.

Foto: TottenhamHotspur.com

Foto: TottenhamHotspur.com I Pelo Tottenham, Sandro enfrentou grandes jogadores

Seu primeiro porto no Velho Continente foi o Tottenham, clube em que viveu bons momentos, exceto a lesão gravíssima sofrida no joelho, em janeiro de 2013, e a consequente perda de espaço. O início muito bom fez com que os os Spurs renovassem rapidamente seu contrato, que teria vigência até 2016. Naquele momento, The Beast, como ficou conhecido pelos torcedores de seu clube, era figurinha carimbada na Canarinho. Sandro disputou a Copa América de 2011 e os Jogos Olímpicos de Londres, em 2012.

Foto: TottenhamHotspur.com

Foto: TottenhamHotspur.com I Jogador foi opção para a Seleção Brasileira

Com a camisa dos Spurs, não fez muitos gols. Marcou apenas três, mas foram verdadeiras pinturas de longa distância. A primeira delas, contra o Chelsea, em derrota por 2×1, na temporada 2010/2011; a segunda na vitória contra o Fulham, por 3×0, na temporada 2012/2013; e a terceira contra o Manchester United, no empate em 2×2, válido pela temporada 2013/2014, sua última pelo clube. No entanto, com a concorrência de Paulinho, Étienne Capoué, Nabil Bentaleb e Moussa Dembelé, o jogador preferiu deixar White Hart Lane e partiu para o Queens Park Rangers.

Com a camisa dos Hoops, Sandro viveu grandes infortúnios e foi esquecido. Contratado como uma das grandes esperanças para solidificar o setor defensivo em Loftus Road, o brasileiro começou o ano com a titularidade, mas voltou a sofrer com os problemas em seu joelho. Perdeu mais de um terço da temporada que terminou com o melancólico rebaixamento do time à Championship.

Na competição, nesta temporada, o QPR faz campanha apenas regular, o que vinha deixando Sandro absolutamente marginalizado e esquecido. Além disso, a campanha de 2015/2016 não vinha sendo mais fácil para o volante no que concerne às lesões. Das 29 rodadas disputadas por seu clube, o brasileiro só esteve presente em 11. Curiosa e tristemente, a sorte do jogador pode ter virado em função da lesão de outro atleta.

Foto: QPR.co.uk

Foto: QPR.co.uk I Apresentação do brasileiro ao QPR

Seu novo destino foi o West Bromwich, clube que faz campanha fraca na Premier League. Comandada pelo especialista em estratégias defensivas, Tony Pulis, a equipe luta contra o rebaixamento, embora não esteja tão próxima da temida zona. Para Sandro, a oportunidade é perfeita para voltar aos holofotes. Atuando em uma equipe mediana, seu futebol pode sobressair e renascer. A contratação se deu por empréstimo, mas os Baggies podem efetuar a compra em definitivo ao fim da temporada.

A necessidade da contratação deveu-se à lesão sofrida por Callum McManaman, jogador importantíssimo para as pretensões da modesta equipe de West Bromwich, na região de Birmingham. Outro ponto que mostra que o futebol de Sandro pode voltar aos bons dias foi uma conversa entre o mesmo e seu novo treinador, como revelou o jogador. Além disso, o atleta mostrou estar sedento por uma reviravolta em sua carreira.

sandro-brentford-640b64-2264343_613x460

Foto: QPR.co.uk I Volante em ação pelo QPR

“Conversei com o treinador (Tony Pulis) e fiquei muito impressionado. Este é um grande clube e estou feliz por estar aqui e muito feliz por voltar à Premier League. Acredito que tenho muito a oferecer. Espero fazer parte desta família. Como jogador eu jogo com o meu coração, eu entrego tudo o que posso em campo – todo o tempo quero ganhar a bola e jogá-la. Espero que os torcedores vejam o melhor de mim durante o meu tempo”, disse o volante na coletiva de apresentação.

Como dito, o West Bromwich não vem podendo contar com McManaman e tem ainda o desfalque importante de James Morrison, também lesionado. Sandro terá a concorrência do argentino Cláudio Yacob, o capitão Darren Fletcher e Craig Gardner por um lugar na equipe titular. Se estiver em seu auge físico e técnico, é bem provável que consiga a titularidade. Nenhum de seus competidores tem estado em grande nível.

Foto: PremierLeague.com

Foto: PremierLeague.com I Sandro poderá fazer dupla com o experiente Darren Fletcher

No quesito passe, o melhor é Fletcher, que tem 81% de aproveitamento na Premier League até o momento; Yacob tem 80% e Gardner, 65%. Nos desarmes, o ex-jogador do Manchester United novamente é quem se sobressai, com 40% de sucesso; Gardner tem 38% e o volante argentino tem 34%.

Em seu último campeonato na Premier League, Sandro teve 49% de aproveitamento nos desarmes, mas apenas 73% nos passes. Não há dúvidas de que o brasileiro terá que melhorar, mas já mostrou que é capaz. Em 2013/2014, com a camisa do Tottenham, alcançou 84% de acerto de passes e teve aproveitamento de 43% nos desarmes; em 2012/2013, 86% e 57%, respectivamente.

Foto: TottenhamHotspur.com

Foto: TottenhamHotspur.com I Sandro em mais um bom momento pelos Spurs

Seu desempenho caiu nas últimas temporadas, mas o jogador já provou que tem futebol para jogar a Premier League. De volta à principal competição do futebol inglês, Sandro poderá provar que pode recuperar sua carreira e voltar a atuar em alto nível. No West Bromwich, talvez renove sua alcunha e faça com que os Baggies conheçam The Beast de outros tempos.

Comentários

Advogado graduado pela PUC Minas, mestrando em Ciências da Comunicação (Universidade do Minho) e Jornalismo Esportivo (MARCA), 26 anos. Amante do futebol inglês, mas que aprecia o esférico rolado qualquer terra. Tem no atacante Marques e no argentino Pablo Aimar referências; e não põe em dúvida quem foi o melhor jogador que viu jogar: o lúdico Ronaldinho Gaúcho, na temporada 2004/05. Também n'O Futebólogo e na Revista Relvado.