Kévin Gameiro honra a tradição de goleadores do Sevilla

  • por Doentes por Futebol
  • 3 Anos atrás
Artilheiro soube esperar sua hora de brilhar no Sevilla (Foto: La Liga/Divulgação)

Artilheiro soube esperar sua hora de brilhar no Sevilla (Foto: La Liga/Divulgação)

Por Raniery Medeiros

O francês Kévin Gameiro vive o melhor momento de sua carreira. Subestimado por boa parte da mídia, o camisa nove vem honrando as cores do Sevilla e a tradição de goleadores que passaram pelo clube nos últimos dez anos. Não há como discutir o instinto matador de Gameiro e, se mantiver o ritmo, tem tudo para ser um dos grandes centroavantes que viraram ídolos dos rojiblancos.

Arte: DPF

Arte: DPF

Camisa nove às costas e a incrível facilidade no momento de empurrar a bola para o fundo do gol. Gameiro chegou ao Sevilla em 2013, após passagem sem muito brilho no PSG. Foi sem muitos holofotes que o atacante começou a escrever sua vitoriosa passagem pelo Sevilla, deixando o Sánchez Pizjuán ensandecido com seus gols. O francês está no caminho certo, pois em pouco tempo de clube acumula o bicampeonato da Europa League. Além de tudo isso, tornou-se a principal referência do time após a ida de Carlos Bacca para o Milan. Kévin Gameiro merece respeito e reconhecimento.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Explosão, velocidade e comprometimento. Chegou por indicação de Unai Emery, que já havia trabalhado com David Villa. Unai ressaltou que Gameiro tinha muito da inteligência de Villa, mas precisava melhorar sua finalização. O camisa 18 deixava seus companheiros na cara do gol, exibia imensa facilidade no drible mas, em alguns jogos, ficou marcado por perder chances incríveis. Foi preciso paciência e a confiança de seu treinador.

A rápida adaptação ao estilo de jogo de Emery tornou a vida do atacante mais fácil. A parceria com Carlos Bacca começava a emplacar jogo após jogo. Sim, foram vários os gols perdidos por Gameiro. Contudo, ao analisarmos seus números, foi o artilheiro da equipe em La Liga (15) e na Europa League (5). A temporada foi boa: 5ª colocação no Espanhol e título europeu.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Após adquirir confiança e aperfeiçoamento técnico, Gameiro, já com a camisa 7 às costas, teve de conviver com algumas lesões que o tiraram dos gramados por algum tempo. Foram apenas oito gols em La Liga. Porém, não podemos questionar a qualidade de um atleta elencando apenas números. Apesar das frequentes lesões, foi o artilheiro (4 gols) da equipe ao lado de Bacca na campanha do bicampeonato da Europa League. É importante ressaltar que, mesmo não sendo um dos melhores em sua posição, o francês possui qualidades que se encaixam na filosofia de jogo de muitas equipes.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Assumiu a camisa 9, o protagonismo e a responsabilidade no momento de fazer os gols para os rojiblancos, e não vem decepcionando. É, sem sombra de dúvidas, o momento que todo atleta espera, ao ser o personagem principal da equipe. Por mais que o Sevilla esteja apenas na 7ª colocação em La Liga, o torcedor deve estar empolgado para o dia 18 de maio, quando o clube mede forças com o Liverpool na final da Europa League.

Arte: DPF

Arte: DPF

A temporada do camisa 9 é muito boa. Não à toa, teve seu nome especulado como possível reforço do Barcelona para 2016/2017. Credenciais? 16 gols na Liga Espanhola e mais sete na competição europeia – com 315 minutos de campo a menos em relação a Aduriz, artilheiro com 10 gols.

https://www.youtube.com/watch?v=WqYdmU7nkNU

Caso permaneça no clube, o artilheiro tem tudo para entrar de vez nos corações dos fanáticos torcedores. Garra, entrega, persistência e aprendizado com Unai Emery. Indiscutivelmente, Kévin Gameiro vem fazendo jus ao número nove que leva às costas – e aos centroavantes do passado recente do Sevilla.

Comentários