Após a ressaca, é hora da França levantar a cabeça

  • por Elcio Mendonça
  • 4 Anos atrás
Foto: Divulgação/UEFA - Após o vice, hora de pensar no Mundial da Rússia

Foto: Divulgação/UEFA – Após o vice, hora de pensar no Mundial da Rússia

A linha que separa o sucesso e o fracaso no futebol costuma ser tenue. No caso da França ela pode ser medida pela bola na trave que Gignac acertou nos minutos finais do tempo normal contra Portugal. Por alguns centímetros os Bleus não conquistaram o terceiro título da Euro.

É claro que 120 minutos de jogo não podem ser resumidos em um único lance. A Seleção das Quinas foi melhor sucedida na proposta de jogo que quis impor no Stade de France, mesmo sem Cristiano Ronaldo durante praticamente todo o encontro, e levou com méritos o troféu para casa.

Passada a ressaca francesa, potencializada pelo favoritismo e por jogar em casa, é hora de começar a pensar na Copa da Rússia. Independentemente do vice-campeonato, a França segue como um time a ser observado de perto. Tem uma boa geração, além de jovens jogadores que podem evoluir nesses dois anos até o Mundial.

Foto: Divulgação/UEFA - Lloris se esticou, mas não evitou o gol de Eder

Foto: Divulgação/UEFA – Lloris se esticou, mas não evitou o gol de Eder

O grupo nas Eliminatórias não é dos mais fáceis. Os Bleus estarão ao lado de Holanda, que tenta se recuperar após o vexame de sequer se classificar a uma Euro com 24 seleções, e Suécia, dessa vez sem Ibrahimovic e que deverá se oxigenar aproveitando o time campeão europeu sub-21 (que é sub 23 na fase final do torneio) no ano passado.

Bulgária, Bielorrússia e Luxemburgo completam a chave. Vale lembrar que apenas os vencedores de cada grupo estarão garantidos na Copa. Os segundos colocados (exceto o pior entre os nove grupos) irão para a repescagem, que promete trazer cruzamentos fortes nesta edição.

É inegável a qualidade da seleção francesa. Três dos principais destaques da última temporada europeia, por exemplo, vestem azul: Griezmann, o melhor jogador da Euro, Payet, para muitos o “MVP” da última Premier League, e Pogba, o nome mais comentado nesta janela de transferências.

Foto: Divulgação/UEFA - Griezmann foi eleito como o melhor jogador da Euro

Foto: Divulgação/UEFA – Griezmann foi eleito como o melhor jogador da Euro

Também há uma boa leva de jovens que pode evoluir no caminho até a Rússia, liderada por Umtiti, recentemente contratado pelo Barcelona, Digne, outro que pode pintar no Barça, Coman e Martial. Vale lembrar que a França foi campeã mundial sub 20 em 2013.

Didier Deschamps terá ainda os retornos de Varane, Mathieu, Zouma, Laporte e Diarra, que se lesionaram antes do início da Euro. Há também a possibilidade de Benzema voltar aos Bleus. Noel Le Graet, presidente da federação francesa, já declarou que a suspensão se limitava à disputa da competição europeia, deixando em aberto a volta.

Se as vitórias trazem alegrias, as derrotas ensinam. Cabe aos Bleus aprenderem e se fortalecerem com o vice-campeonato. Time para dar a volta por cima eles têm.

Comentários

Jornalista pós graduado em Gestão Aplicada ao Esporte e um doente por futebol. Trabalha atualmente como gerente executivo de esportes na RedeTV! e já passou por Esporte Interativo, Náutico, Portuguesa e Santo André.