Quem é Tolisso, a milionária aposta do Bayern?

Longe do protagonismo da última década, o Olympique Lyonnais se notabilizou nas últimas temporadas muito mais por ser um clube capaz de formar bons valores em suas categorias de base do que armar grandes times. A saúde financeira do clube, porém, tem feito com que o presidente Jean-Michel Aulas só abra mão desses atletas se os interessados despejem uma boa quantia de dinheiro. É mais ou menos isso que dá para usar como justificativa para que Alexandre Lacazette permanecesse tanto tempo no clube (saindo apenas agora para o Arsenal), mas também para explicar a saída de Corentin Tolisso para o Bayern.

A venda chegou à casa dos € 41,5 milhões, tornando-se a segunda mais cara da história do clube. Para ter como parâmetro, a maior venda do Lyon antes de Tolisso e Lacazette havia sido apenas na temporada 2005/06, quando Michael Essien se transferiu para o Chelsea por € 38 milhões. Até mesmo Karim Benzema, quando trocou o time francês pelo Real Madrid, foi vendido por € 35 milhões.

Ah, bom frisar: Tolisso também foi a compra mais cara da história bávara, superando os € 40 milhões investidos em Javi Martínez.

Mas, afinal de contas, quem é esse meio-campista que sequer é presença constante na seleção francesa, mas que fez o Bayern abrir os cofres?

Tolisso se notabilizou no Lyon | Foto: S. Guiochon/OL Web

Poderíamos resumir todas as qualidades de Tolisso em “versatilidade”. Ele era peça de confiança do técnico Bruno Genésio, principalmente por desempenhar variadas funções no meio de campo, além de poder compor a linha defensiva, atuando como lateral-direito.

Desde 2013/14 atuando com relativa frequência entre os profissionais do Lyon, Tolisso vem mostrando franca evolução ano depois de ano. Na primeira temporada, por exemplo, atuou 25 vezes, a maioria na lateral, e encerrou com um gol e três assistências. Na temporada seguinte, já atuando na faixa central do meio-campo, posição a qual é originário, participou de 43 jogos, marcou sete gols e deu três assistências. Em 2015/16, manteve os sete gols, mas subiu as assistências para sete.

O ápice de sua evolução foi na temporada 2016/17. Peça-chave de um inconstante e turbulento Lyon de Bruno Genésio, ele dobrou o número de gols e manteve as sete assistências. O fruto desse alto rendimento foi a primeira convocação para a seleção francesa no começo deste ano.

Muitos profissionais do próprio Lyon entendem que o fruto desse crescimento notório foi o amadurecimento após uma janela de transferências onde esteve perto de deixar o clube. Antes de começar a temporada 2016/17, o Napoli fez forte investida para tirar Tolisso da França, mas Aulas não abriu mão do atleta e o manteve no Parc OL. Há quem entenda que esse episódio serviu para que ele entendesse qual o real valor que o Lyon dá para seu futebol.

Passe como ponto forte

O site WhoScored, especialista em estatísticas, traz como pontos fortes dois fatores interessantes: os passes e os passes longos, entrelinhas. Esse dado é complementado pelo Squawka, que aponta 84% de passes certos para Tolisso, sendo 79% deles são para a frente.

Os números empolgam o torcedor bávaro, especialmente quem leu a entrevista ao Bild do ex-atacante Jean-Pierre Papin, que já defendeu o Bayern. Para ele, o novo reforço tem características que lembram o estilo de Toni Kroos, formado no clube e que hoje defende o Real Madrid.

Exageros à parte, Tolisso é um atleta de boas valências e qualidades que podem acrescentar ao Bayern e, futuramente, a seleção francesa. Em uma única tacada, os bávaros foram capazes de se antecipar ao mercado, que cairia pesado no atleta, e atender aos exigentes anseios de Aulas na venda de seus atletas.

Comentários

Uma mistura maluca de pessoa. Academico de jornalismo, catarinense de origens italianas e espanholas, mas apaixonado pela bola que rola na terra da Torre Eiffel e pela gorduchinha que pinta os gramados cheios de chucrute da Alemanha. Não escondo minha preferência por times que tem uniformes nas cores amarelas e pretas, mas sempre com análises bem embasadas... ou não. Mas acima de tudo, sou um Doente Por Futebol.