Murilo Cerqueira, a grata surpresa da base cruzeirense

  • por Victor Gandra Quintas
  • 3 Meses atrás

A defesa do Cruzeiro vinha sendo motivo de críticas em 2017. Com temporada irregular, vários jogadores do setor se revezaram; fosse por lesão ou opção técnica, mas sempre causando dor de cabeça nos torcedores. A gota d’água foi diante do Palmeiras, na primeira partida das quartas de final da Copa do Brasil, quando, vencendo por 3×0 no primeiro tempo, deixou o adversário empatar na etapa final.

 

 

Depois daquela fatídica partida, Mano Menezes prometeu que o time não tomaria mais três gols nas próximas partidas – além dos 3 contra o Palmeiras, sofrera outros 3 contra outros 2 grandes, Grêmio e o arquirrival Atlético-MG.

Nestas partidas, Léo e Caicedo formavam o centro da zaga. Com Dedé e Manoel lesionados, poucas opções restavam para o setor. Até mesmo Ariel Cabral e Henrique foram improvisados no setor, quando necessário. Foi então que, para cumprir a promessa, na 12ª rodada, Mano teve que fazer alterações no time. Uma delas, a entrada em definitivo de Murilo no lugar de Caicedo.

Quem é?

Foto: Arquivo pessoal do jogador / Site Oficial do Cruzeiro

Murilo Cerqueira Paim chegou ao Cruzeiro em 2010, aos 13 anos de idade. Nascido em São Gonçalo dos Campos, região de Feira de Santana na Bahia, o jovem atleta vinha se destacando na base do clube mineiro. Em vários momentos figurou entre os convocados da seleção sub-20.

Em entrevista ao site oficial do Cruzeiro, reproduzida pelo Superesportes, o zagueiro relembrou as dificuldades no início de sua trajetória:

“Vim sozinho da Bahia, foi difícil, mas não demorei a me adaptar e caminhei certo. A família ficou lá em São Gonçalo torcendo e está dando tudo certo. Meu pai, minha mãe e meus irmãos sempre me incentivaram. Sempre me deram apoio, força. Sempre estiveram comigo nos momentos bons e nos momentos difíceis”.

A chegada aos profissionais

Após a precoce eliminação cruzeirense na Copa do Brasil sub-20, foi integrado em definitivo ao elenco principal. Fez parte da equipe na pré-temporada, jogando no amistoso frente ao Brasília em que o Cruzeiro goleou por 8×2. Mas foi diante do empate com o Joinville, pela Primeira Liga, em que o zagueiro fez sua estreia no profissional.

Números de Murilo no Primeiro Turno do Brasileirão 2017.

Até agora, o zagueiro fez 15 partidas em 2017 pelos profissionais e tem mostrado muita segurança na posição. Diante do Palmeiras no mata-mata da Copa do Brasil, Murilo teve outro teste de peso, já que se o time não tomasse gols estaria classificado. O zagueiro, então, foi muito bem, ajudando a limitar o ataque paulista. O jogo terminou 1×1 com os mineiros classificados. Murilo se saiu bem, mostrando-se capaz de ser nome certo para a posição de titular.

Prova de fogo para Murilo

Assumir a posição de titular no momento que o clube está enfrentando uma fase complicada não é fácil. Ainda mais para um atleta de 20 anos, recém-saído das categorias de base. Mas Mano Menezes mostrou que confia no seu atleta, mantendo a coerência dos últimos jogos. O time do Cruzeiro, depois de tantas críticas, tem se acertado pouco a pouco, e Murilo tem sido uma peça importante nesta etapa.

Murilo cita Dedé como um dos seus mentores. O experiente zagueiro, que vem enfrentando várias lesões nos últimos anos, assumiu a posição junto ao jovem, como vemos na entrevista ao GloboEsporte.com:

“Dedé me ajudou muito. Sempre conversa dentro e fora de campo. Falando o que eu tinha que fazer, o atalho para estar bem, o local onde é melhor para marcar, antecipar, sair jogando. Ele me passou bastante tranquilidade. Dedé é um bom companheiro, que sempre vem me ajudando.”

Ainda nesta entrevista, Murilo não esconde sua admiração ao zagueiro Sérgio Ramos, do real Madrid:

“Sergio Ramos, do Real Madrid. Eu o observo jogar, me espelho muito nele. Não que me fez ser zagueiro, mas me espelho muito nele.”

Zagueiro de futuro

 

Murilo tem se saído muito bem até o momento. Tem sido seguro como zagueiro. Tanto que o time mostrou muita evolução com ele em campo. Claro que o jovem não é o principal motivo da evolução do Cruzeiro, mas todo time que quer vencer precisa, primeiro, contar com um bom setor defensivo. A disputa pela vaga é contra Manoel e Léo, já que Dedé ainda deve ficar mais um tempo de molho e Caicedo já saiu do clube. O Cruzeiro Digão para compor elenco, mas parece estar pouco cotado para ser titular.

O que importa é que Murilo pode se orgulhar de seu momento. Conta com o apoio do elenco, do treinador e da torcida. Mantendo sua evolução, o jovem só tem a crescer e se destacar ainda mais, e, quem sabe, alcançar outros patamares.

Olho Nele!

Comentários

Natural de Belo Horizonte. Torcedor do Cruzeiro e da Juventus. Um Doente por Futebol. Desde pequeno um apreciador do esporte mais popular do mundo, preferindo mais em acompanhar do que jogar (principalmente por não ter talento algum com a bola).