Brasil encara Colômbia nas eliminatórias com Argentina, Uruguai e Chile de olho

  • por Felippe Garcia
  • 16 Dias atrás

Time brasileiro ainda não perdeu com Tite e pode mexer com a tabela se vencer fora de casa

As eliminatórias da América do Sul chegam a penúltima rodada nesta terça-feira e sete equipes estão na luta por três vagas diretas e uma na repescagem. Uma dessas seleções é a Colômbia, que está na segunda posição, mas tem pela frente o Brasil, que ainda não perdeu na competição com Tite no comando.

Dia de testes

O técnico brasileiro prometeu usar força máxima nas últimas rodadas, mesmo já estando classificado para a Copa do Mundo. No entanto, com a lesão de Miranda e a suspensão de Marcelo, Tite será obrigado a mexer e testará Thiago Silva e Filipe Luís, além de ter chamado Jemerson e Alex Sandro para o banco.

As mudanças fazem com que o time fique um pouco mais frágil na defesa, mas com um ataque forte com Philippe Coutinho, Gabriel Jesus e Neymar, é grande a chance de uma nova vitória, que rende R$ 2,44 em cada real nas casas de apostas de futebol.

Perto da Rússia, mas nem tanto

Na segunda posição, a Colômbia depende só de suas próprias pernas para chegar na Rússia, mas se perder para o Brasil pode se complicar na classificação. O empate com a frágil Venezuela em 0 a 0 já ligou um alerta na seleção, que sabe que não pode tropeçar mais.

Essa situação fez com que José Pekkerman antecipasse o retorno de James Rodriguez, que ainda faz tratamento de uma lesão muscular, mas que vai para campo nesta terça-feira. O meia do Bayern de Munique é a principal esperança dos colombianos para tentarem uma vitória, que vale R$ 3,88 por R$ 1,00.

O problema é que não dá para saber em que nível o jogador vai estar nesta partida. Além disso, os colombianos chegam com um péssimo retrospecto contra as forças da América do Sul. Nos últimos quatro jogos contra seleções que estão na zona de classificação, a Colômbia saiu derrotada para Brasil e Argentina e não passou de empates com Chile e Uruguai, mesmo jogando em casa. Sendo assim, no máximo que pode arrumar é mais um ponto, que garante R$ 3,40, segundo dados do Oddsshark.com.

Argentinos tentam subir

Uma das equipes pode ganhar a posição da Colômbia é a Argentina. A seleção tem um compromisso fácil na rodada contra a Venezuela e tem tudo para vencer, dando R$ 1,08 em cada real. O favoritismo é tão grande que vale investir em um triunfo por três gols de diferença, que aumenta o retorno para R$ 1,70, de acordo com estatísticas do Oddsshark.com. A razão para isso é o crescimento da equipe com Jorge Sampaoli, que tem duas vitórias e um empate no comando dos argentinos. Do outro lado, sem chances de ir para a Copa, os venezuelanos são zebras, oferecendo R$ 10,00 pela igualdade e R$ 26,00 por um triunfo.

Chilenos em queda

Quem pode se complicar na rodada é o Chile, que está na quarta posição, mas não vem tendo um bom rendimento. Para piorar terá que encarar a Bolívia na altitude e no máximo deve arrancar um empate, que garante R$ 3,60 para cada real. Porém, os bolivianos são muito fortes em casa e devem conquistar os três pontos, o que rende R$ 4,20. Atuando fora, os chilenos oferecem R$ 1,83, mas não demonstram ter poder de reação após a derrota para o Paraguai.

Jogo duro

A rodada ainda tem o confronto direto entre Paraguai e Uruguai e aqui quem vencer tem grandes chances de dormir na zona de classificação, enquanto o derrotado deve ficar fora. Vindo de uma goleada por 3 a 0 sobre o Chile, os paraguaios chegam com moral e devem vencer mais uma, pagando R$ 2,80 para R$ 1,00. Do outro lado, os uruguaios precisam se recuperar após colecionarem quatro jogos sem ganhar, mas correm por fora, dando R$ 3,20 por um empate e R$ 2,55 por uma vitória.

Vida ou morte

Outro confronto decisivo acontece entre Equador e Peru, mas aqui, quem perder está praticamente fora da disputa. O duelo até acontece em Quito, porém, os equatorianos perderam quatro dos últimos cinco compromissos nas eliminatórias e com isso dificilmente conseguem um triunfo, que vale R$ 1,55 em cada real, segundo números do Oddsshark.com. Chegando embalado de vitórias sobre Uruguai e Bolívia, os peruanos chegam fortes e devem ser considerados para um resultado positivo fora de casa, que garante R$ 6,00. Com a boa fase recente, devem conquistar ao menos um empate, que dá R$ 3,90.

 

Comentários

Publicitário apaixonado por esporte. Fundador do projeto Doentes por Futebol.