Futebol no e-Sports

  • por Felipe Simonetti
  • 1 month atrás

Desde a década de 90 o futebol deixou de ser somente um esporte para adentrar no mundo virtual e entreter jovens por todo o mundo. Mais recentemente os games ganharam um novo caráter e começaram a tomar o cenário com campeonatos oficiais que chegam a premiar mais que a Taça Libertadores e assim começou a era dos e-Sports.

O futebol, esporte mais popular do mundo, não poderia ficar para trás e com a invenção da Weekend League FIFA entrou de cabeça e conquistou não somente os gamers, mas também os clubes que hoje compram atletas que não somente jogam com os pés, mas também com o controle na mão.

Um grande exemplo é o de Wendell Lira, vencedor do prêmio Puskas, que já tinha a ambição de começar um canal no Youtube e com o empurrão que ganhou na cerimônia da FIFA tem a meta de se tornar um Pro Player. Outro grande exemplo é o do nosso podcaster Marcelo Fadul, que enxergou uma grande oportunidade nesse mercado e fundou a E-SportFlix que concretizou a primeira venda de um atleta brasileiro de e-Sports para um clube do exterior (ao acertar a ida de Rafifa ao PSG). Agora ele enfrenta um novo desafio ao coordenar a equipe que teve seus naming rights comprada pela gigante Netshoes.

Assim, nesse Imigrantes 072 debatemos com essas duas figuraças do mundo dos e-Sports para entender como funciona o cenário global e traçar algumas perspectivas de evolução deste mundo.

Comentários

Capixaba que se mudou para BH e passou a dividir sua paixão principal pelo São Paulo com o Atlético Mineiro, ama acima de tudo, o futebol. Graduando em Relações Econômicas Internacional pela UFMG, podcaster do Imigrantes da Bola e doente por futebol, esse sou eu.