Rodada das eliminatórias sul-americanas tem Argentina desesperada e Brasil querendo quebrar tabu

  • por Victor Gandra Quintas
  • 16 Dias atrás

Quinta-feira também pode carimbar as classificações de Uruguai e Colômbia

As eliminatórias da América do Sul vão chegando aos últimos capítulos e nesta quinta-feira Uruguai e Colômbia podem garantir vaga na Rússia. No entanto, o foco está na Argentina, que precisa vencer o Peru se não quiser correr sérios riscos de ficar fora da Copa do Mundo. Outra partida especial é a do Brasil, que vive um jejum de 32 anos e pode render uma bolada nas casas de apostas de futebol.

Argentina em crise

Quem gosta de futebol não tem pode cogitar fazer outro programa na quinta-feira que não seja assistir o duelo entre Argentina e Peru. O confronto é praticamente uma final para ver quem vai para o Mundial. O vitorioso não chega a carimbar a vaga, mas ficaria bem próximo disso, enquanto o derrotado no máximo conseguirá um lugar na repescagem.

O jogo ganha ainda mais dramaticidade porque os peruanos vivem uma fase, com cinco vitórias seguidas, sendo que três nas eliminatórias. A arrancada fez com que a seleção pulasse para a quarta colocação e ganhasse confiança. Com um futebol envolvente e o ataque funcionando tão bem, não seria surpresa ver a equipe arrancar ao menos um empate em Buenos Aires.

Aliás, a dupla-chance com triunfo do Peru ou igualdade no placar garante excelentes R$ 4,50 para cada real. Melhor do que isso somente se claro os visitantes vencerem, o que rende R$ 13,00. No entanto, por mais que a Argentina viva uma crise terrível e que Messi não consiga resolver, a chance de acontecer um revés em casa é quase zero. Seria uma grande zebra ver tantos craques de fora de um Mundial. Sendo assim, no mínimo um empate, que paga R$ 7,00 para R$ 1,00 deve ocorrer. Os argentinos são os que chegam como os mais cotados, dando R$ 1,20, segundo dados do Oddsshark.com.

Trauma da altitude

A situação do Brasil nas eliminatórias já está resolvida. A equipe está com o primeiro lugar garantido e começou a fazer testes. Porém, Neymar, Tite e companhia terão que lutar contra um longo jejum nesta rodada. Isso porque vai enfrentar a Bolívia na altitude e não sabe o que é voltar de lá com uma vitória nesta competição desde 1985. No período, visitou o adversário quatro vezes e só arrancou um empate, tendo perdido em outras três.

Diante de tamanha dificuldade, vale investir na dupla-chance para os bolivianos, que garante 95% de lucro, de acordo com estatísticas do Oddsshark.com. Neste caso, você fatura tanto em caso de vitória da equipe, quanto com um empate. A opção é bem mais garantida que colocar R$ 1,00 somente no triunfo, pois apesar do retorno ser bem melhor, de R$ 4,20, a chance é pequena. Isso porque se o passado deixa o Brasil fraco, o presente diz totalmente o contrário. Afinal, de 13 jogos com Tite no comando, a seleção foi derrotada em apenas um, no amistoso contra a Argentina. Aliás, se o técnico conseguir conduzir sua equipe a vitória, encerrando este jejum, garante R$ 1,85 em cada real.

Demais partidas

Mais três jogos movimentam a 17ª rodada das eliminatórias da América do Sul e alguns desses podem ser decisivos. O principal deles é entre Venezuela e Uruguai, com a celeste precisando de apenas uma vitória para garantir vaga na Rússia. O feito vale R$ 1,67 para cada real e tem grandes chances de acontecer, porque mesmo atuando fora de casa, tem pela frente um adversário frágil, que está na última posição.

Quem também só precisa de um triunfo para se classificar é a Colômbia. No entanto, sua missão não é tão simples, porque o Paraguai ainda está na luta e não deve se render fácil. Além disso, os colombianos fizeram dois jogos ruins, contra Venezuela e Brasil, ficando no empate em ambos. Com isso, não seria surpresa acontecer mais uma igualdade nesta quinta-feira, o que vale R$ 4,75 para R$ 1,00, o que adiaria a vaga. Já se vencer garante R$ 1,40 e carimba o passaporte. Para os paraguaios, só a vitória interessa para seguir com chances e o feito fora de casa garantiria inacreditáveis R$ 8,00, segundo números do Oddsshark.com.

A outra partida da rodada é entre Chile e Equador e aqui quem perder fica praticamente fora. Os chilenos não vivem uma boa fase, com duas derrotas seguidas, porém, o adversário está em um jejum ainda pior, de quatro reveses. Com isso, a equipe da casa consegue chegar como favorita, pagando R$ 1,40.

Comentários

Natural de Belo Horizonte. Torcedor do Cruzeiro e da Juventus. Um Doente por Futebol. Desde pequeno um apreciador do esporte mais popular do mundo, preferindo mais em acompanhar do que jogar (principalmente por não ter talento algum com a bola).