Grêmio não é favorito a vencer, mas deve se sagrar campeão da Libertadores em cima do Lanús

  • por Doentes por Futebol
  • 2 Anos atrás

Equipe brasileira entra em campo em vantagem depois de ter vencido em Porto Alegre por 1 a 0; gol fora de casa não conta

Chegará ao fim nesta quarta-feira (29) mais uma edição do torneio de clubes mais importante da América do Sul. Pela primeira vez sendo disputada ao longo de todo o ano, a Taça Libertadores conhecerá o seu campeão. Após muita polêmica e um confronto bastante disputado no jogo de ida, que terminou com a vitória do Grêmio por 1 a 0, a disputa será decidia às 21h45 (horário de Brasília) no estádio La Fortaleza, onde o Lanús manda os seus jogos na Argentina. Quem acompanha apostas em futebol terá a sua última chance de investir nessa competição e contará sempre com a ajuda do OddsShark.com.

Como na grande decisão o gol fora de casa não é critério de desempate, qualquer vitória simples dos argentinos levará o confronto para a prorrogação. Se a diferença persistir, teremos disputa por pênaltis. E, como vimos no primeiro jogo, tem tudo para ser uma partida extremamente disputada e com boas chances de não ser terminada nos 90 minutos de tempo regulamentar, já que o Lanús possui um time muito bem ajeitado, que sabe trocar passes e tem qualidade ofensiva.

O Grêmio terá o importante desfalque de Kannemann, que levou cartão amarelo no jogo de ida e estava pendurado. Dirigentes do tricolor gaúcho fizeram de tudo para reverter essa situação, convocaram o time de advogados para trabalhar e foram até a Conmebol para tentar anular a suspensão, mas não tiveram o pedido atendido. Eles acreditavam que o lance que originou a infração foi interpretado de maneira errada pelo árbitro. Também aproveitaram a oportunidade para formalizar o descontentamento com a atuação do juiz da primeira partida. Bressan assumirá a posição do defensor ao lado de Geromel.

Toda essa movimentação do Grêmio para reclamar da arbitragem não foi bem vista pelos argentinos. Nicolás Russo, presidente do Lanús, chamou Renato Portaluppi de “cirqueiro” e aproveitou para também reclamar do juiz. É clima total de decisão de Libertadores e os nossos Hermanos sabem muito bem como lidar com esse tipo de situação – muito mais do que os brasileiros, diga-se de passagem.

La Fortaleza

O desempenho do Lanús atuando em casa merece um capítulo à parte. La Fortaleza, como é conhecido o Estádio Ciudad de Lanús Néstor Díaz Pérez, foi o principal trunfo dos argentinos para chegar até a final. Apesar de acumularem duas derrotas dentro de campo na fase de grupos (sendo uma delas para a Chapecoense, depois revertida em vitória pela escalação de jogador irregular por parte dos brasileiros), no mata-mata o time de Jorge Almirón foi absolutamente impecável.

Foi atuando em seu estádio que o Lanús eliminou o The Strongest nas oitavas, igualou o 2 a 0 diante do San Lorenzo nas quartas para depois se classificar nos pênaltis, e conquistou a histórica virada em cima do River Plate, quando fez 4 a 2. Mais largo do que os gramados com padrão FIFA e com instalações mais antigas, a torcida do Grená fica bem próxima aos jogadores, o que dá um clima de “alçapão” ao local. Relatos oriundos da Argentina dão conta de que o clima é de grande confiança por lá. Sendo assim, os números do OddsShark.com apontam para leve favoritismo do Lanús, com R$ 2,36 de retorno por real investido.

E o Grêmio?

Acontece que os argentinos não podem se esquecer que do outro lado existe o Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense, um time bicampeão da Libertadores e uma vez campeão mundial. Uma das camisas mais pesadas do Brasil e da América do Sul. Um elenco de qualidade e com valores individuais incríveis como Luan, Arthur e Marcelo Grohe, além da experiência de jogadores como Barrios e Geromel. O respeito tem que existir e o Lanús sabe disso.

Renato Gaúcho prometeu esquecer a vantagem adquirida em casa e afirmou que o Grêmio entrará em campo “para vencer”. E é algo que não se pode dizer que o tricolor gaúcho não sabe fazer fora de casa. Na semifinal da Liberta, a equipe do Sul meteu um espetacular 3 a 0 no Barcelona de Guayaquil atuando no Equador. Apesar de gostar de jogar com a bola no pé, a velocidade de Luan e Fernandinho pelas pontas são fatores que ajudam o Grêmio a se tornar muito perigoso no contragolpe.

A confiança é uma faca de dois gumes e pode se transformar em soberba. É perceptível a enorme confiança nos argentinos de que o Lanús pode com certa tranquilidade reverter esse placar. Por esse motivo, o OddsShark.com vai na contramão e aposta em um triunfo gremista, que paga R$ 3,47 por real colocado. O que você acha?

Comentários