Atlético Mineiro busca vantagem sobre Cruzeiro para presentear torcida na Páscoa

  • por Doentes por Futebol
  • 3 Anos atrás

Primeiro duelo da decisão do Mineiro acontece no próximo domingo, na Arena Independência

A eterna discussão de quem é o maior clube de Minas Gerais vai ganhar mais um novo capítulo no próximo domingo, 1º de abril. O Atlético Mineiro recebe o Cruzeiro na Arena Independência, às 16h, horário de Brasília, pela primeira partida da finalíssima do campeonato estadual. Ótima oportunidade para você lucrar no Oddsshark.com.

É muita rivalidade envolvida, minha gente. Vamos aproveitar este texto para colocar mais pimenta na discussão. De 2007 para cá, o Galo esteve na decisão do Mineiro em todas as oportunidades, levantando o troféu por seis vezes (2007, 2010, 2012, 2013, 2015 e 2017). Na conta geral, os atleticanos são os maiores recordistas de títulos do Estadual com 43 conquistas, enquanto que a Raposa ainda está bem atrás do rival, tendo 36 títulos.

No período citado no parágrafo acima, tivemos sete edições em que a final foi o maior clássico de Belo Horizonte. A vantagem é do Cruzeiro, que sorriu em quatro oportunidades (2008, 2009, 2011 e 2014), contra três do rival (2007, 2013 e 2017). Será que os alvinegros conseguem igualar esta contagem?

Desempenhos

Ao olharmos a campanha dos cruzeirenses durante a primeira fase do campeonato vemos que os comandados do treinador Mano Menezes ainda seguem invictos, tendo a marca sensacional de 9 resultados positivos e 2 negativos, com 20 gols anotados e apenas 2 sofridos. Eles ficaram no primeiro lugar da tabela com 29 pontos. Nas quartas de final, 2 a 0 diante da Patrocinense. Em seguida, na semifinal, triunfos de 1 a 0 e 2 a 1 para cima do Tupi. Para muitos analistas, depois do Palmeiras, o Cruzeiro tem o segundo melhor elenco do nosso futebol na atualidade.

Já o Atlético encontrou muito mais dificuldades que o adversário, tanto que com 18 pontos ficou apenas no terceiro lugar da classificação, com 5 vitórias, 3 empates e 3 derrotas. Foram 14 gols pró e 7 contra. Os tropeços na primeira fase aconteceram diante de Vila Nova, Cruzeiro e Caldense. Perante a URT, na nas quarta, resultado simples de 1 a 0. Na sequência, vitórias de 1 a 0 e 2 a 0 no derby com o América Mineiro.

Desfalques e soluções

Na Toca da Raposa, a grande lamentação é de ter perdido o ídolo Fred não só para o Campeonato Mineiro, mas, provavelmente para grande parte da temporada. O atacante sofreu uma ruptura no ligamento do joelho direito contra o Tupi, no Mineirão, no dia 25 de março. Com isso, a vaga no ataque deve ser do jovem Raniel. Em 2018, ele entrou em campo 9 vezes e balançou as redes em duas oportunidades.

O zagueiro Leo ainda não sabe se poderá jogar pelo fato de ter sido punido pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) por conta de uma entrada no atacante Ricardo Oliveira no clássico do dia 4 de março, na vitória de 1 a 0, no Independência. O clube tenta o efeito suspensivo para que Mano Menezes possa escalar o defensor. Caso a medida não surta efeito, Dedé deve ser escalado no time titular.

Na Cidade do Galo, o técnico Thiago Larghi está com os atacantes Carlos e Clayton entregues ao departamento médico, além do goleiro Uilson. Quem está liberado é o volante Arouca, que se recuperou de uma conjuntivite, e já voltou aos treinamentos normalmente. Para infelicidade do torcedor, e nossa também, os trabalhos de preparação vêm sendo feitos com os portões fechados.

Palpites do OddsShark

Colocar a sua grana nas apostas de futebol quando se trata de um clássico é interessante porque nos abre um grande leque de opções. Em derby tudo pode acontecer, as forças das equipes se nivelam muito dentro das quatro linhas. Sem falar também que, geralmente em finais, os valores são bem parelhos. No próximo fim de semana não será diferente.

Mesmo pelo fato de não ter números e desempenhos tão encorpados como o Cruzeiro, o Atlético Mineiro é apontado pelo Oddsshark.com com um leve favoritismo por atuar diante de sua torcida. A cota alvinegra está avaliada em R$ 2,25 a cada real aplicado, R$ 0,70 a menos que o adversário. Creio que no jogo da volta, marcado para o Mineirão no dia 8 de abril, as cotações se invertam.

Normalmente, nos duelos de ida, as equipes puxam mais o freio de mão e adotam uma certa cautela, já que ainda tem muita bola para rolar na decisão. O empate paga R$ 3,20 por 1.

Agora, há a opção de você investir no resultado do primeiro tempo de jogo. Quer ver? Se os anfitriões forem para o vestiário vencendo por qualquer placar, você garante R$ 2,90 por 1. Já em caso de os visitantes ficarem com essa vantagem na etapa inicial, o valor sobe para R$ 3,90, enquanto que a igualdade gera R$ 2,05 no Oddsshark.com.

Histórico de confrontos diretos

Em 193 clássicos disputados, a Raposa conseguiu sair de campo com 67 resultados positivos, e o Galo, com 62. Empates foram 64. Em Minas está tudo muito equilibrado. Nos últimos cinco encontros com os atleticanos sendo os mandantes, os visitantes levaram a melhor em três oportunidades e perderam em outras duas. Já sabe qual vai ser o seu palpite para domingo?

Confira as cotas da primeira partida da final do Campeonato Mineiro de 2018

Domingo (1º de abril)

16h – Atlético Mineiro (R$ 2,25) x (R$ 2,95) Cruzeiro. Empate: R$ 3,20

Comentários