Sem Neymar, Brasil pega a Rússia para mostrar quem será o dono do Mundial

  • por Doentes por Futebol
  • 3 Anos atrás

Brasileiros e russos se enfrentam nesta sexta-feira, na capital Moscou

Para alegria de nós, amantes do futebol, a Copa do Mundo de 2018 está chegando. Aleluia! Como parte da preparação, a Seleção Brasileira faz nos próximos dias dois amistosos na Europa diante de Rússia e Alemanha. O primeiro compromisso será nesta sexta-feira, dia 23 de março, às 13h, horário de Brasília, contra os russos no Estádio Luzhniki – palco da abertura e da final do Mundial –, na capital Moscou.

O treinador Tite não poderá contar com o seu melhor jogador, o meia-atacante Neymar, do Paris Saint-Germain (PSG), da França, que se recupera da cirurgia feita no pé direito. Quem também tiveram que ser cortados foram os laterais Filipe Luís, do Atlético de Madrid, da Espanha, e Alex Sandro, da Juventus, da Itália. Ambos se lesionaram na semana passada.

A polêmica da atualidade foi a convocação do lateral-esquerdo Ismaily, do Shaktar Donetsk, da Ucrânia, para substituir o jogador da Velha Senhora. Muitos questionaram o fato de este jogar não ter sido chamado anteriormente, e por ser desconhecido no futebol brasileiro. Ismaily, de 28 anos, é natural de Ivinhema, situada no Mato Grosso do Sul. Na temporada 2009/2010, ele foi contratado pelos portugueses do Estoril, indo depois para Olhanense e Sporting Braga, também de Portugal. A chegada no Shaktar aconteceu no meio da temporada 2012/2013.

A possível escalação canarinha é a seguinte: Alisson, Daniel Alves, Thiago Silva, Miranda e Marcelo; Casemiro, Paulinho e Coutinho; Willian, Douglas Costa e Gabriel Jesus.

Em entrevista coletiva, Douglas Costa falou sobre a oportunidade de ser titular. “O mais importante é estar entre o grupo, é claro que quero jogar, respeitando os companheiros que estão aqui. É importante fazer parte de um grupo que tem muita qualidade.”

O meio-campo também falou sobre o sonho de estar presente em uma Copa do Mundo. “Claro que eu sonho em poder disputar um Mundial pelo meu país, o que pode me levar a isso é o que venho fazendo no clube, me importo com meu desempenho na Juventus. Tenho que manter o que venho fazendo para ajudar minha equipe e a Seleção.”

Já o volante Casimiro, peça fundamental no Real Madrid, comentou a importância do duelo com a Rússia, além do fato de atuar sem o Neymar. “É um ótimo teste contra uma equipe que vai jogar em casa, eles são apaixonados por futebol aqui. Neymar faz falta para qualquer equipe, é um grande jogador, mas o grupo que temos, o jogador que entrar vai repor, são jogadores de alto nível. A qualidade que o Neymar tem não podemos esconder que sentimos falta porque é um grande jogador para nós.”

De acordo com os números disponibilizados pelo Oddsshark.com para você fazer as suas apostas de futebol, o favoritismo é do Brasil, cotado em R$ 1,58 a cada real aplicado. Os discípulos de Vladimir Putin pagam R$ 5,75 por 1. A última vez que estes países se enfrentaram foi em amistoso no dia 25 de março de 2013, em Londres, na Inglaterra. Na oportunidade, o placar foi de 1 a 1. Em três jogos disputados, foram duas vitórias dos sul-americanos e um empate.

Nossos rivais

Além do Brasil, a Costa Rica, Suíça e Sérvia, nossos adversários no Grupo E da Copa do Mundo, também entram em campo na sexta-feira. Os suíços, rivais na estreia do Mundial, têm pela frente os gregos, às 15h, horário de Brasília, fora de casa. O valor de investimento dos representantes da terra do chocolate e do relógio é de R$ 2,05 no Oddsshark.com. Nos últimos 10 jogos, Xhaka e companhia venceram sete, empataram um e perderam outros dois.

Os costarriquenhos, surpresas na Copa de 2014 com uma boa campanha até as quartas de final, encaram também um oponente que não vai para a Rússia no meio do ano. Trata-se da Escócia, às 16h45, horário de Brasília, no Reino Unido. Os visitantes, se vencerem, podem gerar R$ 3,40, contra R$ 2,15 dos anfitriões.  Nós vamos encontrar a Costa Rica na segunda rodada do Mundial.

Os sérvios, por sua vez, recebem o Marrocos em casa, às 16h30, no horário de Brasília. Os dois países estão classificados para o principal torneio de futebol do planeta. Sob o comando de Kolarov, da Roma, da Itália, e Matic, do Manchester United, da Inglaterra, a Sérvia é favorita para o amistoso, pagando R$ 1,83 conforme o Oddsshark.com. O grande destaque dos nossos adversários é o meio-campista Sergej Milinković-Savić, de 23 anos, atualmente na Lazio, da Itália. Ele vem sendo sondado pelos principais clubes da Europa para a disputa da próxima temporada.

Confira as cotas dos amistosos!

Sexta-feira (23 de março)

13h –  Rússia (R$ 5,75) x (R$ 1,58) Brasil. Empate: R$ 3,80

14h – Noruega (R$ 2,15) x (R$ 3,50) Austrália. Empate: R$ 3,20

14h30 – Turquia (R$ 1,90) x (R$ 4,35) República da Irlanda. Empate: R$ 3,20

15h – Senegal (R$ 1,80) x (R$ 4,85) Uzbequistão. Empate: R$ 3,30

15h – Suíça (R$ 2,05) x (R$ 3,80) Grécia. Empate: R$ 3,15

15h15 – Tunísia (R$ 2,50) x (R$ 3,00) Irã. Empate: R$ 3,00

16h – Arábia Saudita (R$ 4,10) x (R$ 1,90) Ucrânia. Empate: R$ 3,40

16h30 – Sérvia (R$ 1,83) x (R$ 4,45) Marrocos. Empate: R$ 3,30

16h45 – Escócia (R$ 2,15) x (R$ 3,40) Costa Rica. Empate: R$ 3,25

16h45 – Argentina (R$ 2,00) x (R$ 3,85) Itália. Empate: R$ 3,20

16h45 – Alemanha (R$ 2,40) x (R$ 2,85) Espanha. Empate: R$ 3,30

16h45 – Holanda (R$ 2,40) x (R$ 2,95) Inglaterra. Empate: R$ 3,15

16h45 – Portugal (R$ 1,54) x (R$ 6,25) Egito. Empate: R$ 3,85

16h45 – Polônia (R$ 1,87) x (R$ 4,15) Nigéria. Empate: R$ 3,35

17h – França (R$ 1,50) x (R$ 6,75) Colômbia. Empate: R$ 4,05

21h30 – Peru (R$ 5,00) x (R$ 1,80) Croácia. Empate: R$ 3,25

23h – México (R$ 1,71) x (R$ 5,25) Islândia. Empate: R$ 3,40

 

Comentários