Uma análise sobre os últimos convocados por Tite

  • por Victor Gandra Quintas
  • 4 Meses atrás

Créditos da imagem em destaque: Pedro Martins / MoWA Press

Mais uma convocação da Seleção Brasileira, mais uma vez para ponderarmos o grupo que possivelmente estará na Copa do Mundo. Tite deve aproveitar estes últimos amistosos para definir de vez a lista dos 23 atletas. Assim, podemos confirmar aqueles que estão garantidos, bem como ver quem ainda tem chance.

Algumas novidades foram apresentadas, além de outros jogadores que pareciam estar fora do páreo e voltam a figurar na convocação. Vamos falar de alguns deles e tentar entender as opções do treinador.

Mas, mais uma vez é preciso reiterar que Tite merece o apoio da torcida. Há tempos a Seleção não tem o moral que tem hoje. Por muito tempo, talvez quase 10 anos, o Brasil ficou de fora dos grandes favoritos, se sustentando apenas pela história. Tite devolveu o orgulho de torcer novamente para a Seleção Brasileira e, mesmo que rejeitemos alguns convocados, sabemos que ele tem muito mérito.

Os garantidos de Tite

Alisson, Éderson, Daniel Alves, Marcelo, Miranda, Marquinhos, Thiago Silva, Casemiro, Fernandinho, Renato Augusto, Paulinho, Coutinho, Willian, Firmino, Gabriel Jesus e Neymar*.

Estes 16 jogadores são intocáveis. Só não estarão na lista final se uma lesão grave impedir a convocação.

Os retornos

O goleiro Neto foi convocado outras vezes, mas não chegou a atuar com Tite. A posição De terceiro goleiro tem pouca influência, e qualquer jogador pode ocupar esta posição. Cássio é o principal concorrente, e provavelmente deve ser o terceiro goleiro da copa mesmo.

Fagner e Filipe Luis retornam depois de longa ausência. A disputa com Danilo e Alex Sandro, respectivamente, parece acirrada. De toda forma, Danilo deve estar à frente de Fagner, devido ao seu bom momento no Manchester City e sua versatilidade. Fagner terá que se provar nestes amistosos. Quanto aos laterais esquerdos, a disputa parece está em 50%, principalmente pelas declarações recentes de Tite. Os dois tem características diferentes e dependerá do que o treinador busca para uma possível ausência de Marcelo.

Outro que retorna é Rodrigo Caio. Sua presença é bastante discutível, já que tem muito tempo que não se apresenta em alto nível. O São Paulo está em uma de suas piores fases. A sorte do jogador é que Tite o conhece bem. Suas chances são mínimas, ainda mais que disputa vaga com Jemerson e Geromel.

No meio campo Fred volta a aparecer. O volante do Shakhtar tem pedido passagem na seleção há algum tempo, com boas atuações pelo time ucraniano. É uma opção melhor e mais bem estabelecida que Giuliano, que vinha fazendo parte do elenco anteriormente. Arthur é outra boa opção, mas está fora por lesão.

As novidades da Seleção

Começamos com Geromel. O zagueiro gremista tem sido pedido entre 9 a cada 10 torcedores. As excelentes atuações em 2017, sobretudo na Libertadores, mostram que o jogador merece a chance. Sua disputa é com Jemerson, do Monaco, que também está em boa fase. Ainda tem Rodrigo Caio, que conta com a confiança do treinador, mesmo estando aquém do futebol que pode apresentar.

Talisca tem sido um dos principais jogadores brasileiros nos menores centros da Europa. Atuando pelo Besiktas, o antigo jogador do Bahia tem feito excelentes apresentações e merece, sim, uma chance na seleção de Tite. Talisca já jogava bem no Benfica, antes de ter uma pequena queda de qualidade e se transferir. Voltou a ter um bom futebol. Em 69 partidas pelo time turco, marcou 33 gols, e teve ainda 10 assistências. Talisca ainda cumpre uma função que Tite diz buscar, a do articulador no meio de campo, que já teve Lucas Lima, Diego e Rodriguinho como opções.

Arte: Fred Miranda

Por fim Willian José. Não é segredo que Tite busca um terceiro atacante. A ideia é ter um centroavante mais de força física e presença de área, característica diferente de Firmino e Jesus, já garantidos na Copa do Mundo. O atacante tem sido artilheiro na Real Sociedad com, hoje 31 gols e 6 assistências em 64 jogos. Merece a chance. Sua disputa, pelo que parece, é com Diego Souza, mas o atleta do São Paulo não tem sido tão efetivo.

 

 

As principais contestações

Desta vez, as principais discussões são sobre Rodrigo Caio e Taison. Realmente os dois jogadores não se qualificam para uma posição no grupo. Rodrigo Caio, como dito, está bem abaixo do que um dia já jogou, e tem várias alternativas em melhor momento, como Geromel e Jemerson. De toda forma, o quarto zagueiro neste grupo tem o mesmo papel do terceiro goleiro. A opção pode ser a de um atleta mais polivalente, e nisso Rodrigo Caio se encaixa, pois pode, por vezes, atuar de volante e lateral.

Já Taison passa por fraco momento. Até mesmo em seu clube tem opções mais confiáveis, como Bernard ou Alan Patrick. Luan (Grêmio) é outro jogador que merecia mais a chance. Malcom (Bordeaux) e Richarlison (Watford) também têm mostrado que merecem a confiança de Tite já há algum tempo. Tite trabalhou com Taison quando treinava o Internacional, e parece ter um carinho pelo jogador, confiando nele. Não há outra justificativa que confirma a presenta do atleta no elenco.

As ausências mais sentidas

Luan, Malcom, Richarlison, Fabinho (Monaco) e Allan (Napoli) são, sem dúvida, os jogadores que mereceriam uma chance. Mas sabemos que não há espaço para todos, fica complicado testar tantos atletas se, no final, são apenas 23 que podem estar na convocatória final.

Arthur (Grêmio), que teve sua transferência confirmada para o Barcelona, também não foi chamado, mas o jogador ainda está se recuperando de lesão. É outra aposta, que possivelmente disputa vaga com Fred e Giuliano.

Disputas por vaga:

Assim, as últimas sete vagas devem ser disputadas, caso não haja surpresa:

Terceiro goleiro: Neto x Cássio

Reservas das laterais: Danilo x Fágner; Filipe Luis x Alex Sandro

Quarto zagueiro: Jemerson x Geromel x Rodrigo Caio

Terceiro volante: Arthur x Fred x Giuliano

Quarto meio-campista: Talisca x Diego x Lucas Lima x Rodriguinho

2 atacantes: Willian José x Diego Souza; Taison x Douglas Costa x Luan

Vamos observar os jogos contra Russia (dia 23) e Alemanha (dia 27) e esperar, em maio, a lista final, que irá em busca do hexa.

*Neymar não está nesta convocação por conta da lesão que contraiu em jogo pelo PSG.

Comentários

Natural de Belo Horizonte. Torcedor do Cruzeiro e da Juventus. Um Doente por Futebol. Desde pequeno um apreciador do esporte mais popular do mundo, preferindo mais em acompanhar do que jogar (principalmente por não ter talento algum com a bola).