Vasco e Botafogo prometem nova “chuva” de gols na partida final do Cariocão

  • por Doentes por Futebol
  • 2 Anos atrás

Cruzmaltinos podem empatar por 0 a 0 que mesmo assim faturam o título estadual

Nos últimos três clássicos em menos de um mês entre Vasco e Botafogo as redes foram balançadas 15 vezes. E a expectativa é que o número de gols aumente ainda mais na partida de volta da final do Campeonato Carioca, neste domingo, 8 de abril, às 16h, no Maracanã. Como venceu por 3 a 2 na semana passada, no Nilton Santos, o Cruzmaltino tem a vantagem de poder empatar em 0 a 0 que mesmo assim ficará com o seu 25º título estadual. Já o Alvinegro precisa vencer por dois gols de diferença para ficar com o título de maneira direta ou de 1 a 0 para levar a decisão para a disputa de pênaltis. Aproveite e dê os seus palpites no Oddsshark.com.

Desfalques e destaques

Para a lamentação do clube de São Januário, o meio-campista Paulinho, principal jogador de seu time, fica de fora do importante jogo. Ele sofreu uma fratura ao deslocar o cotovelo esquerdo na última quarta-feira no empate sem gols com o Cruzeiro no Mineirão pela Taça Libertadores da América. O jovem jogador de apenas 17 anos vem crescendo o seu rendimento a cada vez que entra em campo. Se ele não poder jogar, será uma grande perda para a equipe da colônia portuguesa.

Por outro lado, o também jovem meia Evander tem condições depois de estar recuperado de uma lesão muscular. O atleta, que é apontado como revelação da base cruzmaltina, até entrou no segundo tempo diante da Raposa. O lateral e meia Pikachu também vem se destacando muito nos últimos jogos. A outra ausência fica por conta do volante Wellington. Este ficará de fora em decorrência do terceiro cartão amarelo. Com isso, o treinador Zé Ricardo pode promover a estreia de Bruno Silva, contratado recentemente da Ferroviária.

Na Estrela Solitária, o volante Rodrigo Lindoso, capitão da equipe, é outro jogador que ficará na arquibancada em decorrência de suspensão. Gustavo Bochecha pode assumir a vaga no meio-campo. O homem-gol botafoguense é o atacante Brenner. Em 2018, o atleta esteve em campo por 18 vezes, e balançou as redes adversárias em 6 oportunidades. Certamente, como precisam reverter a vantagem do rival, os comandados do técnico Alberto Valentim vão para cima do Vasco já nos primeiros minutos, pressionando a saída de bola, ainda mais que na primeira partida o zagueiro Paulão andou vacilando. Mas, uma coisa temos que admitir: contra o Cruzeiro, o zagueiro fez uma apresentação segura e sem erros.

Encontros em finais

A decisão de 2018 é a 13ª entre Vasco e Botafogo, você sabia? Nas finais do Carioca de 2015 e 2016, os vascaínos levaram a melhor e faturaram o bicampeonato. As taças Guanabara de 1965 e 1977 também fora para São Januário. Mas, os botafoguenses foram campeões mais vezes, ficando com o caneco em 8 oportunidades. As conquistas foram: o Cariocão de 1948, 1968, 1990 e 1997; as taças Guanabara de 1997, 2010 e 2013; além da Taça Rio de 2012.

Ainda podemos citar um jogo válido pelo torneio Rio-São-Paulo de 1966. Não era propriamente uma final, porém caso o placar ficasse empatado, o título era do Vasco. O jogo terminou com o Alvinegro vencendo por 3 a 0. Por conta do regulamente confuso, foram considerados campeões Botafogo, Santos, Vasco e Corinthians. “Causos” do futebol brasileiro, não é?

Histórico de confrontos

Em 284 confrontos, o Vasco leva uma vantagem consideravelmente grande com 122 vitórias e 75 derrotas. Empates foram 87, além de 423 gols marcados e 361 levados. Quando o mando de campo foi cruzmaltino, os placares que mais se repetiram foram de 1 a 0, a favor, e 1 a 1, cada um 25 vezes.

Palpites do Oddsshark

Mesmo com a vantagem do Gigante da Colina no placar, a final segue totalmente aberta, ainda mais se levarmos em consideração que os dois times têm marcado muitos gols e levados muitos também. As defesas não vêm passando aquela confiança toda para os torcedores. Com isso, os ataques acabam se sobressaindo mais.

De acordo com os números disponibilizados pelo Oddsshark.com para você fazer as suas apostas de futebol, o favoritismo por uma vitória é do Vasco, cotado em R$ 2,20, R$ 1,00 a menos que o rival. Agora, se o Bota vencer por 1 a 0, e levar a decisão para os pênaltis, a cota a ser paga vai ser de R$ 8,50. O triunfo de 2 a 0 paga melhor ainda no Oddsshark.com: R$ 15,00.

Confira as cotas da segunda partida da final do Campeonato Carioca 2018

Domingo (8 de abril)

16h –Vasco (R$ 2,20) x (R$ 3,20) Botafogo. Empate: R$ 3,40

Comentários