Desafio de Portugal na Copa do Mundo é não ser tão dependente de Cristiano Ronaldo

  • por Doentes por Futebol
  • 3 Anos atrás

Craque do Real Madrid chega ao Mundial depois de fracas apresentações na Liga dos Campeões

Por ter surpreendentemente faturado a Eurocopa de 2016, na França, a seleção portuguesa certamente ganhará uma atenção especial da imprensa e dos torcedores na Copa do Mundo de 2018, agora, na Rússia, agitando as apostas esportivas. Sem falar também que os gajos contam com o craque Cristiano Ronaldo, eleito cinco vezes o melhor jogador do mundo.

É verdade que para os nossos descobridores conquistarem um título mundial é uma tarefa bem complicada. Acho que uma vaga na semifinal pode ser comemorada como um grande feito. Concorda? O time comandado pelo treinador Fernando Santos conta com bons jogadores, porém, é claramente dependente de CR7. Quando o jogador do Real Madrid não joga, muita das vezes os seus companheiros não conseguem apresentar um bom futebol. Exemplo disto foi o empate de 2 a 2 no amistoso com a Tunísia na última segunda-feira, em Braga. Os donos da casa chegaram a abrir dois gols de diferença no marcador.

Os lusos podem se preocupar porque Cristiano não tem jogado bem não, hein! Na final da Liga dos Campeões, contra o Liverpool, em Kiev, na Ucrânia, sábado passado, o craque praticamente não foi percebido dentro de campo, assim como aconteceu nas duas partidas das semifinais com o Bayern de Munique. Será que ele está se poupando para o principal evento esportivo do planeta? Uma outra questão pode estar atormentado a cabeça do patrício: Cris continua ou não no Santiago Bernabéu? Cada vez mais vêm sendo especulado na imprensa boatos de uma saída do time merengue.

Adversários em 2018

Os portugueses estreiam no Grupo B já com uma grande pedreira pela frente. Eles vão encarar a Espanha no dia 15 de junho, às 15h, horário de Brasília, em Sóchi. Tem tudo para ser um jogaço. Vai valer a pena assistir. Os espanhóis são vistos pela mídia mundial como um dos principais favoritos a serem os campeões no dia 15 de julho em Moscou. O comandante Julen Lopetegui optou por chamar jogadores veteranos, alguns remanescentes do título 2010, na África do Sul, como Sergio Ramos e Piqué, mas também selecionou novos talentos como Isco, Asensio e Rodrigo. Um empate não será nada demais para as duas seleções, que devem avançar sem problemas para as oitavas de final.

Cinco dias mais tarde, os campeões do Velho Continente vão desembarcar em Moscou para enfrentarem o Marrocos às 9h. Se jogar o que sabem, sem inventar e ficar de salto alto, a tendência é que eles derrotem os africanos sem grandes problemas. O nome mais famoso dos marroquinos é o do zagueiro Benatia, atualmente na Juventus, mas que já defendeu a Roma e o Bayern de Munique. No ataque, os destaques ficam com Belhanda, do Galatasaray, El Ahmadi, do Feyenoord, e Ziyech, do Ajax.

Outro adversário totalmente acessível da chave é o Irã, no dia 25 de junho, às 15h, em Saransk. Os iranianos adotam um estilo de jogo mais físico, procurando explorar as bolas aéreas, já que contam com jogadores bem altos. O homem-gol deste país é o atacante Azmoun, do Rubin Kazan, do futebol russo.

A chegada às oitavas de final da Copa do Mundo, vista como obrigação, rende R$ 1,16 a cada real aplicado por você nas casas de apostas. As participações nas quartas e semis estão com os valores de R$ 2,37 e R$ 5,50, respectivamente.

Convocados

Fernando Santos optou por deixar alguns nomes conhecidos de fora de sua lista final. O experiente meia Nani e o atacante Éder, autor do gol que deu o título aos portugueses na Europa, terão que assistir ao Mundial pela televisão. André Gomes e Semedo também ficaram de fora, assim como Antunes, João Cancelo, Luís Neto, Rolando, Rúben Neves, Sérgio Oliveira, Paulinho e Ronny Lopes.

Os escolhidos foram: Anthony Lopes (Lyon), Beto (Goztepe-TUR) e Rui Patrício (Sporting), os goleiros; Bruno Alves (Rangers), Cédric Soares (Southampton), José Fonte (Dalian Yifang-CHN), Mário Rui (Napoli), Pepe (Besiktas), Raphael Guerreiro (Borussia Dortmund), Ricardo Pereira (Porto) e Rúben Dias (Benfica), os defensores; Adrien Silva (Leicester), Bruno Fernandes (Sporting), João Mário (West Ham), João Moutinho (Monaco), Manuel Fernandes (Lokomotiv) e William Carvalho (Sporting), os meio-campistas; e André Silva (Milan), Bernardo Silva (Manchester City), Cristiano Ronaldo (Real Madrid), Gelson Martins (Sporting), Gonçalo Guedes (Valencia) e Ricardo Quaresma (Besiktas); os atacantes.

Campanha nas eliminatórias

O desempenho no Grupo B foi sensacional, tanto que os portugueses perderam apenas uma partida, para a Suíça, na estreia, fora de casa por 2 a 0. A classificação na tabela foi a primeira, com 27 pontos ganhos em 9 resultados positivos e 1 derrota. Gols foram 32 marcados e 4 sofridos. Os demais rivais eram Hungria, Ilhas Faroe, Letônia e Andorra.

Confira as cotas de campeão na Rússia 2018

– Brasil – R$ 5,00

– Alemanha – R$ 5,50

– Espanha – R$ 7,00

– França – R$ 7,50

– Argentina – R$ 10,00

– Bélgica – R$ 12,00

– Inglaterra – R$ 19,00

– Portugal – R$ 26,00

– Croácia – R$ 34,00

– Uruguai – R$ 34,00

– Colômbia – R$ 41,00

– Rússia – R$ 41,00

– Polônia – R$ 51,00

– Suíça – R$ 101,00

– Dinamarca – R$ 101,00

– México – R$ 101,00

– Suécia – R$ 151,00

– Egito – R$ 151,00

– Sérvia – R$ 201,00

– Senegal – R$ 201,00

– Peru – R$ 201,00

– Islândia – R$ 201,00

– Nigéria – R$ 201,00

– Japão – R$ 301,00

– Austrália – R$ 301,00

– Marrocos – R$ 501,00

– Irã – R$ 501,00

– Costa Rica – R$ 501,00

– Tunísia – R$ 751,00

– Coreia do Sul – R$ 751,00

– Arábia Saudita – R$ 1.001,00

– Panamá – R$ 1.001,00

Comentários