Estreantes em Copas, Islândia e Panamá têm perspectivas diferentes para 2018

  • por Doentes por Futebol
  • 3 Anos atrás

Islandeses esperam repetir boa campanha da Eurocopa de 2016

Assim que a Copa do Mundo começar na Rússia, no dia 14 de junho, dois países viverão o ponto máximo de sua história esportiva. Islândia e Panamá vão disputar pela primeira vez o Mundial. Se nós, brasileiros, que jogamos todos os torneios ficamos animados, imagina só estas duas seleções, não é mesmo? Será que islandeses e panamenhos vão fazer apenas figuração ou vão aprontar alguma surpresinha?

Islândia

Com uma população de apenas 338.349 habitantes, a pequenina Islândia vem quebrando recordes em cima de recordes, sendo o menor país a jogar uma Copa. Na Eurocopa de 2016, disputada na França, os vikings não só avançaram na fase de grupos, como também eliminaram a tradicionalíssima Inglaterra nas oitavas de final. A desclassificação aconteceu na fase seguinte para os donos da casa, na derrota de 5 a 2.

Durante as eliminatórias, a campanha foi extremamente positiva, terminando na liderança do Grupo I, com 22 pontos, 7 resultados positivos, 2 negativos e 2 empates. Os adversários foram Croácia, Ucrânia, Turquia, Finlândia e Kosovo. O triunfo mais significativo foi o placar de 3 a 0 frente aos turcos, fora de casa.

O ponto forte da equipe islandesa é o conjunto, mas, podemos destacar o meio-campista Gylfi Sigurdsson, de 28 anos, que atualmente joga no Everton, da Premier League. O atleta, assim como outros, chegará ao Mundial tendo vindo de uma recuperação de lesão no joelho. Os médicos trabalham contra o tempo para deixa-lo em condições de estar 100% fisicamente nos campos russos.

A Islândia está no Grupo D, e vai encarar Argentina, Nigéria e Croácia, justamente nesta ordem. A lista de convocados do treinador é: Hannes Pór Halldórsson (Randers – Dinamarca), Frederik Schram (Roskilde – Dinamarca) e Rúnar Alex Rúnarsson (Nordsjaelland – Dinamarca), os goleiros; Ari Freyr Skúlason (Lokeren – Bélgica), Hördur B. Magnússon (Bristol City), Hólmar Örn Eyjólfsson (Levski Sofia – Bulgária), Kári Árnason (Aerdeen – Escócia), Sverrir Ingi Ingason (Rostov – Rússia), Ragnar Sigurdsson (Rostov), Samúel K. Fridjónsson (Valerenga – Noruega) e Birkir Már Saevarsson (Valur – Islândia), os defensores; Jóhann Berg Gudmundsson (Burnley), Arnór Ingvi Traustason (Mälmo – Suécia), Aron Einar Gunnarsson (Cardiff City), Ólafur Ingi Skúlason (Karabukspor – Turquia), Gylfi Sigurdsson (Everton), Emil Hallfredsson (Udinese) e Birkir Bjarnason (Aston Villa), os meias; Rúrik Gíslason (Sandhausen – Alemanha), Björn B. Sigurdarson (Rostov), Albert Gudmundsson (PSV), Alfred Finnbogason (Augsburg) e Jón Dadi Bödvarsson (Reading), os atacantes.

Nos dois últimos amistosos, os islandeses enfrentaram Peru e México, equipes que também vão disputar a Copa. Foram duas derrotas, de 3 a 1 e 3 a 0, respectivamente. De acordo com os números do Oddsshark.com, uma classificação para a etapa eliminatória está avaliada em R$ 3,75 nos melhores sites de apostas. Não é fácil, no entanto não é impossível, não!

Panamá

Anteriormente, este país era conhecido por muitos apenas pelo Canal do Panamá. Agora, a história será diferente. Os esportes líderes no gosto popular são o boxe e beisebol. Por aí, dá para você ter uma noção do grande feito desta nação situada na América Central.  Os principais feitos panamenhos foram dois vice-campeonatos da Copa Ouro, em 2005 e 2013, e duas semifinais da mesma competição da Concacaf.

A classificação para o Mundial veio de maneira extremamente emocionante. Melhor não poderia ser. O carimbo no passaporte só pôde ser possível graças a um gol aos 43 minutos do segundo tempo marcado pelo zagueiro Román Torres diante da Costa Rica, e a derrota dos favoritos norte-americanos para a fraquíssima Trinidad e Tobago.

Ao fim da última rodada, o Panamá ficou na terceira colocação do hexagonal final com 6 vitórias, 3 empates e 1 derrota. A tendência é que no Grupo G, ao lado de Bélgica, Inglaterra e Tunísia, tenhamos uma eliminação rápida. Só que tudo pode mudar. Lembra da Costa Rica em 2014 aqui no Brasil? Se classificou em uma chave que tinha os campeões Uruguai, Inglaterra e Itália.

Os torcedores do Grêmio e Atlético Paranaense têm um motivo para acompanharem os panamenhos. O eterno zagueiro Baloy, de 37 anos, está na lista de 35 jogadores pré-convocados pelo técnico colombiano Hernán Darío Gómez. A relação final com os 23 escolhidos será divulgada no dia 4 de junho.

Os atletas escolhidos foram: José Calderón (Chorrillo FC), Jaime Penedo (Dinamo Bucharest), Alex Rodríguez (San Francisco FC), os goleiros; Azmahar Ariano (Patriotas FC), Felipe Baloy (CSD Municipal), Harold Cummings (San José Earthquakes), Eric Davis (DAC Dunajska Streda), Fidel Escobar (New York Red Bulls), Adolfo Machado (Houston Dynamo), Michael Murillo (New York Red Bulls), Luis Ovalle (CD Olimpia), Francisco Palacios (San Francisco FC), Richard Peralta (Alianza), Román Torres (Seattle Sounders SC), os defensores; Ricardo Ávila (KAA Gent), Edgar Barcenas (Cafetaleros de Tapachula), Ricardo Buitrago (CSD Municipal), Miguel Camargo (Universidad San Martín de Porres), Adalberto Carrasquilla (Tauro FC), Armando Cooper (Club Universidad de Chile), Aníbal Godoy (San José Earthquakes), Gabriel Gómez (Bucaramanga), José González (Unión Comercio), Cristian Martínez (Columbus Crew), Valentín Pimentel (Plaza Amador), Alberto Quintero (Universitario de Lima), José Luis Rodríguez (KAA Gent), os meias; Abdiel Arroyo (LD Alajuelense), Rolando Blackburn (Chorrillo FC), Ismael Díaz (Deportivo La Coruña), José Fajardo (CA Independiente), e Roberto Nurse (Mineros Zacatecas), Blas Pérez (CSD Municipal), Luis Tejada (Sports Boys), Gabriel Torres (CD Huachipato), os atacantes.

Nos amistosos mais recentes, derrotas para Trinidad e Tobago, por 1 a 0, e Suíça, pelo placar de 6 a 0. Novamente conforme o Oddsshark.com, o Panamá pode dar o retorno de R$ 10,00 por 1 se conseguir avançar de fase. A esperada eliminação inicial é cotada em R$ 1,06.

Confira as cotas de campeão na Rússia 2018:

– Brasil – R$ 5,00

– Alemanha – R$ 5,50

– Espanha – R$ 7,00

– França – R$ 7,50

– Argentina – R$ 10,00

– Bélgica – R$ 12,00

– Inglaterra – R$ 19,00

– Portugal – R$ 26,00

– Croácia – R$ 34,00

– Uruguai – R$ 34,00

– Colômbia – R$ 41,00

– Rússia – R$ 41,00

– Polônia – R$ 51,00

– Suíça – R$ 101,00

– Dinamarca – R$ 101,00

– México – R$ 101,00

– Suécia – R$ 151,00

– Egito – R$ 151,00

– Sérvia – R$ 201,00

– Senegal – R$ 201,00

– Peru – R$ 201,00

– Islândia – R$ 201,00

– Nigéria – R$ 201,00

– Japão – R$ 301,00

– Austrália – R$ 301,00

– Marrocos – R$ 501,00

– Irã – R$ 501,00

– Costa Rica – R$ 501,00

– Tunísia – R$ 751,00

– Coreia do Sul – R$ 751,00

– Arábia Saudita – R$ 1.001,00

– Panamá – R$ 1.001,00

Comentários