Com Neymar em campo, Brasil vai com sede de vitória para cima da conturbada Costa Rica

  • por Doentes por Futebol
  • 2 Anos atrás

 Brasileiros empataram com a Suíça na estreia, enquanto costarriquenhos perderam para a Sérvia

Passamos a semana toda remoendo o empate de 1 a 1 com a Suíça, em Rostov, na estreia pelo Grupo E da Copa do Mundo da Rússia. Não tinha um programa esportivo na televisão que não falasse da fraca atuação da Seleção Brasileira depois de tanta expectativa criada.

Agora, nesta sexta-feira, 22 de junho, às 9h, horário de Brasília, o adversário será a Costa Rica, lanterna da chave, em São Petersburgo. É uma bela oportunidade não só para o Tite e os seus comandados conquistarem a primeira vitória e embalarem para o hexacampeonato, como para você lucrar com futebol. Não sabe como investir? É simples. Clique no link. Está tudo explicadinho pelo Oddsshark.com. Não tem erro!

A grande questão era se Neymar, tido como o nosso principal jogador, está em condições de entrar em campo. Ele vinha sentindo dores no tornozelo, que o deixaram de fora de alguns treinamentos, muito em virtude da forte marcação suíça. Esta situação criou um certo frenesi na mídia brazuca. Mas, para alívio, o Parça voltou a treinar normalmente e deve, sim, jogar na segunda rodada.

Ao que tudo indica, Tite não vai fazer alterações de jogadores, não. A escalação deve ser a mesma do compromisso com os europeus: Alisson; Danilo, Thiago Silva, Miranda e Marcelo; Casemiro; Paulinho, Coutinho, Willian e Neymar; Gabriel Jesus. Há quem ache que Roberto Firmino deva ser o titular no ataque. O estilo dele é mais de camisa 9, paradão, enquanto Gabriel Jesus tem mais mobilidade. Qual é a sua preferência?

Passada a tensão de uma estreia, o Brasil deve passar pelos costarriquenhos de maneira mais fácil. De acordo com o Oddsshark.com, o favoritismo canarinho é gigantesco. É só ver que o Brasil está avaliado em R$ 1,22. Sendo assim vamos aumentar estes rendimentos. O triunfo construído no primeiro tempo e o empate no segundo geram R$ 26,00. Outra possibilidade é cada time vencer uma etapa do duelo. Aí, meu amigo, você fica rico, lucrando R$ 101,00 por 1.

Costa Rica

O grande objetivo deste país localizado na América Central é repetir a boa campanha de 2014, quando em terras tupiniquins foi líder da chave que contava com Inglaterra, Uruguai e Itália. Pois é, parece que vai ficar só na vontade mesmo, hein!

A Costa Rica estreou com derrota de 1 a 0 para a Sérvia em Samara. A principal diferença do atual elenco para o de quatro anos atrás é que os principais jogadores como Joel Campbell e Bryan Ruiz, destaques na época, hoje estão mais envelhecidos, e não rendem tanto como antes. Para piorar e muito, são cada vez mais fortes os boatos de que o grupo de jogadores está rachado. Se for isso mesmo, ferra tudo.

Em relação ao encontro com o Brasil, o meio-campista Celso Borges, filho de brasileiro por sinal, já adiantou como a sua equipe irá se portar dentro de campo. Os costarriquenhos vão se fechar, como esperado, e usar o contra-ataque. A princípio não há desfalques. Até o fechamento desta matéria não havia informações sobre a escalação.

Novamente segundo os números do Oddsshark.com, a improvável vitória da Costa Rica rende R$ 19,00. O empate, que poderia ser considerado como uma derrota para o Brasil, paga R$ 6,50.

Freguesia

O encontro de sexta-feira será o 11º entre Brasil e Costa Rica, sendo que dois foram em uma Copa do Mundo. Em 1990, na Itália, e em 2002, na Coreia do Sul e no Japão, vencemos por 1 a 0 e 5 a 2, respectivamente. No geral, os brasileiros têm o total domínio com nove vitórias e apenas uma derrota. Este revés aconteceu no Campeonato Panamericano de 1960. Na ocasião, os Los Ticos venceram por 3 a 0.

Confira os jogos da 2ª rodada da Copa do Mundo de 2018:

Terça-feira (19 de junho)

15h – Rússia (R$ 2,12) 3 x 1 (R$ 3,96) Egito. Empate: R$ 3,22

Quarta-feira (20 de junho)

9h – Portugal (R$ 1,63) 1 x 0 (R$ 6,18) Marrocos. Empate: R$ 3,96

12h – Uruguai (R$ 1,15) 1 x 0 (R$ 21,79) Arábia Saudita. Empate: R$ 8,65

15h – Espanha (R$ 1,17) 1 x 0 (R$ 7,71) Irã. Empate: R$ 3,22

Quinta-feira (21 de junho)

9h – Dinamarca (R$ 1,86) x (R$ 4,57) Austrália. Empate: R$ 3,56

12h – França (R$ 1,52) x (R$ 6,77) Peru. Empate: R$ 4,41

15h – Argentina (R$ 2,01) x (R$ 4,18) Croácia. Empate: R$ 3,38

Sexta-feira (22 de junho)

9h – Brasil (R$ 1,22) x (R$ 19,00) Costa Rica. Empate: R$ 6,50.

12h – Nigéria (R$ 2,91) x (R$ 2,69) Islândia. Empate: R$ 3,14

15h – Sérvia (R$ 3,06) x (R$ 2,62) Suíça. Empate: R$ 3,06

Sábado (23 de junho)

9h – Bélgica (R$ 1,33) x (R$ 10,03) Tunísia. Empate: R$ 5,45

12h – Coreia do Sul (R$ 6,83) x (R$ 1,55) México. Empate: R$ 4,08

15h – Alemanha (R$ 1,39) x (R$ 8,73) Suécia. Empate: R$ 4,91

Domingo (24 de junho)

9h – Inglaterra (R$ 1,21) x (R$ 17,92) Panamá. Empate: R$ 4,27

12h – Japão (R$ 3,62) x (R$ 2,17) Senegal. Empate: R$ 3,30

15h – Polônia (R$ 3,35) x (R$ 2,29) Colômbia. Empate: R$ 3,31

Comentários