Depois de anos, Alemanha entra em campo pressionada pela necessidade de vitória

  • por Doentes por Futebol
  • 2 Anos atrás

Atuais campeões estrearam na Copa do Mundo com derrota para o México

Sábado, 23 de junho, às 15h, no horário de Brasília, na cidade de Sochi, podemos acompanhar mais uma zebra na Copa do Mundo 2018. No Grupo F, uma derrota pode eliminar a atual campeã e poderosa Alemanha no encontro com a Suécia.

No domingo passado, os alemães tiveram uma atuação bem abaixo da esperada e acabaram superados, por 1 a 0, pelo México. Agora, no fim de semana, eles têm a primeira decisão do maior evento esportivo do planeta. Para acertarem os detalhes, jogadores e comissão técnica fizeram uma longa reunião durante a semana. Os caras estão se reorganizando. Certamente veremos uma postura totalmente diferente, bem mais organizada e ofensiva na próxima partida.

Na entrevista coletiva, o atacante Thomas Müller falou sobre a situação germânica. “Analisamos a primeira partida. Sei que o nosso desempenho como time ficou abaixo, emocionalmente falando. Esse time deu razão para ser criticado, eu aceito isso. Quando somos derrotados, não importa o número de perguntas que respondemos, nem sempre achamos a resposta ideal para fazer a todos felizes. Posso dizer é que já nos criticaram o suficiente nos últimos dias e que o importante agora é olhar para frente. Nós temos que vencer, estamos pressionados, mas nada vai acontecer se ficarmos nos martirizando.”

Müller pediu também que os torcedores confiem no elenco. “Acreditem quando dizemos que o grupo está unido, assim como a comissão técnica, que está empenhada em alcançar nada menos que o sucesso. Não percam a confiança no nosso time. Apenas estou sendo positivo. Espero que tenhamos mais algumas semanas de torneio e que não voltaremos para casa depois da fase de grupos”, concluiu.

As duas últimas derrotas seguidas da Mannschaft aconteceram recentemente em março e junho deste ano para Brasil e Áustria pelos placares de 1 a 0 e 2 a 1, respectivamente. Do outro lado, a Suécia busca uma vitória para encaminhar bem a classificação. Ah, vale lembrar que é deste grupo que sai o adversário da chave do Brasil nas oitavas de final.

Os vikings, que fizeram 1 a 0 na Coreia do Sul, quebraram um jejum de quatro jogos sem triunfarem. Eles sabem que terão um dos maiores desafios do Mundial. Se Müller admitiu um desempenho fraco, o meia sueco Viktor Claesson contou como será a estratégia da equipe amarela e azul em Sochi.

“Vai ser uma partida completamente diferente para toda a equipe. A Alemanha estará bem organizada. Eles têm uma derrota nas costas e, se perdem para nós, estão fora, por isso é ganhar ou sair para eles. Vamos tentar nos beneficiar disso. Se pudermos nos segurar por um tempo, eles vão estar pressionados ​​e podemos aproveitar os contra-ataques. Não queremos voltar para casa, então vamos buscar o gol também”, afirmou.

Olhamos o retrospecto de 36 jogos destes dois países. Posso dizer uma coisa: o confronto é bastante equilibrado. Ao longo da história, a Alemanha teve 15 resultados positivos, contra 12 da Suécia. Empates foram 9. No último encontro, em 2013, válido pelas eliminatórias da Copa do Brasil, vitória germânica por 5 a 3, em Solna.

De acordo com o Oddsshark.com, os alemães estão cotados em R$ 1,40, enquanto que os suecos, se acabarem com o sonho da Mannschaft de faturar o pentacampeonato, rendem R$ 9,00.

México x Coreia do Sul

A vitória sobre a Alemanha, improvável para muitas pessoas, acabou com a polêmica que cercava o time do México por conta da festa que os jogadores fizeram com prostitutas na preparação para o Mundial. A galera do Chaves e do Chapolin Colorado é só alegria e motivação. Também, não é para menos, né? Ainda mais depois de vencer o adversário mais pesado do grupo. Ganhar dos coreanos, os rivais mais fracos, significa chegar às oitavas.

Apesar da euforia, o meia Marco Fabián fez questão de durante a coletiva de imprensa pedir foco no próximo compromisso. “Tem que virar a página. Estamos pensando na Coreia. É um jogo importante. Será um rival difícil, tem jogadores rápidos. Pensamos passo a passo. Conseguimos o primeiro objetivo e não podemos relaxar. Somos uma equipe de 23 jogadores e todos devem estar prontos quando chegar a oportunidade.”

O time coreano, se tem alguma pretensão de ainda brigar por uma vaga nas oitavas, sabe que não pode pensar em empatar. Tem que vencer. Como estamos tendo uma Copa do Mundo cheia de surpresas e de jogos disputadíssimos, não será nada de outro mundo os orientais levarem a melhor diante dos centro-americanos. O principal destaque dos Tigres Asiáticos é o meia Son, do Tottenham, da Premier League. Sem dúvida alguma, ele é a grande referência desta equipe.

Ainda conforme os números divulgados pelo Oddsshark.com para darmos os nossos palpites sobre futebol nos sites de apostas, o favoritismo obviamente é mexicano, pagando R$ 1,66, R$ 4,34 a menos que as cotas dos sul-coreanos. Quer entender melhor como funciona o mundo das apostas? Clique aqui.

Confira os jogos da 2ª rodada da Copa do Mundo de 2018:

Terça-feira (19 de junho)

15h – Rússia (R$ 2,12) 3 x 1 (R$ 3,96) Egito. Empate: R$ 3,22

Quarta-feira (20 de junho)

9h – Portugal (R$ 1,63) 1 x 0 (R$ 6,18) Marrocos. Empate: R$ 3,96

12h – Uruguai (R$ 1,15) 1 x 0 (R$ 21,79) Arábia Saudita. Empate: R$ 8,65

15h – Espanha (R$ 1,17) 1 x 0 (R$ 7,71) Irã. Empate: R$ 3,22

Quinta-feira (21 de junho)

9h – Dinamarca (R$ 1,86) x (R$ 4,57) Austrália. Empate: R$ 3,56

12h – França (R$ 1,52) x (R$ 6,77) Peru. Empate: R$ 4,41

15h – Argentina (R$ 2,01) x (R$ 4,18) Croácia. Empate: R$ 3,38

Sexta-feira (22 de junho)

9h – Brasil (R$ 1,22) x (R$ 19,00) Costa Rica. Empate: R$ 6,50.

12h – Nigéria (R$ 2,91) x (R$ 2,69) Islândia. Empate: R$ 3,14

15h – Sérvia (R$ 3,06) x (R$ 2,62) Suíça. Empate: R$ 3,06

Sábado (23 de junho)

9h – Bélgica (R$ 1,33) x (R$ 10,03) Tunísia. Empate: R$ 5,45

12h – Coreia do Sul (R$ 6,83) x (R$ 1,55) México. Empate: R$ 4,08

15h – Alemanha (R$ 1,40) x (R$ 9,00) Suécia. Empate: R$ 5,00

Domingo (24 de junho)

9h – Inglaterra (R$ 1,21) x (R$ 17,92) Panamá. Empate: R$ 4,27

12h – Japão (R$ 3,62) x (R$ 2,17) Senegal. Empate: R$ 3,30

15h – Polônia (R$ 3,35) x (R$ 2,29) Colômbia. Empate: R$ 3,31

Comentários