Informações de Brasil x Suíça – estreia da Seleção na Copa 2018

A Arena Rostov receberá o que promete ser um bom espectáculo no próximo domingo (17/06). O jogo marca o início do verdadeiro teste para Tite no comando da seleção. O treinador brasileiro foi importantíssimo na reestruturação do escrete verde e amarelo, após o vergonhoso desfecho na Copa de 2014 seguido pela – segunda – passagem catastrófica de Dunga como selecionador da CBF. Adenor Bacchi resgatou o bom futebol e prestígio do Brasil, classificando-se nas Eliminatórias com campanha impecável e seus jogadores reconhecem sua importância:

“O professor [Tite] mudou completamente a cara do nosso time. Ele dá instruções detalhadas para cada um de nós. Isso faz com que o processo de entendimento seja muito mais fácil”. Disse Marcelo sobre seu treinador.

O Brasil é tido como uma das grandes seleções favoritas ao título nesta Copa. Portanto, chega com bastante confiança para sua estreia frente a Suíça. Falando em favoritismo, quem quiser aproveitar a chance de apostar no Brasil e obter 06 vezes de retorno na cotação, deixo aqui um link para conferir a promoção que a Betfair está fazendo para novos clientes.

Vamos às principais informações das equipes para o jogo que completa a rodada do grupo E.

Brasil entra para mandar no jogo:

A comissão técnica da seleção acredita que os suíços, assim como grande parte dos adversários, devem jogar de maneira bastante compacta, esperando mais e demandarão paciência e criatividade do setor criativo do Brasil. Por isso a efetivação de Phillipe Coutinho no meio-campo, ao lado de Casemiro e Paulinho. O Brasil entrará com jogadores agéis, criativos e desequilibrantes no 1×1: Coutinho, Willian, Neymar e Jesus. São jogadores especialistas justamente no que o confronto deve requerer para que seja possível vazar a meta Suíça.

Provável formação do Brasil: Alisson; Marcelo, Miranda, Thiago Silva e Danilo; Coutinho, Casemiro e Paulinho; Neymar, Jesus e Willian (4-3-3).

Apesar de parecer um time que possa sofrer com problemas na fase defensiva, por ter apenas Casemiro como especilista defensivo no meio-campo e por Marcelo ser um lateral cujo ponto mais forte é justamente suas subidas ao ataque, a Seleção de Tite sofre pouco no quesito defensivo: nos últimos 05 jogos, o Brasil não levou gols.

Suíça que respeita, mas não teme seu adversário

O resultados recentes da preparação dos comandados por Vladimir Petkovic reforçam a confiança de que, se houver empenho tático suficiente, os suíços podem surpreender os penta-campeões mundiais. 

“Se entrarmos focados no jogo e com autoconfiança suficiente, o Brasil não terá vida fácil. Estamos realmente focados em jogar bem e conseguir um resultado favorável deste jogo.” Palavras inspiradoras do goleiro Yann Sommer.

O treinador Petkovic montou um plano tático cujo grande objetivo é não deixar Neymar jogar. Partindo da ponta esquerda, o brasileiro é rápido e imprevisível, um terror para as defesas adversárias. Stephan Lichsteiner, capitão da Suíça, terá a tarefa de impedir que o camisa 10 do Brasil tenha condições de definir a partida.

Provável formação da Suíça: Sommer; Ricardo Rodríguez, Akanji, Fabian Schär e Lichtsteiner; Granit Xhaka e Valon Behrami; Zuber, Freuler e Xherdan Shaqiri; Seferovic (4-2-3-1).

O Brasil venceu 16 de suas 20 estreias em Copas do Mundo. No dia 17/06, às 15 h, veremos mais um capítulo desta história começar a ser escrito.

Comentários

Botafoguense e apaixonado por Futebol.