Números, fatos e curiosidades da Copa 2018 – dia 2

Egito 0 x 1 Uruguai

Fatos relacionados ao Egito

– Pela primeira vez o Egito enfrentou um adversário não-europeu em uma Copa. Tinha enfrentado Hungria (1934), Holanda, Irlanda e Inglaterra (1990).

– Essam El Hadary (45 anos e 151 dias) ficou no banco e, pelo menos por enquanto, não se tornou o jogador mais velho em uma Copa.

Fatos relacionados ao Uruguai

– Após três empates e três derrotas, finalmente o Uruguai voltou a vencer em uma estreia de Copa, algo que não acontecia desde 1970.

– Oscar Tabárez ultrapassou seis outros técnicos, incluindo Carlos Alberto Parreira, e se tornou o segundo mais velho na história das Copas.

Técnicos mais velhos em Copas (Foto:FIFA)

Marrocos 0 x 1 Irã

Fatos relacionados ao confronto 

– Esse foi o sétimo duelo entre dois países com maioria muçulmana na história das Copas. Em tal estatística se considerou a Nigéria, que tem entre 45 e 55% de islâmicos, segundo fontes de pesquisa diferentes.

– Uma estatística curiosa marcou a partida: o Irã fez gol sem chutar nenhuma bola a gol na etapa.

Estatísticas relacionadas ao gol contra de Bouhaddouz

– Aziz Bouhaddouz marcou o gol contra mais tardio em partidas decididas no tempo normal, aos 94 minutos e 7 segundos.


– Foi também a terceira vez que um gol contra decidiu o vencedor de uma partida, e apenas o terceiro gol de um suplente contra suas próprias redes.

Fatos relacionados ao Irã

– O Irã venceu sua segunda partida em Copas, a primeira desde 1998, contra os EUA. São 13 partidas disputadas, com 8 derrotas.

– A última derrota do Irã em uma partida oficial foi na Copa de 2014, contra a Bósnia (3×1). A campanha nas Eliminatórias foi invicta, com 12 vitórias e 4 empates. Na Copa da Ásia de 2015, a equipe foi eliminada nas quartas de final, depois de 3 vitórias e um empate.

– Depois de 16 partidas, as equipes da AFC voltaram a vencer uma partida. Em 2014, os quatro classificados passaram em branco, com 3 vitórias e 9 derrotas. A vitória do Japão sobre a Dinamarca (3×1) em 2010 havia sido a última.

– Masoud Shojaei se tornou o primeiro iraniano a atuar em três Copas do Mundo (2006, 2014 e 2018)

Fatos relacionados ao Marrocos

– O Marrocos encerrou uma invencibilidade de 18 partidas, desde a derrota para Camarões, em 2017. Foi a maior de sua história, com 14 vitórias, incluindo amistosos com a Coréia do Sul e Sérvia.

– Achram Hakimi, com 19 anos e 223 dias, tornou-se o marroquino mais jovem em uma Copa do Mundo. Amine Harit, com 20 anos e 362 dias, tornou-se o segundo. Até hoje, Ali El Khattabi, que atuou em 1998 com 21 anos e 144 dias, era o recordista.

– Do outro lado, Mbark Boussofa (33 anos e 304 dias) e Karim El Ahmadi (33 anos e 139 dias) transformaram-se nos mais velhos a atuar. O recorde era de Abdelmajid Dolmy, que tinha 33 anos e 59 dias na última partida de 1986.

– Nordin Amrabat, que caíra desacordado, e seu irmão gêmeo Sofyan fizeram a primeira substituição entre dois irmãos na história das Copas.

– Marrocos dominou a partida, mas a perdeu, como mostra essa estatística da Opta.

Fatos relacionados ao confronto 

– Apenas uma única vez os dois últimos campeões de uma Euro haviam se enfrentado em Copas. Foi em 1986, quando a Alemanha Ocidental (campeã europeia em 1980) venceu a França (campeã em 1984) nas semifinais.

– Foi apenas o quinto placar de 3×3 na história das Copas.

– Essa partida teve um dos pênaltis mais rápidos dos Mundiais, como levantou o Misterchip.

Fatos relacionados a hat-tricks em Copas

– Cristiano Ronaldo marcou o 51º hat-trick da história das Copas (49 partidas). Foi o terceiro hat-trick português, depois de Eusébio (4 gols contra a Coréia do Norte em 1966) e Pauleta (3 contra a Polônia em 2002). Ele foi o mais velho a fazer 3 gols em um jogo.

 


– Foi apenas a quarta vez que um jogador marcou um hat-trick e não venceu a partida. Em metade dessas partidas, porém, um jogador do adversário vencedor também fez um hat-trick.

– O último jogo de Copa com um hat-trick e um doblete foi Argentina 3×0 Jamaica, em 1994. Naquele dia, Batistuta marcou três vezes e Ortega duas.  Essa situação (pelo menos um hat-trick e um doblete) aconteceu em 21 vezes, mas apenas seis delas envolveram jogadores das duas equipes.

Fatos relacionados à Espanha

– Diego Costa foi apenas o segundo jogador nascido no exterior a marcar gol pela Espanha em Copas. O outro foi Roberto López Ufarte, que nasceu no Marrocos e marcou contra Honduras no empate em 1×1 na Copa de 1982.

-A Fúria entrou em campo hoje com sua equipe mais velha em Copas

Fatos relacionados à Portugal

– O Squawka levantou uma estatística curiosa do time português

Fatos relacionados à Cristiano Ronaldo

– Cristiano Ronaldo marcou hoje o mesmo número de gols que tinha marcado em toda a sua história em Mundiais (3). Ele se tornou o primeiro português a atuar em 4 Copas.

– O português se tornou apenas o quarto jogador a marcar em 4 Copas do Mundo, depois de Pelé, Uwe Seeler e Miroslav Klose.

– Ele se tornou também o segundo maior goleador de seleções, ao lado de Ferenc Puskas. É o primeiro europeu na lista, atrás apenas do iraniano Ali Daei.

-Tornou-se ainda o primeiro jogador a marcar em 8 competições maiores (Eurocopa e Mundial) consecutivas.

Comentários

Sergio Rocha é torcedor do Madureira e sempre teve o sonho de escrever sobre esportes em geral, embora tenha optado pela carreira de engenheiro civil. No "currículo", cadernos recheados de resultados esportivos e agendas da década de 90, quando antes da internet acessava rádios de diversos locais do país buscando os resultados esportivos do Acre à Costa Rica. Além de fanático por futebol, é fanático por praticamente todos os esportes, e no tempo livre que sobra sempre busca os últimos resultados esportivos do PGA Tour ou dos futures da ATP. Além disso, coleciona quadrinhos da Disney e é louco por astronomia.