Números, fatos e curiosidades da Copa 2018 – dia 3/grupo C

França 2 x 1 Austrália

Fatos relacionados à partida

– A partida foi histórica por ter a influência decisiva do VAR pela primeira vez, no lance do primeiro gol francês. Além disso, utilizou-se também a tecnologia que permite identificar se a bola entrou, no lance do segundo gol europeu.

– Enfrentaram-se os dois jogadores mais novos da competição. O australiano Daniel Arzani (19 anos, 5 meses e 12 dias) entrou no segundo tempo, enquanto o francês Kylian Mbappé (19 anos, 5 meses e 27 dias) começou a partida como titular. Apenas 15 dias separou o nascimento dos dois.

– Foi a 16ª partida em Copa na qual foram marcados pênaltis para as duas equipes, a primeira desde Paraguai x Espanha, em 2010. Em 11 dessas oportunidades as duas penalidades foram convertidas, a última delas em 2002, quando Fadiga marcou para o Senegal e Recoba para o Uruguai, no empate em 3×3.

Atualização: A FIFA revisou o gol de Paul Pogba e considerou como gol contra do australiano Aziz Behich. O último jogo de Copa com 2 pênaltis convertidos e um gol contra foi Holanda 4×1 Bulgária, em 1974.

Fatos relacionados à França

– A França alinhou sua equipe titular mais jovem desde 1934. A equipe mais nova da história francesa foi aquela que participou da primeira partida da história das Copas, contra o México, com média de 23 anos e 11 meses.

Mbappé se tornou o francês mais novo em uma Copa, superando Bruno Bellone, que havia atuado na decisão de terceiro lugar em 1982.

Fatos relacionados à Austrália

– A Austrália se tornou uma das cinco seleções que perderam sua partida de estreia em três Copas consecutivas.

– Em seis partidas contra campeões do mundo (na época em que jogaram), a Austrália tem seis derrotas, mas dessa vez marcou seu primeiro gol.

– Arzani, com 19 anos e 163 dias, transformou-se no australiano mais jovem em uma partida de Copa, desbancando Adam Taggart (21 anos e 16 dias em 2014).

Peru 0 x 1 Dinamarca

Fatos relacionados à Dinamarca

– A Dinamarca tem 4 vitórias em 5 estreias em Copas. Derrotou Escócia (1×0 em 1986), Arábia Saudita (1×0 em 1998), Uruguai (2×1 em 2002) e agora Peru. Sua única derrota foi contra a Holanda, em 2010 (2×0).


– A Dinamarca chegou à sua 16ª partida invicta, desde outubro de 2016, quando perdeu para Montenegro. A série inclui goleadas contra Polônia e Irlanda, nas Eliminatórias, e empate com a Alemanha, em amistoso.

– O goleiro Kasper Schmeichel, filho do grande Peter Schmeichel, começou a seguir os passos de seu pai em Copas.

Fatos relacionados ao Peru

– Foram 13.144 dias de espera, mas finalmente o Peru voltou a disputar uma partida de Copa. Em 5 Copas, a equipe sul-americana chegou à segunda derrota em estréias.

– A equipe peruana encerrou uma invencibilidade de 15 partidas. A sequência incluiu partidas contra sete participantes da Copa: Argentina, Uruguai, Colômbia, Croácia, Islândia, Suécia e Arábia Saudita.

– Em Copas, o Peru não vence há 7 jogos, desde o jogo contra o Irã, em 1978 (4×1).

– Paolo Guerrero se tornou o jogador mais velho a atuar por seu país em Copas. Alberto Rodriguez se tornou o segundo.

Comentários

Sergio Rocha é torcedor do Madureira e sempre teve o sonho de escrever sobre esportes em geral, embora tenha optado pela carreira de engenheiro civil. No "currículo", cadernos recheados de resultados esportivos e agendas da década de 90, quando antes da internet acessava rádios de diversos locais do país buscando os resultados esportivos do Acre à Costa Rica. Além de fanático por futebol, é fanático por praticamente todos os esportes, e no tempo livre que sobra sempre busca os últimos resultados esportivos do PGA Tour ou dos futures da ATP. Além disso, coleciona quadrinhos da Disney e é louco por astronomia.