Palmeiras x Flamengo é a grande atração do “fechamento” do Brasileirão para a Copa do Mundo

  • por Victor Gandra Quintas
  • 2 Meses atrás

  Mesmo que seja derrotado, Rubro-Negro não deixará a liderança do Brasileiro

A empolgação com o começo da Copa do Mundo da Rússia é gigantesca, porém ainda há espaço para a 12ª rodada do Campeonato Brasileiro, que será jogada nesta terça e quarta-feira. Depois, só no dia 18 de julho. Muitos treinadores estão torcendo para a chegada desta parada de um mês. Assim, finalmente, eles conseguirão ajustar os detalhes e aprimorarem a equipe.

Ao longo do texto, destacamos as principais partidas da semana, trazendo sempre boas opções para você fazer os seus tradicionais investimentos nas casas de apostas.

São Paulo x Vitória

Às 21h30 desta terça-feira, 12 de junho, no Morumbi, o time do São Paulo busca conquistar de vez o coração do torcedor. O Tricolor, que recebe o Vitória, vem de um importante triunfo de 1 a 0 sobre o Atlético Paranaense na Arena da Baixada, e com 20 pontos ocupa o terceiro lugar da tabela. Fazia tempos que não víamos os são-paulinos no topo da classificação. Ultimamente, a briga tem sido para fugir da zona de rebaixamento. Será que os momentos de crise passaram?

Do outro lado, o Leão do Barradão ficou no 0 a 0 com o Corinthians, atual campeão nacional, na Arena Itaquera. Com 12 pontos conquistados, a briga dos baianos é claramente para se afastar do temido Z-4. Longe de Salvador, os rubro-negros não conquistam os três pontos há quatro partidas, somando 2 derrotas e 2 empates. Já o São Paulo, como mandante, está com o retrospecto de 10 resultados positivos, apenas 1 negativo e 4 empates. Em termos de cotas, os donos da casa pagam R$ 1,45, contra R$ 8,00 dos visitantes, de acordo com o Oddsshark.com.

Fluminense x Santos                       

Este duelo, marcado para às 19h de quarta-feira, dia 13, no Maracanã, reúne duas equipes que precisam vencer na última rodada antes do Mundial para conseguirem ter um pouco de tranquilidade na intertemporada. O Fluminense, estimado em R$ 2,25, vem de três derrotas consecutivas para Paraná, Flamengo e Atlético Mineiro, fora o empate com o Grêmio. O triunfo mais recente aconteceu no dia 26 de maio, 3 a 1, em casa, diante da Chapecoense.

A equipe do técnico Abel Braga chegou a ser vice-líder do Nacional, porém, agora pode ser encontrada apenas na 11ª colocação da classificação, com 14 pontos. Contra o Galo, os cariocas até se portaram bem dentro de campo, mas cometeram falhas primordiais no fim do encontro, perdendo por 5 a 2.

Rendendo R$ 3,30, o Santos, derrotado na Vila Belmiro por 2 a 1 pelo Internacional, vive a rotina do perde e ganha, tanto que Jair Ventura segue ameaçado no comando do time. É bem possível que se o Peixe for superado na Cidade Maravilhosa, a diretoria vai dispensar o treinador. Se tiver que trocar, a hora é agora, hein! Longe da Baixada Santista, os alvinegros acumulam 1 empate e 6 derrotas consecutivas.

 

Sport x Grêmio

Os gremistas esperam retomar o futebol envolvente às 19h30, na Ilha do Retiro, contra o Sport, depois da magrinha vitória de 1 a 0 sobre o América Mineiro em Porto Alegre. O atacante Everton, conhecido como “Cebolinha”, não vai jogar para cumprir suspensão automática, assim como o volante Maicon, que se recupera de dores na panturrilha. Por outro lado, Ramiro pode voltar. Quem deve ficar com a vaga do capitão é Cícero.

Os gaúchos, na quarta colocação com 18 pontos, terão uma pedreira pela frente. O Sport por pouco não conseguiu um pontinho em um empate com o Vasco na rodada anterior, sendo derrotado no fim do encontro por 3 a 2. Os pernambucanos têm, no sétimo lugar, um ponto a menos que o adversário. Em Recife, o time vermelho e preto não perde há 10 jogos. O favoritismo nas apostas é do clube de Porto Alegre, que dá o retorno de R$ 2,30.

Palmeiras x Flamengo

Paulistanos e cariocas fazem, às 21h de quarta, o melhor jogo da rodada, pelo menos na teoria, né? O Flamengo é só alegria na liderança do Brasileirão com 26 pontos. Mesmo que perca no Allianz Parque, o Urubu não vai sair do topo da tabela antes da Copa. Atualmente, tudo vem dando certo dentro de campo, bem diferente de como foi o início da temporada. O período de invencibilidade é de 8 jogos, com 5 vitórias seguidas.

O encontro com o Palmeiras será também a última partida do atacante Vinicius Junior com a camisa do clube de Gávea. Ele está de malas prontas para se apresentar ao Real Madrid. Quem também está se despedindo, e vem fazendo gol sempre que entra no decorrer dos compromissos é Felipe Vizeu, que defenderá a Udinese, da Itália.

Já o antigo Palestra Itália, considerado um dos melhores elencos do nosso futebol, estaria chegando para o clássico nacional com mais moral se não tivesse empatado com o Ceará, fora, por 2 a 2, depois estar vencendo por dois gols de diferença. Mas, mesmo assim, sem dúvida alguma não faltará motivação aos alviverdes.

O Porco tem 18 pontos na sexta colocação, e antes do tropeço em Fortaleza vinha de dois resultados positivos sobre Grêmio e São Paulo. O triunfo sobre o líder certamente dará mais tranquilidade ao trabalho de Roger Machado, muita das vezes contestado por alguns conselheiros do clube e pela torcida.

A última vitória do Fla sobre o Palmeiras em São Paulo aconteceu em 2010. Na oportunidade, o placar foi de 1 a 0. Para agora, os anfitriões pagam R$ 2,05, R$ 1,70 a menos que os visitantes.

Bahia x Corinthians

Desde que o treinador Fábio Carille foi para a Arábia Saudita, o Corinthians está perdido, tanto que está com 2 empates e 1 derrota. Não sei se o Osmar Loss vai ficar no comando do Coringão. A tendência é que alguns dos jogadores saiam e nem voltem depois da Copa, como é o caso do zagueiro paraguaio Balbuena, especulado no Sporting de Portugal.

Para esta semana, a missão é bater o Bahia, que também vive uma fase bem conturbada no campeonato. O Timão terá oito desfalques. O atacante Clayson, o meia Jadson, os volantes Renê Junior e Ralf, estão lesionados, enquanto que o goleiro Cássio, o lateral Fagner, além de Balbuena e o atacante Romero estão defendendo as suas seleções.

Os corintianos têm 16 pontos no nono lugar. O Tricolor de Aço, por sua vez, tem 1 empate e 3 derrotas nas apresentações mais recentes, estando na 18ª colocação com apenas 9 pontos ganhos até agora. Contra o Botafogo, no domingo passado, por pouco a galera do “Bahêa” não foi superada mais uma vez em 2018. O empate de 3 a 3 veio nos momentos finais do jogo. Sempre muito fortes na Arena Fonte Nova, lá, os baianos têm 1 derrota em 6 jogos, com 2 vitórias e 3 empates. A igualdade na quarta-feira, às 21h45, faz o investidor embolsar R$ 3,10.

Atlético Mineiro x Ceará

Vice-líder com 20 pontos, o Atlético Mineiro está embalado no campeonato. Na quarta, o Galo é visto como barbada no embate com o Ceará, que até agora não venceu nenhum jogo e segura a lanterna com apenas 5 pontinhos. É por isso que o time de Belo Horizonte paga R$ 1,36, e o de Fortaleza, R$ 8,50.

Quem está em excelente fase são os atacantes atleticanos. Ricardo Oliveira e Roger Guedes têm 6 e 8 gols marcados, respectivamente, ocupando a artilharia da competição. No entanto, para a tristeza do torcedor, tudo indica que Roger está de malas prontas para o futebol do Oriente Médio.

Confira as cotas da 12ª rodada do Campeonato Brasileiro:

Terça-feira (12 de junho)

21h30 – São Paulo (R$ 1,45) x (R$ 8,00) Vitória. Empate. Empate: R$ 4,00

Quarta-feira (13 de junho)

16h – América Mineiro (R$ 2,10) x (R$ 3,80) Chapecoense. Empate: R$ 3,10

19h – Fluminense (R$ 2,25) x (R$ 3,30) Santos. Empate: R$ 3,20

19h30 – Paraná (R$ 3,75) x (R$ 2,05) Cruzeiro. Empate: R$ 3,25

19h30 – Sport (R$ 3,00) x (R$ 2,30) Grêmio. Empate: R$ 3,30

21h – Botafogo (R$ 2,05) x (R$ 4,00) Atlético Paranaense. Empate: R$ 3,10

21h – Palmeiras (R$ 2,05) x (R$ 3,75) Flamengo. Empate: R$ 3,20

21h45 – Atlético Mineiro (R$ 1,36) x (R$ 8,50) Ceará. Empate: R$ 4,75

21h45 – Bahia (R$ 2,20) x (R$ 3,50) Corinthians. Empate: R$ 3,10

21h45 – Internacional (R$ 1,50) x (R$ 7,50) Vasco da Gama. Empate: R$ 3,80

Comentários

Natural de Belo Horizonte. Torcedor do Cruzeiro e da Juventus. Um Doente por Futebol. Desde pequeno um apreciador do esporte mais popular do mundo, preferindo mais em acompanhar do que jogar (principalmente por não ter talento algum com a bola).