Números, fatos e curiosidades de Inglaterra 1 x 2 Croácia

Com a vitória heroica contra o English Team, os croatas se tornaram a 13ª nação a chegar em uma final de Copa, a primeira após passar pela repescagem nas Eliminatórias. Serão o segundo país menos populoso em uma final de Mundial (4,17 mi de habitantes), maior apenas que o Uruguai (que tinha 2,4 milhões de habitantes em 1950 e 1,9 milhões em 1930). Vale lembrar que, nos últimos 40 anos, a Copa apresentou apenas outros dois finalistas inéditos: França (1998) e Espanha (2010).

A vitória croata garantiu ainda que, pela nona vez consecutiva, uma equipe será campeã após encerrar seu grupo da primeira fase na liderança. A última campeã classificada em outra posição foi a Itália, em 1982.

Garantiu também que um jogador campeão da Liga dos Campeões será também campeão mundial. O francês Varane ou os croatas Modric e Kovacic conseguirão o feito, até hoje alcançado por apenas 10 jogadores.

O Leste Europeu estará representado em uma final pela quinta vez, a primeira em 56 anos, desde os vice-campeonatos de Tchecoslováquia (1934 e 1962) e Hungria (1938 e 1954).

Fatos relacionados à história das Copas

– Os croatas são a primeira seleção a chegar a uma final de Copa após passar por três prorrogações. E são apenas a segunda equipe a encarar três prorrogações seguidas (a própria Inglaterra o fez em 1990). Na história dos Mundiais, a Croácia é a quarta equipe a jogar três tempos extra.

– Foi apenas a segunda vez, em 19 oportunidades, que uma equipe que chegava ao intervalo vencendo a semifinal perdeu o confronto. A outra havia sido em 1990 (Argentina x Itália), quando os argentinos venceram nos pênaltis. Portanto, foi a primeira virada em uma semifinal, ainda durante a partida, de uma equipe que perdia ao intervalo. Os croatas tinham 2 empates e 5 derrotas em suas partidas de Copa nas quais perdia ao intervalo.


– O resultado dessa quarta-feira foi apenas a sexta virada em todas as semifinais de Copa já realizadas. Curiosamente, a última tinha sido da França contra os próprios croatas, em 1998.

– O gol de Trippier foi o quarto mais rápido em uma semifinal de Copa, o primeiro desde o gol de Vavá, em 1958. O gol de falta mais rápido da história dos Mundiais foi marcado por um croata, Srna, contra a Austrália, em 2006 (4 minutos). O último marcado em uma semifinal havia sido do chileno Jorge Toro, em 1962, contra o Brasil.

– Considerando que a Copa de 1950 não teve final, os croatas disputaram o mesmo número de partidas que o Brasil para chegar à sua primeira final de Mundial. Apenas franceses e espanhóis demoraram mais.

– Os ingleses são agora a terceira equipe que mais disputou prorrogações em Copas (9), atrás apenas de Alemanha e Itália (11).

– Luka Modric é o jogador que mais minutos jogou antes de disputar uma final em toda a história dos Mundiais.

– Uma curiosidade: pela primeira vez em uma Copa, todos os números de camisa marcaram gols. O gol da camiseta número #1 foi contra, do suíço Sommer. Trippier veste a #12.

Fatos relacionados ao confronto e à Copa de 2018

– O único confronto oficial entre as equipes havia sido na Euro de 2004, quando os ingleses venceram por 4×2 na fase de grupos.

– O retrospecto das equipes em semifinais de Copas é esse.

– A Croácia marcou seu gol mais tardio em Copas, gol que foi também o mais tardio recebido pela Inglaterra.

– Depois de quatro partidas decididas nos pênaltis, a Copa finalmente viu um confronto ser decidido na prorrogação.

Fatos relacionados à Inglaterra

– Os ingleses chegaram à sua quarta eliminação seguida em cinco semifinais de grandes torneios.


– Os ingleses chegaram a 12 gols, ultrapassando sua melhor marca, de 1966: 11.

– O gol de Trippier foi apenas o terceiro de falta direta para os ingleses em toda a história dos Mundiais.

– Os 9 gols marcados pela Inglaterra em jogadas provenientes de lances de bola parada são um recorde, ultrapassando o número de Portugal, em 1966 (8).

Fatos relacionados à Croácia

– Os 12 gols marcados em 2018 já são a maior marca da Croácia, superando a campanha de 1998 (11).

– A Croácia marcou gols em todas as suas sete partidas eliminatórias de Copa do Mundo já disputadas.

– Os croatas chegaram à prorrogação em suas últimas cinco partidas de mata mata em grandes competições. Desde 1998 a equipe não joga um mata mata sem prorrogação.

– Contra campeões do mundo, os croatas têm agora 4 vitórias e 3 derrotas.

Ivan Perišić se tornou o primeiro croata a marcar pelo menos dois gols em duas diferentes Copas. Mario Mandžukić igualou o feito com o gol marcado na prorrogação. Ambos têm agora 4 gols em Copas, atrás apenas de Davon Suker (6) na lista de croatas.

– Luka Modrić se igualou a Dario Šimić como o croata com mais partidas de Copa pela seleção:11.

– Ivan Rakitić chegou a 70 partidas nesta temporada, número maior que qualquer outro jogador da Copa.

– O Misterchip levantou que Perišić é o terceiro jogador na história das Copas a fazer um gol, dar uma assistência e chutar uma bola na trave em uma semifinal.

Comentários

Sergio Rocha é torcedor do Madureira e sempre teve o sonho de escrever sobre esportes em geral, embora tenha optado pela carreira de engenheiro civil. No "currículo", cadernos recheados de resultados esportivos e agendas da década de 90, quando antes da internet acessava rádios de diversos locais do país buscando os resultados esportivos do Acre à Costa Rica. Além de fanático por futebol, é fanático por praticamente todos os esportes, e no tempo livre que sobra sempre busca os últimos resultados esportivos do PGA Tour ou dos futures da ATP. Além disso, coleciona quadrinhos da Disney e é louco por astronomia.