Por que a França merece vencer a Copa do Mundo?

  • por Victor Gandra Quintas
  • 7 Meses atrás

Le Bleus são os grandes favoritos ao título na Rússia

A França é a seleção que mais cresceu nos últimos anos no futebol mundial. Todo este crescimento não veio do nada, é fruto de um belo trabalho feito nas divisões de base, ainda mais com a abertura do time para atletas com origens em outros países. Esta mistura fez muito bem aos Le Bleus. Domingo, 15 de julho, às 12h, horário de Brasília, no Estádio Lujniki, eles vão decidir a Copa do Mundo da Rússia contra a Croácia pela terceira vez na história. Lembrando que em 1998, dentro de casa, o título veio em cima de nós, brasileiros.

Ao longo deste texto, vamos falar um pouco sobre fatores que credenciam os franceses ao tão sonhado título. Fique ligado, o Oddsshark.com tem boas opões de investimentos nas apostas online para você. Para você entender melhor como funciona o mundo das apostas, acesse este link aqui.

Favoritismo

Antes mesmo de a bola rolar no maior evento esportivo do planeta, em junho, a França era apontada como uma das principais candidatas para ficar com o troféu, estando atrás de Brasil, Alemanha e Espanha. Lembra? Com as precoces eliminações dos concorrentes diretos, os franceses assumiram o posto na lista de outrights. Em um texto que fizemos na primeira semana de julho, a cota era de R$ 5,00 a cada real investido por você. Hoje, como é natural, o valor caiu para R$ 1,44. Quem investiu a sua grana anteriormente pode ter um retorno muito bom no fim de semana.

Evolução

Quem viu a campanha francesa no Grupo C certamente questionou o favoritismo desta equipe. Concorda? De fato, as vitórias sobre Austrália e Peru, pelos placares de 2 a 1 e 1 a 0, respectivamente, mais o empate sem gols contra a Dinamarca, não empolgaram em nada os amantes do futebol.

Nas partidas eliminatórias, a coisa começou a mudar um pouco de figura. Diante da Argentina, nas oitavas de final, para mim, foi a melhor apresentação da França. O placar de 4 a 3 engana um pouco. Os sul-americanos não tiverem tão bem dentro de campo. Quando eles fizeram 2 a 1, em nenhum momento os europeus se desestabilizaram e ficaram sem saber o que fazer. Pelo contrário, meu amigo! Foi aí que Kylian Mbappé e Antoine Griezmann resolveram aparecer. Em breve, falaremos mais desta dupla.

Em seguida, nas quartas, o adversário foi o Uruguai. Mais uma bela atuação frente a um time que tem como característica a sua forte defesa, que não dá espaços aos atacantes. Isso não foi problema nenhum para os Azuis. Eles venceram por 2 a 0. Já na semifinal, o maior desafio até o momento: a badalada Bélgica com a sua melhor geração de todos os tempos. O jogo foi difícil, bem parelho, mas os comandados do treinador Didier Deschamps souberam controlar o adversário. O solitário, mas importantíssimo gol do 1 a 0, saiu em uma cobrança de escanteio que o pequeno Samuel Umtiti aproveitou para balançar a rede com o seu 1m82cm.

Deu para notar que a França soube evoluir a cada jogo que vez na Rússia. Não tenha dúvida alguma que ela chega bem forte e preparada para a decisão.

 

Os caras do ataque

O jovem Mbappé, do Paris Saint-Germain (PSG), de apenas 19 anos, vem sendo cotado para ser escolhido o melhor jogador do Mundial. Creio que seja mesmo. Com as suas arrancadas e ginga, o parisiense está despontando. Com ele ficando coma Bola de Ouro, o seu retorno é de R$ 1,90 por 1. Mbappé também briga pela Chuteira de Ouro, a artilharia. Só que para ficar com este prêmio vai ser necessário fazer um pouco mais. Até agora foram marcados três gols, três a menos que o líder Harry Kane. O inglês ainda joga, um dia antes contra os belgas, na busca pelo terceiro lugar. Os gols do finalista foram feitos contra Peru (1) e Argentina (2).

Quem também segue com chances de ser o goleador máximo é o Griezmann. O colchonero balançou as redes contra Austrália (1), Argentina (1) e Uruguai (1). Os valores dele e do Mbappé para a artilharia são de R$ 41,00 e R$ 67,00, respetivamente, segundo o Oddsshark.com. O outro atacante, Olivier Giroud, do Chelsea, não fez nenhum golzinho sequer até agora. Será que está guardando para a final?

Paredão

Atrás, na defesa, Lloris, do Tottenham, passa total confiança para os seus companheiros. Não é à toa que ele é o mais cotado para ser escolhido o melhor goleiro da Copa do Mundo e ficar com a Luva de Ouro, pagando R$ 1,50.  Com um perfil calado e tímido, Lloris consegue ser uma referência técnica dentro de campo, sendo o porta-voz de Deschamps.

Mais palpites

Ainda conforme o Oddsshark.com, para vencer a finalíssima, a França tem a sua quantia em R$ 1,90, R$ 3,10 a menos que a Croácia. Bom, se você quer aumentar o rendimento com os Le Bleus, a vitória na prorrogação ou nas penalidades são boas opções. Estas situações geram R$ 9,50 e 10,00, respectivamente. Caso fature o título depois de estar atrás do placar, os franceses também pagam R$ 9,00 por 1.

Confira as cotas dos últimos jogos da Copa do Mundo:

Sábado (14 de julho) – Disputa do terceiro lugar

11h – Bélgica (R$ 2,20) x (R$ 3,30) Inglaterra. Empate: R$ 3,75

Domingo (15 de julho) – Final

12h – França (R$ 1,90) x (R$ 5,00) Croácia. Empate: R$ 3,30

Comentários

Natural de Belo Horizonte. Torcedor do Cruzeiro e da Juventus. Um Doente por Futebol. Desde pequeno um apreciador do esporte mais popular do mundo, preferindo mais em acompanhar do que jogar (principalmente por não ter talento algum com a bola).