Vasco e Fluminense, em situações parecidas, precisam voltar ao Brasileirão com o pé direito

  • por Victor Gandra Quintas
  • 11 Meses atrás

                   Cruzmaltinos e tricolores têm encontro marcado na próxima quinta-feira

Sem muito tempo para digerir a eliminação na Copa do Brasil para o Bahia na última segunda-feira, o Vasco já volta a campo nesta quinta, 19 de julho, novamente em São Januário. Às 20h, horário de Brasília, o Gigante da Colina recebe o rival Fluminense pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série A.

O clássico carioca é quase que um jogo de seis pontos, já que os dois clubes estão juntos na tabela de classificação. Passada a parada de um mês da Copa do Mundo, cada partida da competição ganha ares de decisão.

Com 15 pontos conquistados na 11ª colocação, os vascaínos tentam repetir a boa campanha que conseguiram na temporada passada, quando se classificaram para a disputa da sonhada Taça Libertadores da América. Bom, verdade seja dita: na vitória de 2 a 0 sobre o Esquadrão de Aço, os comandados do treinador Jorginho mostraram muita vontade e organização. O destaque ficou para a defesa, que era extremamente criticada na era Zé Ricardo. A zaga foi formada por Ricardo Graça e Breno. Nenhum gol levado. O Cruzmaltino tem uma das defesas mais vazadas do Brasileirão, com 18 gols levados.

Ao site oficial do clube, Ricardo falou sobre o bom desempenho do setor defensivo. “Nossa defesa se comportou muito bem. Foi a primeira vez que joguei ao lado do Breno, mas o mérito não é só nosso, mas sim de todo o time. Todo mundo brigou e marcou muito. Isso é fruto do trabalho que fizemos durante toda a intertemporada. Acredito que as coisa vão ser tornar ainda melhores com o decorrer das partidas.”

Já Jorginho fez uma breve análise sobre os próximos compromissos do Vasco. “Teremos jogos dificílimos. Fluminense, Grêmio, LDU e depois Corinthians. É só pedreira. Mas mostramos que o time está organizado. Foi importante para os jogadores verem que além de uma equipe guerreira, temos uma equipe qualificada.”

Atuando como mandante, a formação de origem portuguesa tem um rendimento positivo jogando como anfitrião. Em seis jogos foram quatro resultados positivos e dois negativos, além de 13 gols pró e 9 contra. Até o momento que este texto era produzido, o lateral-direito Lenon era visto como desfalque certo por conta de um problema muscular. Quem está 100% fora é Rafael Galhardo. O atleta sofreu um traumatismo craniano leve, mas passa bem, sem perda de memória. Ramon sentiu um desconforto na coxa direita e foi substituído apenas para prevenir problemas maiores. O atacante Maxi López e o zagueiro Henríquez, quem sabe, podem ser surpresas na escalação. O colombiano está regularizado. Já o argentino tem chances mais remotas de jogar.

De acordo com o Oddsshark.com, o favoritismo do Vasco rende R$ 2,10 a cada real aplicado por você nas apostas online.

Fluminense

No Tricolor das Laranjeiras, o comando da comissão técnica mudou. Saiu Abel Braga e entrou Marcelo Oliveira. Hoje, o Fluminense ocupa a 12ª colocação com 14 pontos. Para quinta-feira, tudo indica que o lateral Gilberto será ausência, já que ele não está recuperado de dores no tornozelo direito. Leo deve ficar com a vaga.  Quem também não deve jogar é o meia Douglas. Ele está se transferindo para o Corinthians, por isso vai ficar de fora. O reforço para os cariocas para o restante do ano é o atacante Junior Dutra.

O volante Jadson falou do trabalho realizado na intertemporada de um mês. “Foi uma parada extremamente importante pela troca de comando, pela sequência negativa que tivemos antes da Copa, e foi bom para organizar a casa. Vai ser um Fluminense mais descansado, tivemos uma sequência muito pesada de jogos, sem tempo para treinar, então, acho que seremos mais organizados e bem mais competitivos.”

O desempenho como visitante do Fluminense foi pífio no seis jogos mais recentes. Os tricolores tiveram quatro derrotas, um empate e uma solitária vitória. Será um bom desafio para o Marcelo Oliveira logo de cara em sua estreia.

Ainda segundo o Oddsshark.com, o clube das Laranjeiras rende R$ 3,30, R$ 0,10 a menos que o valor do empate.

Histórico de confrontos

Olha, em 302 duelos foram 109 triunfos vascaínos e 101 tricolores, além de 92 empates registrados. O Fluzão não ganha do rival desde o dia 22 de março de 2017, quando venceu por 3 a 0, em partida válida pelo Campeonato Carioca. Quando o mando foi cruzmaltino, o placar que mais se repetiu, 21 vezes, foi o de 1 a 0 para os mandantes.

Mais palpites

O Oddsshark.com também indica que a vitória do Vasco no primeiro tempo e a derrota no segundo propiciam o retorno de R$ 34,00, enquanto que a situação inversa faz você embolsar R$ 29,00. Os dois times fazendo gol pagam R$ 1,95 por 1.

Confira os jogos da 13ª rodada do Campeonato Brasileiro:

Quarta-feira (18 de julho)

19h30 – Ceará (R$ 2,50) x (R$ 3,00) Sport. Empate: R$ 3,00

21h – Vitória (R$ 1,75) x (R$ 5,00) Paraná. Empate: R$ 3,40

21h45 – Corinthians (R$ 1,85) x (R$ 4,50) Botafogo. Empate: R$ 3,30

21h45 – Flamengo (R$ 1,85) x (R$ 4,50) São Paulo. Empate: R$ 3,40

21h45 – Grêmio (R$ 1,72) x (R$ 5,25) Atlético Mineiro. Empate: R$ 3,40

Quinta-feira (19 de julho)

19h30 – Chapecoense (R$ 2,10) x (R$ 3,80) Bahia. Empate: R$ 3,10

19h30 – Cruzeiro (R$ 1,40) x (R$ 8,50) Atlético Mineiro. Empate: R$ 4,33

20h – Santos (R$ 2,87) x (R$ 2,60) Palmeiras. Empate: R$ 3,00

20h – Vasco (R$ 2,10) x (R$ 3,30) Fluminense. Empate: R$ 3,40

21h – Atlético Paranaense (R$ 3,00) x (R$ 2,50) Internacional. Empate: R$ 3,00

Comentários

Natural de Belo Horizonte. Torcedor do Cruzeiro e da Juventus. Um Doente por Futebol. Desde pequeno um apreciador do esporte mais popular do mundo, preferindo mais em acompanhar do que jogar (principalmente por não ter talento algum com a bola).