CAF Champions League 2018: oito clubes para quatro vagas!

  • por Rogério Bibiano
  • 2 Meses atrás

A CAF Champions League, ou Liga dos Campeões da África chega a fase decisiva das quartas-de-final da edição 2018 da competição. Nesta sexta-feira (21) e sábado (22), conheceremos os semifinalistas do principal interclubes africano, com os jogos de volta dos playoffs da fase.

A edição 2018 contou com 59 clubes de 47 federações, com duas fases eliminatórias, até a fase de grupos que contou com 16 clubes, com destaque para algumas participações inéditas, como a do Township Rollers (Botswana), AS Togo-Port (Togo) e Mbabane Swallows (Suazilândia), que conseguiram chegar a esta fase após eliminarem equipes mais tradicionais do continente, numa clara demonstração da evolução, ainda que tímida, destes centros futebolísticos dentro do continente.
Township Rollers, representando Botswana, chegou pela primeira vez à fase de grupos (foto: divulgação)

A Fase de Grupos

Contando com equipes vitoriosas e poderosas financeiramente, a fase de grupos da 54ª edição da Liga dos Campeões da África, composta de 16 clubes divididos em quatro grupos com quatro times, que jogaram dentro de suas respectivas chaves, classificando-se para as quartas-de-final, os dois primeiros colocados.

No grupo A, nenhuma surpresa com o maior campeão africano, o Al-Ahly (Egito) conquistando a primeira colocação, com 13 pontos ganhos, seguido do Espérance de Tunis (Tunísia), outra grande força do futebol africano, com 11 pontos ganhos, a frente do KCCA (Uganda), com 6 pontos e do Township Rollers (Botswana).
Al Ahly Cairo, maior vencedor africano, com oito conquistas, classificou-se em primeiro lugar no grupo A (foto: divulgação)

No grupo B, um pouco mais de equilíbrio, mas somente na briga pela segunda colocação, uma vez que o TP Mazembe (Rep. Democrática do Congo), terminou a fase com 12 pontos ganhos em primeiro lugar. A outra vaga ficou com a ES Sétif (Argélia), com 8 pontos ganhos, a frente do Difaâ El Jadidi (Marrocos), com 6 e do Mc Alger (Argélia), com 5 pontos.
Com cinco títulos continentais, o TP Mazembe é um dos favoritos ao título deste ano (foto: divulgação)

Atual campeão africano, o Wydad Casablanca (Marrocos) ficou na primeira colocação do grupo C, com 12 pontos ganhos; seguido da grande surpresa da chave, o Horoya (Guiné), com 9 pontos ganhos, três pontos a frente do Mamelodi Sundows (África do Sul), campeão continental de 2016. Na última colocação ficou o AS Togo-Port (Togo), com 4 pontos.

No grupo D, o Étoile du Sahel (Tunísia) terminou em primeiro lugar, com 12 pontos ganhos; seguidos do Clube 1º de Agosto (Angola), com 9 pontos. Em terceiro lugar ficou o ZESCO United (Zâmbia), com 6 pontos e em último lugar, o Mbabane Swallows (Suazilândia) com 4 pontos.

Quartas-de-final: jogos de ida

Ao contrário das últimas edições, a atual edição da CAF Champions League, teve os confrontos das quartas-de-final definidos via sorteio, mais um passo de modernidade dentro da competição.

1º de Agosto 0x0 TP Mazembe

No Estádio 11 de Novembro, em Luanda, os angolanos do tradicionalíssimo 1º de Agosto receberam uma das potências futebolísticas da África, os congoleses do TP Mazembe, em jogo bastante disputado, com muita marcação, o placar não foi aberto e a decisão segue em aberto. Infelizmente ao final do jogo, cinco torcedores morreram pisoteados, após confusão na saída do estádio. Segundo as autoridades angolanas, a culpa é dos jovens torcedores, pois os mesmos pularam um dos muros da ala norte do estádio, vindo a cair em meio a multidão, ao invés de saírem pelo portão de acesso; entretanto ainda há um inquérito em andamento, que irá oficialmente apontar responsabilidades. O Clube 1º de Agosto, em nota oficial, lamentou o incidente.

Espérance de Tunis 2×1 Étoile du Sahel

Quis o destino que o sorteio para um dos jogos mata-mata das quartas-de-final colocasse frente a frente duas grandes rivalidades num clássico local tunisiano. No Stade Olympique de Radès, o Espérance de Tunis levou a melhor sobre o Étoile du Sahel. Chamseddine Dhaouadi, aos 2 minutos abriu o placar para os donos da casa, mas Ammar Jamal empatou o jogo aos 29 minutos da primeira etapa. O jogo seguiu equilibrado, mas aos 32 minutos da etapa final, Sameh Derbali definiu o placar final em favor da equipe auri-rubra tunisiana.

ES Sétif 1×0 Wydad Casablanca

Outro clássico da África Árabe envolve os argelinos do ES Sétif que levou a melhor no jogo de ida, atuando em casa, no Stade du 8-Mai 1945, diante dos atuais campeões africanos, os marroquinos do Wydad Casablanca, pela contagem mínima, gol de Isla Daoudi Diomande, aos 16 minutos do primeiro tempo.

Horoya 0x0 Al-Ahly

Em Conakry, no Stade du 28 Septembre, o Horoya, surpresa da fase, enfrentou o multi-campeão Al-Ahly Cairo, que tomou a iniciativa do jogo e criou as melhores oportunidades. Entretanto, mesmo com 53% de posse de bola, os egípcios não conseguiram balançar as redes.

Quartas-de-final: jogos de volta

TP Mazembe (0) x (0) 1º de Agosto – 21/09 (sexta-feira) – 10 horas (horário de Brasília)

Em Lubumbashi, no Stade TP Mazembe, os congoleses do TP Mazembe, recebem os angolanos do 1º de Agosto, após empate sem gols no jogo de ida. Amplo favorito, o TP Mazembe jogou quatro partidas em casa, vencendo três e empatando uma. Por outro lado, o rubro-negro angolano jogou cinco partidas como visitante, vencendo uma, empatando duas e perdendo duas. A equipe do treinador sérvio Zoran Manojlovic costuma atuar no 4-4-2, com muita marcação, contrastando com a criatividade. Se o problema reside na falta de criatividade ofensiva, procura-se compensar com muita velocidade no contra-ataque e famosa bola longa, sempre buscando justamente os meias que caem pelos lados do campo. O destaque individual é o congolês Jacques Bitumba, artilheiro da equipe na Liga, com quatro gols.

Os angolanos do Clube 1º de Agosto esperam fazer história na Liga dos Campeões da África (foto: divulgação)

Favorito, o TP Mazembe, possui uma base que atua junta, há algumas temporadas e costuma jogar num 4-2-3-1, bastante ofensivo, principalmente diante do seu torcedor, quando costuma imprimir o ritmo do jogo em velocidade, característica esta que deve ser preponderante diante do 1º de Agosto. Além de um elenco entrosado, a equipe alvinegra da República Democrática do Congo possui jogadores muito experientes. O destaque, entretanto, é o jovem Ben Malango, um dos artilheiros da competição com sete gols. Jogador de muita força física, o atacante vem sendo cobiçado por equipes do futebol belga e francês e poderá figurar no futebol europeu já na próxima janela de transferência.

Artilheiro da CAF Champions League e do TP Mazembe na temporada, Ben Malango (28) tem futuro promissor (foto: divulgação)

Étoile du Sahel (1) x (2) Espérance de Tunis – 21/09 – 13 horas (horário de Brasília)

No clássico tunisiano de extrema rivalidade, o Étoile du Sahel, recebe no Stade Olympique de Sousse o Espérance de Tunis, precisando de uma vitória pela contagem mínima para avançar às semifinais. Entretanto, a expectativa é de um jogo equilibrado com muita marcação no setor de meio-de-campo e assim, poucas possibilidades de criação, com base no que tivemos no primeiro jogo. Uma das grandes forças do Continente, o Espérance de Tunis, costuma jogar num 4-2-3-1, que varia para um 4-5-1, conforme a necessidade defensiva, mas sempre buscando o toque de bola, uma das características do time. Com seis gols, o destaque é o habilidoso meia-atacante Anice Badri; nascido em Lyon (França), está desde 2016 na equipe e é na atualidade, o principal jogador do Espérance de Tunis.

Sempre forte atuando em casa, o Espérance ST tem um clássico, fora de casa, para tentar ir as semis (foto: divulgação)

Precisando da vitória simples, o Étoile du Sahel, do treinador Chiheb Ellili costuma atuar num 4-4-2, num sistema de jogo que privilegia muito a marcação. Em casa, com o apoio do torcedor, a equipe alvi-rubra de Sousse, deverá adiantar suas linhas, pressionando e jogando com a bola aérea. Com quatro gols na competição, o atacante Mohamed Amine Chermiti, é o artilheiro da equipe e uma das apostas, justamente na jogada aérea.

Campeão em 2007, o Étoile du Sahel busca novamente chegar ao título (foto: divulgação)

Wydad Casablanca (0) x (1) ES Sétif – 21/09 – 16 horas (horário de Brasília)

Atual campeão da CAF Champions League, o Wydad Casablanca recebe no Stade Mohamed V, os argelinos da ES Sétif, precisando vencer por dois gols de diferença para avançarem às semifinais. Entretanto o alvinegro argelino, em tese, não deve ser um adversário tranquilo, uma vez que é uma equipe experiente, que recentemente conquistou a CAF Champions (2014) e que tem por característica a forte marcação no meio-campo. A equipe do treinador Rachid Taoussi deverá atuar num 4-2-3-1, com saída rápida para o contra-ataque. O artilheiro na Liga, com três gols é Habib Bouguelmona, centroavante clássico. O toque de lucidez fica a cargo do camisa 10, Abdelmoumene Djabou.

Abdelmoumen Djabou (10) é o principal jogador da ES Sétif (foto: divulgação)

Favorito, a equipe alvi-rubra de Casablanca precisará reeditar suas grandes atuações diante do seu fanático público, que certamente irá se fazer presente. A equipe do treinador Abdelhadi Sektioui, deverá jogar num 4-2-3-1, com grande possibilidade desta formação variar para o 4-3-3. O destaque da equipe é o veloz atacante Ismail Haddad, que é dúvida para o jogo decisivo. Autor de cinco gols na competição, o camisa 11 do WAC, não atuou no primeiro jogo, devido estar lesionado.

Atual campeão africano, o Wydad Casablanca busca o terceiro título da sua história (foto: divulgação)

Al-Ahly Cairo (0) x (0) Horoya – 22/09 – 16 horas (horário de Brasília)

No Al-Salam Stadium, no Cairo, o maior campeão de clubes da África, o Al-Ahly, recebe a principal surpresa da edição 2018 da competição, o Horoya, campeão da Guiné. Após empate sem gols no jogo de ida, a equipe guineense tem a dificílima missão de eliminar o Al-Ahly em pleno Cairo. Para isso, deve atuar num clássico 4-4-2, com variantes para o 4-5-1 e claro, muita marcação no setor de meio-de-campo. O artilheiro da equipe é o burkinabé Ocansey Mandela, com quatro gols.

Surpresa da fase, o Horoya precisa vencer o Al-Ahly no Cairo (foto: divulgação)

Favorito absoluto, o Al-Ahly deverá impor o ritmo do jogo, sobretudo pelo apoio incondicional do seu torcedor. A equipe treinada pelo francês Patrice Carteron, costuma atuar no 4-2-3-1, com muito apoio dos laterais e jogadas pelos flancos em velocidade. Destaque individual para o atacante marroquino Walid Azaro, que já balançou as redes em 6 oportunidades nesta atual edição da CAF Champions League.

Walid Azaro é o artilheiro do time egipcio (foto: divulgação)

Comentários

Natural de Telêmaco Borba-PR e criado em meio à "boemia futebolística", com horas de papo sobre futebol, samba e cervejas na pauta. Influência do pai, que também adorava futebol, e da mãe, que sempre apoiou a iniciativa. Técnico em Eletrônica, formado desde 1999, e fanático por futebol, futsal, futebol de praia, society e todo esporte que tenha no futebol a sua essência.