Liderança do Brasileirão pode mudar de dono mais uma vez neste fim de semana; veja as cotas para apostas

  • por Victor Gandra Quintas
  • 3 Meses atrás

No momento, São Paulo é o primeiro time da classificação do campeonato nacional

Restando apenas 13 jogos para o fim do Campeonato Brasileiro de 2018, a liderança segue disputada ponto a ponto. Neste fim de semana, serão disputados os jogos da 26ª rodada. Com a briga na parte de cima da tabela, os odds para você investir nas casas de apostas ficam ainda mais interessantes.

São Paulo x América Mineiro

O Tricolor do Morumbi voltou a ser líder na noite da última segunda-feira mesmo sem ter entrado em campo. Isso porque o Internacional foi derrotado por 2 a 1, de virada, pela Chapecoense na Arena Condá, em Santa Catarina. Sendo assim, o time da capital paulista tem 50 pontos, 1 a mais que os gaúchos. No sábado, 22 de setembro, às 16h, horário de Brasília, o jogo será em casa contra o América Mineiro, 12º colocado, com 30 pontos. A expectativa é de estádio lotado.

Os donos da casa vêm de um empate sem gols no clássico com o Santos na Vila Belmiro. O lateral-direito Bruno Peres e o atacante Everton estão vetados para o jogo. O primeiro atleta se recupera de uma lesão na coxa-direita, enquanto que o segundo tem uma fibrose na coxa esquerda. O atacante João Rojas e o atacante Bruno Alves cumprem suspensão em virtude do terceiro cartão amarelo.

O lateral-esquerdo Edimar está de olho em uma vaga na formação titular.  Certamente, a experiência dele no futebol europeu é um fator importantíssimo me momentos importantes da temporada.

“Fiquei quatro anos no Braga e mais quatro no Rio Ave, um ano na Itália, Espanha, Romênia e Grécia, foram experiências muito importante. Sempre quis retornar ao Brasil, fui formado no Cruzeiro, um grande clube, mas hoje estar aqui é um sonho, é falar de glórias, grandeza.”

Como mandante, os tricolores seguem invictos, com nove resultados positivos e três empates. Outro detalhe é que o América não tem vitória sobre os são-paulinos na condição de visitante. São por estes dados que o favoritismo caseiro é de R$ 1,35, contra R$ 10,00 do adversário, indica o Oddsshark.com. Nos últimos cinco jogos em São Paulo, o Soberano fez ao menos três gols. Um novo triunfo com a margem de três gols de diferença rende R$ 6,50 a cada R$ 1,00 investido.

A possível escalação é a seguinte: Sidão; Anderson Martins, Arboleda e Rodrigo Caio (ou Régis); Everton Felipe, Jucilei, Hudson, Liziero e Reinaldo; Nenê e Diego Souza.

No lado do Coelho, o técnico Adilson Batista não vai contar com o lateral-direito Norberto, com um edema no joelho direito. O meia Gérson Magrão e o zagueiro Lima segue em fase final de recuperação de lesão. Outro desfalque certo é o atacante Luan. Ele foi expulso na derrota de 1 a 0 para o Botafogo, no Rio de Janeiro, na rodada passada.

Grêmio x Ceará

Embalado pela boa vitória de 2 a 0 na partida de ida das quartas de final da Libertadores da América, o Grêmio precisa vencer para manter viva a chance de título do Brasileirão. O jogo com o Ceará acontece no domingo cedo, às 11h, em Porto Alegre. A tendência é que os gaúchos joguem com o time principal, já que o torneio continental voltará a ser jogado apenas no início de outubro.

O Imortal Tricolor, cotado em R$ 1,36, é o quinto colocado do Brasileirão com 44 pontos. Na Arena, o retrospecto é bem interessante. Foram 8 vitórias, 1 derrota e 4 empates. Já o Ceará é um dos times que mais têm crescido nas últimas semanas. O Vozão emplacou uma sequência de três triunfos e um empate, conseguindo dar uma subida na zona de rebaixamento. Agora, ele ocupa o 17º lugar, tendo 27 pontos. Uma nova vitória, combinada com outros resultados, pode resultar na saída do Z-4. O técnico Lisca vem desenvolvendo um belo trabalho. Temos que enaltecer!

Para o volante Pedro Ken, o clube nordestino tem condições de jogar de igual para igual com um dos principais times do Brasil. “A gente sabe que o Grêmio tem um grande elenco, mas o Ceará tem mostrado que pode jogar de igual para igual com a equipe. A equipe deles joga um futebol bom e tem um elenco muito forte, além do entrosamento muito grande. Mas a gente vem em uma evolução, crescendo não só em atuação, como em resultado também. E isso nos credencia a buscar fazer uma grande atuação lá e tentar pontuar mais uma vez.”

Flamengo x Atlético Mineiro

Às 16h de domingo, o Maracanã será palco de um dos maiores clássicos interestaduais do nosso futebol. É quase que uma final, tanto para cariocas quanto para mineiros. O empate rende R$ 3,50 para 1.

O Flamengo está na quarta colocação com 45 pontos, três a mais que o Atlético, na sexta posição. É quase que um duelo de seis pontos. Ambos os times vêm de encontros com rivais no fim de semana. O Rubro-Negro empatou em 1 a 1 com o Vasco, e o Alvinegro ficou no 0 a 0 com o Cruzeiro. O retrospecto das equipes se parecem bastante, porém o Galo está há quatro jogo sem perder, contra dois do Urubu.

O meio-campo Diego Ribas não poderá estar em campo. Ele vai cumprir suspensão por ter levado cartão vermelho anteriormente, em Brasília, no Mané Garrincha. Com essa ausência, uma das opções é Lucas Paquetá atuar mais adiantado. Em coletiva, Maurício Barbieri falou sobre a pressão que vem sofrendo.

“O Flamengo tem pressão em qualquer circunstância e momento. Todo profissional aqui tem que estar preparado para lidar com isso. Desde o início é assim. Estamos fazendo o trabalho da melhor maneira possível. A vontade de entregar o trabalho da melhor forma possível é muito maior do que qualquer pressão. Quem está aqui tem que estar apto para conviver com isso. O meu objetivo e dos jogadores é entregar os resultados que a torcida espera.”

Já o comandante Thiago Larghi pode contar com força máxima. A princípio, não há nenhum desfalque. O zagueiro Maidana está confiante para o embate. “O time deles tem muita qualidade, ainda mais dentro de casa, com a torcida. Temos que focar em não levar gol, que com certeza vamos fazer um gol lá na frente. Contra o Cruzeiro tivemos várias chances de matar o jogo, mas não conseguimos. O importante é que não levamos gol.”

Ainda conforme o Oddsshark.com, o Flamengo paga R$ 1,80, e o Atlético Mineiro, R$ 4,50.

Corinthians x Internacional

Na Arena Itaquera, no mesmo horário do embate que citamos acima, o Corinthians certamente contará com o apoio da torcida de outros clubes, principalmente do São Paulo, para bater o Internacional. O Timão busca a sua segunda vitória sob o comando de Jair Ventura. A equipe tenta se reorganizar. Hoje, ele é o 8º colocado com 22 pontos. O fim do jejum de quatro partidas foi encerrado no último domingo, no 2 a 1, de virada, sobre o Sport, em casa.

A principal novidade é o meia Mateus Vital, como titular ao lado de Jadson no lugar do Roger. A última vez que Vital iniciou uma partida foi no dia 12 de agosto, contra a Chapecoense. Quem segue esperando uma oportunidade para estrear é o meia-atacante paraguaio Sérgio Díaz, contratado no início de agosto.

O Inter, por sua vez, tem um desafio maior, pois jogará com a zaga reserva. Klaus e Emerson Santos são os atletas escolhidos por Odair Hellmann, porém o segundo é dúvida. Tales, revelado pela base, está de sobreaviso. Rodrigo Moledo tem uma lesão muscular na coxa, e Víctor Cuesta, suspenso. Com 15 gols levados, o Colorado possui a segunda defesa menos vazada da competição, ficando atrás do rival Grêmio. Na segunda-feira passada, ele foi derrotado, de virada, por 2 a 1 pela Chape, em Santa Catarina.

O clube gaúcho é o vice-líder com 49 pontos. Uma vitória sobre os corintianos pode recolocar o time na liderança se o São Paulo não vencer. “A partir do momento que você assume o protagonismo, cada rodada é um desafio. Isso se encaminha dentro do que a gente vem falando de jogar todo o jogo como se fosse o último. Faltou um pouco nesse último, mas temos a oportunidade de reverter. Uma grande vitória contra o Corinthians levantará nossa moral. A gente sabe da dificuldade de jogar lá, mas vamos para fazer grande jogo”, disse o atacante Wiliam Pottker.

O menor valor de odds é do Corinthians, com R$ 2,40.  O Internacional é avaliado em R$ 3,20. A última vitória dos gaúchos sobre os alvinegros, fora, foi em 2009, por 1 a 0.

Sport x Palmeiras

Vivo na Libertadores, Copa do Brasil e Brasileirão, o Palmeiras deve utilizar o seu segundo time no domingo, às 16h, em Recife, contra o Sport. O Verdão empatou em 1 a 1 com o Bahia anteriormente. A colocação da tabela é a terceira, com 47 pontos. Segundo dados do Oddsshark.com, mesmo sem a escalação principal e longe do Allianz Parque, os paulistanos são favoritos, pagando R$ 2,30, R$ 1,00 a menos que o adversário. No campeonato nacional, os comandados de Luis Felipe Scolari sustentam a invencibilidade de 11 jogos. É sem dúvida um dos principais candidatos ao título, fazendo jus ao alto investimento financeiro.

O Leão da Ilha do Retiro amarga a 17ª colocação, no Z-4, com somente 24 pontos. Ao contrário do Palmeiras, o Sport está com um jejum de três compromissos.  Com uma lesão no ombro, o atacante Hernanes para por cerca de 45 dias. O lateral Michel Bastos e o volante Felipe Bastos devem aparecer no banco depois de terem sido afastados pela diretoria por conta de postagens polêmicas na internet.

Confira os jogos da 26ª rodada do Campeonato Brasileiro:

Sábado (22 de setembro)

16h – São Paulo (R$ 1,36) x (R$ 10,00) América Mineiro. Empate: R$ 4,33

Domingo (23 de setembro)

11h – Grêmio (R$ 1,36) x (R$ 11,00) Ceará. Empate: R$ 4,00

16h – Atlético Paraná (R$ 1,61) x (R$ 6,00) Paraná. Empate: R$ 3,60

16h – Corinthians (R$ 2,40) x (R$ 3,20) Internacional. Empate: R$ 3,00

16h – Flamengo (R$ 1,80) x (R$ 4,50) Atlético Mineiro. Empate: R$ 3,50

16h – Vasco (R$ 2,05) x (R$ 4,00) Bahia. Empate: R$ 3,10

18h – Sport (R$ 3,30) x (R$ 2,30) Palmeiras. Empate: R$ 3,10

18h – Vitória (R$ 2,00) x (R$ 3,75) Botafogo. Empate: R$ 3,40

19h – Cruzeiro (R$ 2,62) x (R$ 2,80) Santos. Empate: R$ 3,10

Segunda-feira (24 de setembro)

20h – Chapecoense (R$ 1,95) x (R$ 4,20) Fluminense. Empate: R$ 3,20

Comentários

Natural de Belo Horizonte. Torcedor do Cruzeiro e da Juventus. Um Doente por Futebol. Desde pequeno um apreciador do esporte mais popular do mundo, preferindo mais em acompanhar do que jogar (principalmente por não ter talento algum com a bola).