Grêmio e Palmeiras são vistos como azarões para jogos de ida da Libertadores contra River Plate e Boca Juniors

  • por Victor Gandra Quintas
  • 8 Meses atrás

Apesar das cota desfavoráveis nas casas de apostas, os brasileiros têm totais condições de conquistar a vitória fora de casa

Que semana maravilhosa para acompanharmos a Taça Libertadores da América, hein? Nas duas semifinais temos grandes times brasileiros e argentinos em ação. Emoção, catimba e bom futebol certamente não faltarão. Quer oportunidade melhor que esta para investir a sua preciosa grana nas apostas esportivas? Aproveite as dicas do Oddsshark.com.

River Plate x Grêmio

Na noite desta terça-feira, 23 de outubro, ás 21h45, horário de Brasília, millonarios e tricolores medem forças no tradicionalíssimo Monumental de Nuñez, em Buenos Aires, na Argentina. Nas quartas de final, o River eliminou os compatriotas do Independiente, empatando o duelo de ida em 0 a 0 e vencendo depois por 3 a 1. O momento do time hermano na temporada é positivo. Até o último fim de semana, o clube sustentava a invencibilidade de 32 jogos. Na sexta-feira, derrota de 1 a 0, fora de casa, para o Colón na Superliga – o campeonato nacional. Nesta competição, a colocação na tabela é 9ª, com 13 pontos, 7 a menos que o líder Racing.

No revés mais recente, o técnico Marcelo Gallardo optou por poupar os seus principais jogadores. Na Libertadores, o River Plate construiu a marca de 10 partidas sem ser derrotado. Sem dúvida alguma, o fator mando de campo é um dos principais responsáveis pelo sucesso da equipe. Na atual edição do torneio continental, os argentinos estão invictos no monumental. Isso faz com que a sua cota de retorno em caso de vitória no duelo de ida seja R$ 1,80 a cada real aplicado por você, segundo o Oddsshark.com.

Já o Grêmio, atual campeão e dono do melhor ataque com 22 gols, está avaliado em R$ 5,00. A grande dúvida no Imortal Tricolor é se o atacante Luan estará ou não em campo. O melhor jogador da Libertadores de 2017 viajou para Buenos Aires mesmo problemas no pé direito. Olha, creio que ele jogues. Quem não joga é o também atacante Everton, lesionado. O volante Ramiro, recuperado de lesão no joelho, está garantido no duelo.

O lateral Bruno Cortez elogiou o adversário. “O River a gente sabe que é uma equipe de muita qualidade, tem um grande treinador, estão bem. Vai ser um grande duelo. Nossa equipe também está bem, está todo mundo preparado para a guerra. Nosso time está preparado para qualquer coisa. É uma formação madura, que sabe jogar fora de casa e sabe sofrer. Esse é o estilo do Grêmio. Viemos para jogar futebol, deixa falar, o que manda é dentro do campo.”

Os brasileiros esperam ter o mesmo sucesso que tiveram em 2002, quando, fora de casa, venceram por 2 a 1, também pela Liberta. Na semifinal, a formação de Porto Alegre conseguiu passar pelo Atlético Tucumán, também da Argentina, com 6 a 0 no marcador agregado. A possível escalação é: Marcelo Grohe; Leonardo Moura, Pedro Geromel, Kannemann e Bruno Cortez; Maicon, Cícero, Alisson, Thaciano e Ramiro; Jael (Luan).

Boca Juniors x Palmeiras

Um dia depois, outro jogaço para acompanharmos. A La Bombonera será o palco de Boca Juniors x Palmeiras. Na fase de grupos, o Verdão conseguiu derrotar os xeneizes neste campo de jogo, por 2 a 0. Será que é possível repetir este feito? Olha, o atual desempenho vem mostrando que sim. Os comandados do Felipão contam com um retrospecto de sete resultados positivos, sendo cinco seguidos, e duas igualdades. O time é o líder isolado do Campeonato Brasileiro. Anteriormente, o adversário do Porco no torneio continental foi o Colo-Colo, do Chile, com duas vitórias por 2 a 0.

Ao que tudo indica, os 11 atletas escolhidos para o começo do jogo devem ser: Weverton, Mayke, Antônio Carlos (ou Luan), Edu Dracena (ou Gustavo Gómez) e Diogo Barbosa; Thiago Santos (ou Felipe Melo), Bruno Henrique e Moisés; Dudu, Willian e Borja. Nesta Libertadores, em cinco jogos como visitante, foram cinco vitórias.

O Boca, por sua vez, só disputou as eliminatórias porque os palmeirenses venceram o Junior Barranquilla, da Colômbia, no Grupo 8, na rodada final. Lembra? Contra o Cruzeiro nas quartas, os argentinos não fizeram duas partidas sensacionais, mas foram eficientes, principalmente em Buenos Aires. É assim que o técnico Guillermo Schelotto e sua comissão técnica estão montando a estratégia. Construir um bom resultado é importantíssimo para o encontro de São Paulo, onde o Alviverde é forte. O Boca não vence há três partidas. No fim de semana, a formação azul e amarela empatou em 0 a 0 com o Rosário Central.

Ídolo da torcida, porém que atualmente é banco Carlos Tevez falou sobre o clássico sul-americano. “Uma semifinal de Libertadores é diferente. Nosso time não é o mesmo, estamos crescendo. Eu gostei da inteligência que mostramos no Mineirão contra o Cruzeiro. Não ficamos desesperados, não fomos para defender e foi justo. Fizemos a diferença aqui com o 2 a 0, e depois tivemos a vantagem e crescemos muito. Não temos que pensar que vamos ganhar porque somos o Boca, nós que fazemos a diferença. Pra mim, tivemos um crescimento grande, os jogadores entenderam isso muito bem e por isso estamos na semifinal.”

De acordo com o Oddsshark.com, o Boca Juniors tem o favoritismo ao seu lado, rendendo R$ 2,25, R$ 1,35 a menos que o Palmeiras. Um novo 2 a 0 para os visitantes proporciona R$ 17,00 para 1.

Jogos de ida das semifinais da Libertadores:

Terça-feira (23 de outubro)

21h45 – River Plate (R$ 1,80) x (R$ 5,00) Grêmio. Empate: R$ 3,25

Quarta-feira (24 de outubro)

21h45 – Boca Juniors (R$ 2,25) x (3,60) Grêmio. Empate: R$ 2,90

Comentários

Natural de Belo Horizonte. Torcedor do Cruzeiro e da Juventus. Um Doente por Futebol. Desde pequeno um apreciador do esporte mais popular do mundo, preferindo mais em acompanhar do que jogar (principalmente por não ter talento algum com a bola).