Libertadores: casas de apostas apontam River Plate como campeão; será que o Boca Juniors deixa?

  • por Felippe Garcia
  • 18 Dias atrás

Duelo de ida da melhor final de todos os tempos da Libertadores terminou em 2 a 2 na La Bombonera

Deste sábado, 24 de novembro, não passa meu amigo! Conheceremos o campeão da Taça Libertadores da América de 2018. Às 18h, horário de Brasília, os eternos rivais River Plate e Boca Juniors se enfrentam no Estádio Monumental de Nuñez, em Buenos Aires, na Argentina. No duelo de ida, disputado na La Bombonera, no dia 11 de novembro, tivemos um jogaço. Na ocasião, o placar foi de 2 a 2. Vale lembrar que não há o critério do gol marcado fora de casa. Se tivermos uma nova igualdade, o título será decidido nos pênaltis. Este detalhe deixa o embate ainda mais emocionante. Vale a pena dar uma investida nas casas de apostas.

River Plate

Desde o encontro de ida, no começo do mês, os Millonarios não entram em campo. Isto foi bom para o técnico Marcelo Gallardo ter mais tempo para treinar o elenco, repassar as ideias e trabalhar as jogadas, no entanto, a falta de partidas pode significar uma queda no ritmo de jogo. Só iremos saber quando a bola rolar no fim de semana.

O River tem algumas baixas no ataque. O colombiano Borré está suspenso, enquanto que Scocco fica de fora por conta de uma lesão na coxa direita. Sendo assim, restam como opções: Lucas Pratto, Rodrigo Mora e Julían Álvarez. A tendência é que o ex-atleticano e são-paulino Pratto, com quatro gols na competição, comece a final dentro de campo ao lado de Mora.

Em casa, somando todas as competições, nos jogos mais recentes, os Millonarios contam com quatro resultados positivos e apenas um negativo. O Oddsshark.com indica que um novo triunfo está avaliado em R$ 2,20 a cada R$ 1,00 aplicado por você.

Boca Juniors

Diferentemente do River Plate, o Boca Juniors entrou em campo na semana passada pelo Campeonato Argentino. Os Xeneizes jogaram em casa contra o Patronato, e venceram por 1 a 0, subindo para a sexta colocação da tabela com 21 pontos, oito a menos que o líder Racing. Para evitar qualquer tipo de lesão, o treinador Guillermo Schelotto optou por escalar uma formação considerada reserva.

Nesta Libertadores, o grande talismã do Boca vem sendo o atacante Benedetto, que tem saído do banco. Sempre que é solicitado, ele coloca a bola no fundo da rede rival. Foi assim na primeira partida da final e nos dois duelos da semifinal com o Palmeiras. Quem também pode entrar e decidir o jogo é Carlos Tevez. Qualidade para isso todo mundo sabe que ele tem, não é? O seu extenso currículo fala isso. Muitas pessoas estão curiosas para saber se, caso faça um gol, ele imitará uma galinha como fez na semifinal da Libertadores de 2004.

Na atual temporada, o retrospecto recente mostra que jogar como visitante não vem sendo tarefa fácil para o time de maior torcida na Argentina. Em cinco jogos foram três empates, uma vitória e um empate.   

Novamente de acordo com o Oddsshark.com, uma vitória dentro da casa do rival paga ótimos R$ 3,80.

Possíveis escalações

River Plate –  Armani; Montiel, Maidana Martínez Quarta, Pinola Casco e Palacios, Enzo Pérez, Martínez; Pratto e Mora.

 

Boca Juniors – Rossi; Jara, Magallán, Izquierdoz e Olaza; Nández, Barrios, Pérez; Villa, Ábila, Pavón.

Histórico de confrontos

Nos últimos três encontros entre os dois maiores clubes hemanos no Monumental, o Boca Juniors venceu dois e empatou outro. O mais recente aconteceu no dia 5 de novembro de 2017, com o placar de 2 a 1.

Em 2015, Xeneizes e Millonarios se encontraram na semifinal da Libertadores. Na partida de ida, 1 a 0 para o River, no Monumental. Em seguida, na La Bombonera, o segundo jogo não terminou por conta de uma confusão. Torcedores do Boca soltaram spray de pimenta no túnel de acesso do River e o juiz não deu prosseguimento ao duelo. Neste ano, Gallardo e companhia derrotaram o Tigres, do México, na final.

Mais palpites

A partida da La Bombonera deixou claro que os dois times estão jogando para frente, sem medo, tanto que, juntos, fizeram quatro gols. Agora, se as redes forem balançadas dos dois lados, você pode ficar com o retorno de R$ 2,20. Caso não, o valor cai para R$ 1,61. Uma nova igualdade de 2 a 2 está estimado em R$ 19,00. O empate, independentemente do marcador, leva a decisão para as penalidades máximas, como foi dito no início deste texto. Se isso acontecer, e forem necessárias as cobranças, a cota vai ser de R$ 5,00 para 1.

Também é possível palpitar qual clube vai ser campeão, ao invés de apostar no resultado final do jogo. O River Plate gera R$ 1,53, e o Boca Juniors, R$ 2,37, conforme mostra o Oddsshark.com.

Cotas do segundo jogo da final da Libertadores da América 2018:

Sábado (24 de novembro)

18h – River Plate (R$ 2,20) x (R$ 3,80) Boca Juniors. Empate: R$ 2,90

Comentários

Publicitário apaixonado por esporte. Fundador do projeto Doentes por Futebol.