Argentina x Venezuela, Colômbia x Chile e Uruguai x Peru: quem passa para as semifinais da Copa América?

  • por Victor Gandra Quintas
  • 2 Meses atrás

A final do torneio continental acontece no dia 7 de julho, no Maracanã, Rio de Janeiro

Chegou a parte mais legal da Copa América: as partidas eliminatórias. Qualquer vacilo pode ser fatal, meu amigo! Um dia depois do Brasil encarar o Paraguai, sexta-feira e sábado, teremos três jogos bem interessantes para não só acompanharmos, mas, para também palpitarmos. Não deixe de investir e lucrar com a SpinSports.

Argentina x Venezuela

Depois de uma primeira fase vergonhosa, com um futebol extremamente pobre, a Argentina tem uma nova chance de ser redimir e buscar o fim do jejum de títulos. Desde 1993 que os hermanos não faturam um troféu com a sua seleção profissional. Messe e companhia ficaram na segunda colocação do Grupo B, tendo perdido para Colômbia (2 a 0), empatado com o Paraguai (1 a 1) e vencido o Catar (2 a 0).

Nesta sexta-feira, 28 de junho, às 16h, horário de Brasília, no Maracanã, o compromisso é a Venezuela, que promete complicar bastante a vida dos argentinos. Já foi o tempo em que a seleção Vinho Tinto era barbada. Exemplo disso foi que ela ficou na segunda colocação do Grupo A, tendo empatado com Peru (0 a 0) e Brasil (0 a 0), e vencido a Bolívia (3 a 1) na rodada final da primeira fase. Não será uma grande surpresa se os venezuelanos saírem de campo com a vaga, hein?

Vale a pena lembrar que em março deste ano, estas duas equipes se enfrentaram em um amistoso e a Venezuela levou a melhor, vencendo por 3 a 1. Um novo triunfo, está avaliado em R$ 6,35 a cada R$ 1,00 aplicado por você, de acordo com o Oddsshark.com. O valor da Argentina é de R$ 1,57.

Colômbia x Chile

Ainda na sexta-feira, só que mais tarde, às 20h, na Arena Itaquera, em São Paulo, Colômbia e Chile têm tudo para protagonizarem o melhor jogo das quartas de final. No lado dos Los Cafeteros, James Rodriguez, Falcao Garcia e Juan Cuadrado, estimados em R$ 2,25, fizeram a melhor campanha da primeira fase, com vitórias sobre Argentina (2 a 0), Catar (1 a 0) e Paraguai (1 a 0), tendo 4 gols marcados e nenhum sofrido. Sem muito alarde, o time comandado pelo português Carlos Queiroz vai se mostrando uma aposta confiável. Somando partidas oficiais com amistosos, são 5 jogos de invencibilidade, com 5 vitórias consecutivas.

A La Roja, por sua vez, atual bicampeã continental, mesmo pagando mais, tendo a cota de zebra, de R$ 3,60, não pode ser deixada de lado, ainda mais com Vidal e Alexis Sánchez no elenco. O Chile ficou na segunda colocação do Grupo C após vencer Japão (4 a 0) e Equador (2 a 1), mais a derrota sofrida para o Uruguai (1 a 0).

Em virtude do equilíbrio técnico entre as duas seleções, aconselho em apostar no empate com gols. Esta possibilidade rende R$ 4,35.

Uruguai x Peru

No sábado, às 16h, na Arena Fonte Nova, em Salvador, a tendência é que o Uruguai passe pelo Peru na última partida das quartas e faça você embolsar R$ 1,61 por 1, segundo o Oddsshark.com. Apesar de tecnicamente ser superior e o rival ter sofrido uma goleada de 5 a 0 para o Brasil, é preciso a Celeste entrar em campo concentrada. Contra o time jovem do Japão ela teve dificuldade e ficou no empate de 2 a 2. Cavani, Suárez e companhia se classificaramno topo do Grupo C, tendo vencido os equatorianos (4 a 0) e os chilenos (1 a 0), além do empate com os japoneses.

O Peru ficou na terceira posição do Grupo A. Os resultados do time de Paolo Guerrero foram um empate com a Venezuela, uma vitória sobre a Bolívia e a derrota para o Brasil – como já citamos.

Confira os jogos das quartas de final da Copa América:

Quinta-feira, 27 de junho

21h30 – Brasil (R$ 1,16) x (R$ 16,25) Paraguai. Empate: R$ 7,25

Sexta-feira, 28 de junho

16h00 – Argentina (R$ 1,57) x (R$ 6,35) Venezuela. Empate: R$ 3,80

20h00 – Colômbia (R$ 2,25) x (R$ 3,60) Chile. Empate: R$ 3,05

Sábado, 29 de junho

16h00 – Uruguai (R$ 1,68) x (R$ 5,55) Peru. Empate: R$ 3,55

 

Comentários

Natural de Belo Horizonte. Torcedor do Cruzeiro e da Juventus. Um Doente por Futebol. Desde pequeno um apreciador do esporte mais popular do mundo, preferindo mais em acompanhar do que jogar (principalmente por não ter talento algum com a bola).