O upgrade necessário do PSG

  • por Eduardo Madeira
  • 11 Dias atrás

Enquanto os olhos do mundo se voltavam para o futuro de Neymar, foi no lado oposto da escalação que o Paris Saint-Germain fez sua principal movimentação na janela de transferências. Apesar da importante chegada de Mauro Icardi – que indica a preparação do terreno para a saída de Edinson Cavani, em último ano de contrato – a contratação de Keylor Navas para vestir a camisa 1 já aponta um upgrade na posição e que pode ter efeito imediato.

Não que o gol tenha sido um problema gritante nos últimos anos, mas sentia-se a necessidade de um goleiro de primeira linha. Na era milionária, Alphonse Areola, agora negociado com o Real Madrid, e, principalmente, Salvatore Sirigu cumpriram seus papéis e o torcedor do PSG não pode reclamar muito do rendimento dos dois. Porém, faltou um “algo mais”.

Foto: reprodução – escantado em Madrid, Navas é contratação certeira para o PSG.

Esse “algo mais” foi vislumbrado em Gianluigi Buffon durante a temporada 2018/2019. Entretanto, o italiano, badalado pela vitoriosa carreira que construiu na Juventus, falhou grotescamente quando menos se esperava. O erro que cometeu no segundo gol do Manchester United na até hoje dolorosa eliminação na Liga dos Campeões da Europa foi crucial para mostrar que ele não era mais o goleiro de primeira linha que o PSG tanto procurava.

A solução encontrada por Leonardo, agora com carta branca para investir em Paris, foi desistir de esperar a explosão de Areola e atirar em algo mais certeiro, investindo em Navas, que ficou escanteado no Real Madrid após a chegada de Thibault Courtois. O costarriquenho tem história vitoriosa para contar na Liga dos Campeões, tendo ganhado três edições.

O ápice foi uma atuação decisiva na semifinal de 2018. No dia 1º de maio daquele ano, recebeu a estupenda nota 8.9 do site WhoScored no 2 a 2 diante do Bayern, que levou os Merengues para a decisão da temporada. Ao todo, o costarriquenho fez oito defesas. Sua participação foi fundamental na classificação rumo ao terceiro título europeu consecutivo do Real Madrid.

Sem tantos holofotes quanto mereceria, Navas teve desempenho espetacular em Madrid. Entre as temporadas 2017/2018 e 2015/2016, período em que ergueu três Ligas dos Campeões, foi o goleiro que mais recebeu chutes em sua direção, segundo o Opta Jose: 124 arremates em 34 jogos e só ficou atrás de Jan Oblak, do Atlético de Madrid, na listagem de defesas – 92 a 94.

Por fim, todos saem ganhando nessa negociação. Navas deixa a sombra de Courtois em Madrid, da mesma forma que o PSG acrescenta a posição com um goleiro mais tarimbado que Areola e que, principalmente, decide jogos a seu favor. O erro custa muito caro e o Paris sabe bem disso ao lembrar do lance que marcou Buffon na temporada passada. Foi um upgrade necessário em uma função fundamental.

Comentários

Jornalista formado e doente por futebol. Cresceu vendo Zidane e Henry encantando o mundo, mas aprendeu a gostar dos times franceses e suas particularidades. Viu PSG quando o 9 era Hoarau e o 2 Ceará e acompanhou todo o crescimento do futebol no país nos últimos anos sob os holofotes de Neymar e Mbappé. Semanalmente falando do futebol na terra do Hexágono.