Filip Stevanović, o diamante sérvio!

  • por Rogério Bibiano
  • 7 Meses atrás

Jovem atacante é disputado por muitas equipes europeias

Houve um tempo, na história do futebol, que a Iugoslávia era sinônimo de futebol bem jogado e, por consequência, celeiro de grandes jogadores. No início dos anos 90, as tensões políticas, religiosas e regionais, explodiram, levando o país a uma guerra civil (já falamos sobre isso, veja aqui), consequentemente a divisão da nação e o fim da Iugoslávia.

Entre as nações que seguiram seu próprio caminho, a Sérvia sempre teve grandes jogadores, em diversas posições. E é da Sérvia, um nome que vem se destacando gradativamente no futebol local e chamando a atenção de diversos clubes no Continente: Filip Stevanović.

Filip Stevanović é fruto do bom trabalho das categorias de base do Partizan Belgrado (Foto:Viktor Sukdolak/Mondo)

O início

Nascido em 25 de setembro de 2002, Stevanović chegou ao Partizan em 2011, por intermédio do seu tio, Dušan Trbojević, que observou o enorme potencial existente em seu sobrinho. A estreia no time principal aconteceu no dia 9 de dezembro de 2018, pela Liga da Sérvia, quando substituiu, aos 37 minutos do segundo tempo, Đorđe Ivanović, em jogo contra o Rad, na vitória por 3×0. Aos 16 anos, dois meses e 14 dias, ele se tornou o terceiro mais jovem a estrear na história do clube, à frente dele apenas Dusan Vlahovic e Nenad Marinkovic.

No dia 1º de agosto de 2019 Filip Stevanović marcou seu primeiro gol atuando pela equipe principal do Partizan. Saindo do banco, anotou o terceiro tento, na vitória sobre o Connah’s Quay Nomads (País de Gales), pela fase eliminatória da UEFA Europa League 2019/2020; tornando-se o mais jovem a marcar em competições da UEFA e o segundo mais jovem da história do clube, com 16 anos e 311 dias de idade.

Stevanović arremata para fazer o primeiro ante o Rad, golaço! (foto: STARSPORTPHOTO/Srdjan Stevanovic)

Em abril de 2017, foi convocado para a seleção sérvia sub-15, jogando dois jogos e marcando um gol; em novembro do mesmo ano disputou 8 jogos, com um gol anotado pela equipe sub-16. Em outubro de 2019, disputou três partidas pela seleção sub-19 e estava convocado para as disputas da fase qualificatória da Euro Sub-19, que em função da pandemia, da COVID-19 acabou suspensa.

Estilo de jogo

Stevanović na base costumava ter liberdade para atuar no meio campo ofensivo, fazendo bem a função de meia-armador, não tendo uma região de campo específica, aparecendo muito bem na faixa. Na equipe principal, atua praticamente como um ponta esquerda; assim, temos um jogador de muita qualidade e que certamente irá evoluir muito.

Jogador bastante agudo, que gosta de encarar a marcação adversária, também já foi utilizado em outras posições em campo, demonstrando justamente o seu potencial técnico e tático, com predisposição para fazer a função de meia-atacante, pois possui entre suas características, a habilidade de juntar a capacidade de aceleração, com mudanças rápidas de direção, drible curto, além de qualidade técnica para passes curtos e médios.

Entretanto, uma coisa é consenso, entre os principais analistas, o jovem Stevanović deverá desenvolver mais a parte física, trabalho esse já iniciado pelo clube alvinegro de Belgrado, visando justamente conciliar a explosão do atleta, com força para suportar o máximo de tempo possível a intensidade que o jogo exige cada vez mais e, claro, as “chegadas” mais firmes dos marcadores. Outro ponto que o camisa 80 tende a melhorar é o seu jogo aéreo. Numa época em que a maioria dos jovens talentos (especialmente a geração nascida pós 2000), se espelha nos astros Cristiano Ronaldo e Messi, Filip é declaradamente fã de Ronaldinho Gaúcho.

“Ronaldinho era mágico, especial. Claro, eu não me importaria de ser como Messi ou Neymar, mas havia um poder mágico em Ronaldinho, que sempre admirei, assim que tive a oportunidade de ver e compreender. Controle de bola incrível, ele fazia algo que poucos conseguiam.” – Filip Stevanović, em sua primeira entrevista, para o portal sérvio Mondo.

O futuro

Nessa temporada, Stevanović, tem 29 jogos, cinco gols e três assistências com a camisa 80 da equipe principal do Partizan. As atuações incisivas revelam um jogador com muito potencial técnico e tático, ótima visão do jogo em geral e muita compreensão tática, um daqueles jogadores que se sobressai pela união da habilidade com a objetividade e que tem tudo, para alçar voos mais longos em sua carreira.

Da camisa 7 das divisões de base para a camisa 80 do time principal (Foto: Twitter/Partizan)

Tamanha qualidade chamou a atenção de muitos clubes no continente, já havendo, nos bastidores, uma verdadeira “corrida pelo ouro”. Liverpool, Chelsea, Manchester City, Manchester United, Juventus, Internazionale, Atalanta, Real Madrid, Atlético Madrid, Bayern Munique, Borussia Dortmund, Benfica e RB Leipzig, segundo os principais meios de comunicação esportivo da Sérvia, estão entre os interessados.

Segundo o site Transfermarkt, o jovem sérvio está avaliado em 3,6 milhões de Euros. Com contrato até o dia 30 de junho de 2022, comenta-se que o Partizan já recusou 15 milhões de Euros em sua promessa e que já teria avisado, que não inicia nenhuma negociação, por menos de 20 milhões de Euros.

“No momento não penso em sair. Gostaria de deixar uma marca, passar o máximo de tempo possível no clube, me construir como pessoa e como jogador”. – Stevanović

Olho Nele!

Comentários

Natural de Telêmaco Borba-PR e criado em meio à "boemia futebolística", com horas de papo sobre futebol, samba e cervejas na pauta. Influência do pai, que também adorava futebol, e da mãe, que sempre apoiou a iniciativa. Técnico em Eletrônica, formado desde 1999, e fanático por futebol, futsal, futebol de praia, society e todo esporte que tenha no futebol a sua essência.