Serie A 2019/20 – il ritorno

  • por Rogério Bibiano
  • 15 Dias atrás

Calcio retornou pós-parada pela Covid-19. A Lazio terá forças para tirar a nona conquista consecutiva da Juventus?

Após o retorno das principais ligas de futebol da Europa (com exceção da já encerrada Ligue 1), a Serie A retornou nesse sábado (20), com quatro jogos atrasados da 25ª rodada. Um dos campeonatos mais tradicionais do Mundo retorna sob a pergunta acerca de quem poderá parar a Juventus, que vem numa sequência de oito títulos seguidos e lidera a atual temporada, um ponto a frente da Lazio.

A briga pelo Scudetto

Líder com um ponto à frente, a pergunta que fica é em relação ao atual momento da Juventus. A equipe que na quarta-feira (17) perdeu a decisão da Copa da Itália, nos pênaltis para o Napoli e não fez um bom jogo na final.

Octacampeã italiana, a Juventus lidera a atual temporada (Foto: MB Media)

Entretanto, outros fatores pesam em favor da equipe alvinegra de Turim na busca pelo título, principalmente o fato de ser uma equipe extremamente experiente acostumada com a pressão e que tem, no Campeonato Italiano, uma regularidade impressionante e principalmente dominante.

A Juve aposta na experiência do seu elenco (Foto: Matteo Bottanelli/NurPhoto)

No começo da temporada, poucos poderiam imaginar que a Lazio despontaria como uma postulante ao título do Calcio.  Com um ponto a menos, a equipe vinha numa sequência muito positiva, com quatro vitórias e um empate nos últimos cinco jogos (a Juventus venceu três e perdeu dois), antes da parada.

A Lazio aparece como time que pode quebrar a sequência da Juventus (Foto: Giuseppe Bellini)

Dona do segundo melhor ataque da competição (60 gols) a equipe treinada pelo ex-jogador Simone Inzaghi, que está em sua quarta temporada no comando do time. A Lazio de Inzaghi costuma jogar num 3-5-2 / 3-5-1-1 e em relação a anos anteriores, seu time evoluiu muito defensivamente, com destaque para o brasileiro Luiz Felipe (que já chama atenção de clubes fora da Itália).

O brasileiro Luiz Felipe é um dos destaques do setor defensivo da Lazio (Foto: Silvia Lore/NurPhoto)

Com um meio-de-campo muito entrosado, o principal jogador do setor é o espanhol Luis Alberto, dono de uma precisão média de 86,4% em passes certos e com 12 assistências na temporada. No ataque, em ótima fase, Ciro Immobile, artilheiro da competição com 27 gols em 26 jogos; além disso, o camisa 17 já fez sete assistências, sendo responsável diretamente por 54% dos gols da equipe.

A dupla Luis Alberto/Immobile vive uma grande fase na atual temporada (Foto: Andrea Staccioli/LightRocket)

Terceira colocada, a Internazionale chegou a despontar como a equipe que faria frente a Juventus. Entretanto, o time de Antonio Conte vacilou em alguns jogos ficando distante do pelotão de frente, mas ainda com chances matemáticas.

Após 23 rodadas nas duas primeiras colocações, a Internazionalle perdeu fôlego (Foto: Giuseppe Cottini/NurPhoto)

Ante o Napoli, na semifinal da Copa da Itália, a Internazionale teve posse de bola com qualidade, entretanto, os mesmos erros já demonstrado, sobretudo no quesito criatividade e a imensa dificuldade existente para que a bola chegue com melhor qualidade a dupla Lautaro Martinez/Romelu Lukaku.

Lukaku e Lautaro Martinez formam uma das principais duplas de ataque do futebol mundial (Foto: Tiziana Fabi/AFP)

A briga pelas vagas às Copas europeias

Quarta colocada e em mais uma grande temporada a Atalanta está longe de brigar pelo título, no entanto a equipe aurinegra de Bergamo segue na briga por uma vaga direta na fase de grupos da Uefa Champions League.

A sensação da temporada é a ofensiva Atalanta (Foto: Nicolò Campo/LightRocket)

A Atalanta possui o melhor ataque da Serie A, com incríveis 74 gols e mais que isso, um futebol ofensivo e agradável de se assistir. O time de Gian Piero Gasperini destaca-se pela criatividade do ataque, que combina jogo coletivo e privilegia as habilidades individuais dos seus principais jogadores.

Gian Piero Gasperini é o grande artífice da ofensiva Atalanta (Foto: Andrea Staccioli/LightRocket)

Se os líderes do campeonato têm seus gols “pertencentes” a um jogador, a Atalanta consegue distribuir gols e assistências entre Josip Ilicic, Luis Muriel, Duvan Zapata e Alejandro ‘Papu’ Gomez, que na Serie A tendem a escrever o nome da Atalanta na história, como um dos clubes goleadores do futebol italiano.

Uma cena comum na temporada 2019/20: comemoração de gol da Atalanta (Foto: Emilio Andreoli)

Na quinta colocação, na zona de classificação para a fase de grupos da Uefa Europa League, mas também brigando pela Champions vem a Roma. A equipe treinada por Paulo Fonseca precisa evoluir em alguns aspectos se quiser o “algo a mais” nesse restante de temporada.

Paulo Fonseca, treinador da Roma (Foto: Giuseppe Maffia/NurPhoto)

Defensivamente a Roma peca pela falta de profundidade, somados as lesões de peças chaves do sistema, que obviamente fizeram a diferença em momentos cruciais ao longo do campeonato.

A Roma segue na briga por uma vaga na Uefa Champions League (Foto: Silvia Lore/NurPhoto)

Um dos bons nomes da Roma nesta temporada é o meia Lorenzo Pellegrini; em sua terceira temporada consecutiva, o camisa sete é o líder em assistências da equipe, com oito passes. O destaque segue sendo o bósnio Edin Džeko, artilheiro do time com 12 gols.

Edin Džeko é o artilheiro da Roma na Serie A (Foto: Andrea Staccioli/LightRocket)

Na zona de classificação para a Uefa Europa League, em sexto lugar está o Napoli, com uma campanha abaixo da expectativa inicial. Entretanto, os napolitanos na volta do futebol conquistaram a Copa da Itália, o que pode servir como alento, para uma nova fase, pós-parada.

Napoli, nos pênaltis conquistou a Copa da Itália vencendo a Juventus (Foto: Marco Canoniero/LightRocket)

A equipe de Gennaro Gattuso tem o perfil do seu treinador, um time extremamente aguerrido e a prova disso são as vitórias sobre os três primeiros colocados. Antes da parada, o Napoli venceu sete dos nove jogos, contando com os nove gols do polonês Arkadiusz Milik, artilheiro napolitano na Serie A.

O polonês Milik é o artilheiro do Napoli, na Serie A (Foto: Danilo Di Giovanni/NurPhoto)

Três pontos abaixo do Napoli vem o instável Milan. Após mandar embora Marco Giampaolo, o clube contratou Stefano Pioli, no entanto, os problemas do clube rossonero não estão apenas no banco. Uma série de decisões contratuais equivocadas podem explicar muito da atual fase.

Stefano Pioli tem a difícil missão de “resgatar” o futebol rossonero (Foto: Miguel Medina/AFP)

O Milan nos últimos anos tem rodado bastante o seu elenco, buscando dar respostas a sua exigente torcida. Muitos nomes acabam não emplacando, como o do brasileiro Lucas Paquetá, por exemplo. Buscando uma liderança, o clube recontratou o sueco Slatan Ibrahimovic, mas em campo, o coletivo rossonero precisa evoluir, senão será mais um ano longe de outros campos europeus.

Ibrahimovic chegou para liderar os jovens do Milan (Foto: Isabella Bonotto/AFP)

O Hellas Verona, de campanha surpreendente até aqui, tem reais possibilidades de “beliscar” uma vaga na Europa League. A equipe do treinador croata Ivan Jurić é muito sólida defensivamente, tem a quarta melhor defesa da competição.

Outra equipe que surpreende é o Hellas Verona (Foto: Alessandro Sabattini)

O surpreendente Parma, de Roberto D’Aversa é uma das equipes mais organizadas taticamente do Calcio. Com segunda média (46,7%) mais baixa de posse de bola da Serie A é um time extremamente pragmático, que aposta num sólido sistema defensivo (quinta melhor defesa).

O Parma tenta retornar a uma competição europeia, após anos de ausência (Foto: Marco Luzzani)

O Bologna, sob o comando do ex-jogador, o lendário Siniša Mihajlović,  também luta por uma vaga na Europa League. Entretanto, defensivamente a equipe precisa melhorar, se quiser realmente brigar por mais. No ataque, Riccardo Orsolini (sete gols) vem fazendo uma boa temporada na Serie A.

Ricardo Orsolini, um dos bons valores do Bologna, nesta temporada (Foto: Giuseppe Maffia/NurPhoto)

Com condições matemáticas, o Sassuolo do treinador Roberto De Zerbi tem se destacado com uma equipe jovem, com ótimo potencial ofensivo. Destaque para o bom atacante, Francesco Caputo, 13 gols e um dos artilheiros da Serie A.

Entre os bons atacantes da Serie A temos Francesco Caputo (Foto: Andrea Staccioli/LightRocket)

Com 32 pontos, o Cagliari começou a Serie A com ótimas atuações. Porém, antes da parada a equipe da Sardenha chegou a oito jogos sem vitória. O meia-atacante brasileiro João Pedro, 28 anos, em sua quinta temporada no clube, já anotou 16 gols e vem sendo o principal destaque do time.

O brasileiro João Pedro, figura entre os artilheiros da Serie A (Foto: Emilio Andreoli)

A luta na zona da “degola”

A briga para não cair também promete capítulos interessantes. Entre o Lecce, atual 18º colocado e a Udinese, 14ª posição são apenas três pontos. A Fiorentina, com 30 pontos, está numa situação mais neutra, não brigando por vaga na Europa League e para não cair.

A Udinese está três pontos distante da zona de rebaixamento. Com o terceiro pior ataque do Calcio, a equipe de Udine precisa urgentemente voltar a vencer para encerrar a série de sete jogos sem vitórias (cinco empates e duas derrotas). A espença do clube alvinegro está nos pés do argentino Rodrigo De Paul, principal destaque do time.

Rodrigo De Paul é o sopro de talento e esperança da Udinese (Foto: Marco Canoniero/LightRocket)

Vindo de uma sequência de seis derrotas seguidas, o Torino flerta firmemente com a zona de rebaixamento. A equipe trocou o treinador Walter Mazzari por Moreno Longo. Entretanto, o time segue com grandes dificuldades táticas e dependente dos gols (nove) de Andrea Belotti, o que pode não ser suficiente na luta para não cair de divisão.

Belotti lidera o ataque do Torino na Serie A (Foto: Loris Roselli/NurPhoto)

Um ponto apenas fora da zona de descenso, a Sampdoria de Claudio Ranieri tem lampejos de bom futebol nessa temporada, muito pouco na briga para fugir do rebaixamento. Com inúmeros problemas, o setor ofensivo tem sido a maior dor de cabeça. Quem acaba “sofrendo” é o experiente atacante Fabio Quagliarella, autor de nove gols na Serie A.

Fabio Quagliarella é o sinônimo de experiência e gols na Sampdoria (Foto: Massimiliano Ferraro/NurPhoto)

O Genoa está no limiar da “zona da degola”, apenas pelo saldo de gols. É outro time que mudou de treinadores ao longo da temporada, Aurelio Andreazzoli perdeu o posto para Thiago Motta substituído por Davide Nicola, que têm conseguido bons resultados no comando. Nicola conseguiu dar um norte tático para um time que vinha em crescimento antes da parada, agora resta ver como será no retorno.

O Genoa vinha numa sequência de crescimento, antes da parada (Foto: Nicolò Campo/LightRocket)

Abrindo a zona de rebaixamento, o Lecce vinha em um processo de recuperação interessante. Mas duas goleadas (4-0 para a Roma e 7-2 ante a Atalanta) instauraram uma crise, amenizada pela parada. Assim, o pós-parada para a equipe de Fabio Liverani (no comando desde 2017) será extremamente decisivo na luta para se salvar do rebaixamento.

O Lecce buscará vitórias para sair da zona de rebaixamento (Foto: Maurizio Lagana)

Penúltimo colocado, o SPAL conseguiu vencer o Parma (1-0), antes da parada encerrando assim, uma sequência negativa de sete jogos sem vitórias. Com o pior ataque da Serie A (21 gols), o destaque é o atacante Andrea Petagna, que marcou 12 vezes, sendo responsável por 55% dos gols da equipe.

Apesar da campanha ruim, Petagna (37) já marcou 12 gols no campeonato (Foto: Gabriele Maltinti)

Respirando por aparelhos, na lanterna está o tradicional Brescia. Com apenas quatro vitórias, a missão da equipe biancazzurri é muito complicada. Mario Balotelli, artilheiro do time com cinco gols foi demitido, numa polêmica que em nada ajuda. Ao que tudo indica, por mais vontade que exista, o Brescia dificilmente conseguirá escapar!

Lanterna, o Brescia segue a passos firmes para mais um rebaixamento (Foto: Giuseppe Cottini/NurPhoto)

Olho neles!

Assim como outras grandes ligas mundo afora a Serie A sempre apresenta revelações, jovens valores que tendem a trilhar um caminho vitorioso no futebol. Listamos alguns bons nomes que vinham em destaque antes da parada e que por esse motivo merecem uma maior atenção nesta reta final.

Sandro Tonali (19 anos) – Brescia

Dono de um excelente passe seguido de uma capacidade técnica igualmente notável, aliadas as características de muita intensidade física e agressividade colocam Tonali entre uma das principais promessas do Calcio.

Sandro Tonali é a nova joia do Brescia (Foto: Emilio Andreoli)

Takehiro Tomiyasu (21 anos) – Bologna

O japonês Tomiyasu é um dos bons nomes do Bologna na temporada. A versatilidade é o seu ponto forte; com ótima leitura de jogo, possui habilidade e vem sendo sondado por outros clubes do Calcio.

Takehiro Tomiyasu vem fazendo bons jogos pelo Bologna (Foto: Giuseppe Bellini)

Marash Kumbulla (20 anos) – Hellas Verona

O albanês Kumbulla já atuou em 18 jogos na Serie A e em todos, deixou uma excelente impressão. Rápido com a bola, firme e muito bom pelo alto tem atuado como um veterano. Não a toa será disputado por clubes ingleses e espanhóis e dificilmente seguirá no Hellas Verona.

Kumbulla vem chamando a atenção de grandes clues do continente (Foto: Matteo Ciambelli/NurPhoto)

Dušan Vlahović (20 anos) – Fiorentina

Com seis gols marcados, o sérvio Vlahović já atuou em 22 partidas nesta temporada. Em clara e franca evolução, destaca-se pela explosão física, excelente jogo aéreo e também pela boa agilidade.

Vlahović tem um enorme potencial (Foto: Giuseppe Cottini/NurPhoto)

Dejan Kulusevski (20 anos) – Parma

Filho de pais macedônicos, o jovem sueco Kulusevski pertece a Juventus e está emprestado ao Parma. Canhoto tem demonstrado muita versatilidade atuando na meia, além de ser um bom arrematador de média distância. Tal potencial, o coloca na mira dos clubes ingleses.

Canhoteiro e com visão de jogo, Kulusevski poderá ter um ótimo futuro (Foto: Marco Canoniero/LightRocket)

Os grandes jogos

A Serie A 2019/2020 tem proporcionado jogos interessantes e com uma boa média de gols por rodada. Algo que chama a atenção em se tratando de futebol italiano. Separamos algumas partidas de destaque.

Fiorentina 3-4 Napoli – 24/08/2019

Em um jogo frenético, com inúmeras alternativas, incluindo golaços, a estreia de Ribery com a camisa da Fiorentina e polêmica por parte da arbitragem com o VAR. Assim foi este fantástico jogo, logo na primeira rodada.

Juventus 4-3 Napoli – 31/08/2019

O Napoli também esteve presente em outro ótimo jogo. Dessa vez, a vitória foi da Juventus, que abriu três a zero, levou o empate e conseguiu a vitória num gol contra de Koulibaly, no final do jogo.

Brescia 3-4 Bologna – 15/09/2019

Em outro fantástico jogo de sete gols, o Brescia chegou a abrir 3-1, mas com a expulsão de Dessena acabou vendo o Bologna buscar uma virada espetacular.

Internazionale 1-2 Juventus – 06/10/2019

Sagaz e mortal, a Juve visitou a Inter no Giuseppe Meazza quebrando a sequência e a invencibilidade da rival e assumindo a ponta da tabela.

Lazio 3-3 Atalanta – 19/10/2019

No duelo dos dois melhores ataques da Serie A do Calcio, nenhuma decepção. Em jogo tempos distintos, a Atalanta abriu 3-0 na primeira etapa. No segundo tempo,  Lazio buscou o empate já nos acréscimos

Cagliari 4-3 Sampdoria – 02/12/2019

O Cagliari perdia o jogo até os 25 minutos do segundo tempo por 3-1. Em uma recuperação eletrizante, o time da Sardenha foi buscar o resultado e virou aos 51 minutos da segunda etapa.

Lazio 3-1 Juventus – 07/12/2019

Mostrando que tinha “bala na agulha” para brigar pelo Scudetto, a Lazio impôs, de virada, a primeira derrota a poderosa Juventus na Serie A.

Internazionale 4-2 Milan – 09/02/2020

Num grande Derbi, a Internazionale conseguiu virar o placar após sair perdendo por 2-0 com direito a gol de Ibrahimovic e Lukaku, num espetacular clássico no Giuseppe Meazza.

Lecce 2-7 Atalanta – 01/03/2020

No jogo com maior número de gols da temporada, a Atalanta, do (até aqui)  incrível ataque dos 74 gols, anotou seu terceiro (!) jogo na temporada marcando sete gols, atropelando literalmente o Lecce.

Fique de olho nestes jogos!

Com o campeonato ainda em aberto, cada jogo é decisivo e importante na briga por um lugar objetivado. Apresentamos alguns destes importantes duelos, para você ficar atento.

Pela 27ª rodada, a Lazio tem duelo chave na busca pelo Scudetto. A equipe de Simone Inzaghi viaja até Bergamo, aonde enfrentará a sensação Atalanta em jogo que colocará de frente, os melhores ataques da temporada.

Marco Parolo, da Lazio e Remo Freuler, da Atalanta, disputam a bola (Foto: Andrea Staccioli/LightRocket)

Na 31ª rodada a Juventus terá o perigoso jogo ante o Milan no San Siro. Recentemente as duas equipes duelaram na semifinal da Copa da Itália, em jogo que terminou 0-0 com os rossoneros jogando a maior parte do jogo com um jogador a menos, após expulsão de Rebic.

A Juventus, de Cristiano Ronaldo levou a melhor sobre o Milan, de Bennacer e Ibrahimovic (Foto: Alberto Pizzoli/AFP)

Pela 32ª rodada outra partida que pode ser divisora de águas nas pretensões da Juve, que receberá a perigosissíma e intrépida Atalanta, em jogo que promete fortes emoções.

Higuain e Rafael Toloi duelam em jogo vencido pela Juventus, no primeiro turno (Foto: Nicolò Campo/LightRocket)

Na 34ª rodada, numa segunda-feira, 20 de julho, as 16h45 (horário de Brasília) se enfrentam Juventus x Lazio, jogo que pode ser decisivo na briga pelo Scudetto. No primeiro turno, a Lazio levou a melhor ante a Vechia Signora.

No primeiro turno, a Lazio quebrou a invencibilidade da Juventus (Foto: Silvia Lore)

Os reis dos Gols

Comentários

Natural de Telêmaco Borba-PR e criado em meio à "boemia futebolística", com horas de papo sobre futebol, samba e cervejas na pauta. Influência do pai, que também adorava futebol, e da mãe, que sempre apoiou a iniciativa. Técnico em Eletrônica, formado desde 1999, e fanático por futebol, futsal, futebol de praia, society e todo esporte que tenha no futebol a sua essência.