Campeonato Francês cada vez mais disputado – o resumo da 24ª rodada

  • por Doentes por Futebol
  • 2 Meses atrás

Um show de Golovin; a eficiência do Lille; Memphis mantém Lyon na disputa e PSG vence o clássico 100 contra Marseille – a 24ª rodada da Ligue 1 Uber Eats

Por Ligue 1

Se por um lado a 24ª rodada da Ligue 1 Uber Eats não proporcionou mudanças no topo da classificação, de outro as vitórias de Lille, Olympique Lyon, Paris Saint-Germain e Monaco dão a entender que dificilmente o título da edição 2020-2021 sairá das mãos de um desses quatro clubes. O Rennes, atual quinto colocado, viu a diferença para o Monaco, quarto colocado, aumentar para 10 pontos.

 

 

O Lille manteve a liderança após uma partida em que não somente venceu por 2 a 0 o Nantes, mas também pelo domínio completo das ações do adversário. Os dois gols da partida foram marcados por Jonathan David. O primeiro aos 9′ da primeira etapa e o segundo aos 38′ da etapa final.

A prova deste domínio foram os 71% de posse de bola na primeira etapa com 351 passes e 83,2% de acertos. Além disso, o time sofreu apenas uma finalização durante a primeira etapa.

Mais uma vez a equipe apresentou uma característica de marcação alta e pressão na saída de bola do adversário, fato que fez com que o Nantes sofresse.

 

O resultado levou o Lille aos 54 pontos com 24 rodadas disputadas. Restando 14 jogos, o time de Cristophe Galtier mostra solidez e um padrão de jogo mais definido que você poderá entender mais na coluna Detalhe Técnico do #BoletimLigue1.

Já o Nantes, de Raymond Domenech, chegou ao seu 15º jogo sem vitória. A derrota (a 11ª nesta edição) levou o time para a zona da repescagem.

 

 

Enquanto o Lille faz a melhor campanha da sua história, o Lyon acompanha bem de perto. Com dois pontos de diferença apenas (52 ao total), o clube chegou a sua quarta vitória consecutiva ao derrotar o Strasbourg por 3 a 0 com dois gols de Memphis Depay (aos 20′ do 1º tempo e 23′ do 2º) e Karl Toko Ekambi (aos 30′ do 2º tempo).

A expulsão do meia Adrien Thomasson aos 14 minutos de jogo facilitou o trabalho do Lyon já que, apesar de ter um homem a menos em campo, o Strasbourg não optou pela retranca e a busca pelo ataque deu ao o Lyon espaços. Com isso, dois gols em 10 minutos.

O destaque da partida foi Memphis Depay que marcou dois gols sendo um de falta.

 

Outro que está na cola é o Paris Saint-Germain que venceu o clássico nacional diante do Olympique de Marselha por 2 a 0 e chegou aos 51 pontos, três pontos apenas do Lille e aguardando um tropeço do time do norte da França.

Os dois gols da partida foram marcados ainda no primeiro tempo. Kylian Mbappé abriu o placar aos 9′ e Mauro Icardi aos 24′.

O gol de Icardi, inclusive, resta saber se foi de costas, nuca ou cabeça.

 

 

O clássico em si ficou marcado pelo clima quente entre os jogadores em campo. Tanto que Dimitri Payet acabou expulso por uma forte entrada em Marco Verratti e Álvaro Gonzalez acabou substituído ao se lesionar em lance em que ele próprio entrou duro em Neymar.

Em termos de oportunidades criadas, as equipes deixaram a desejar. O Marseille até chutou mais ao gol: quatro vezes contra duas do PSG. Ao todo, foram 21 chutes durante toda a partida.

A derrota deixou o Marseille estacionado na classificação com 33 pontos e seis jogos sem vitórias. A última foi no dia 6/1 quando derrotou o Montpellier por 3 a 1. De lá pra cá, dois empates e quatro derrotas.

 

Quem fecha o pelotão da frente é o AS Monaco.

Com um retrospecto de sete vitórias seguidas e nove jogos sem perder, os comandados de Niko Kovac derrotaram o lanterna Nîmes por 4 a 3 com grande participação de Aleksandr Golovin, que marcou três gols e deu duas assistências na partida – a primeira acabou com Ben Yedder em impedimento milimétrico assinalado, mas a segunda o atacante Kevin Volland não teve piedade.

O jogo, em si, foi extremamente movimentado. Da mesma forma em que o Monaco iniciou a partida voando e marcou, de logo de cara, 2 a 0 em 12 minutos com dois gols de Golovin, o time parou e viu o Nîmes, em nove minutos, empatar com gols de Lucas Deaux e Zinedine Ferhat.

Já na segunda etapa, o Monaco começou igual ao primeiro tempo: mais atento e aos 17′, Golovin fez seu terceiro gol.

O russo ainda seria determinante a dar a assistência para o quarto gol de sua equipe para Kevin Volland.

O Nîmes ainda conseguiu marcar seu terceiro gol com Niclas Eliasson aos 36′, mas sem forças para atacar, o lanterna da competição viu sua 16ª derrota nessa edição chegar enquanto o Monaco manteve a posse de bola.

O resultado levou o AS Monaco aos 48 pontos e permanecer seis pontos de distância do líder Lille, quatro do Lyon e três do PSG.

Já do lado do Nîmes, o clube permanece na lanterna e é o time que mais vezes saiu derrotado da competição: 16 vezes. A sua defesa também é a mais vazada da competição: 51 gols sofridos. Uma média de 2,12 gols sofridos por jogo.

 

Enquanto o pelotão da frente disparou, o miolo da tabela embolou e apenas 10 pontos separam o Rennes, quinto colocado com 38 pontos, do Reims, 14º colocado, com 28 pontos.

 

 

Nesse bolo que envolvem 10 times ( veja a classificação atualizada AQUI) somente o Montpellier (11º), Brest (12º) e Nice (13º) venceram seus compromissos. O Montpellier venceu o vice-lanterna Dijon por 4 a 2, o Brest venceu o Bordeaux (10º colocado) por 2 a 1 enquanto o Nice esmagou o Angers (8º) por 3 a 0.

Um destaque desse centrão na tabela é que nas últimas cinco partidas disputadas por cada um dos 10 times somente Metz e Bordeaux conseguiram emplacar duas vitórias seguidas.

Chama a atenção também a campanha recente do Olympique de Marselha (9º) que não vence há seis jogos. Já Rennes e Lens, que ficaram em um empate sem gols na rodada, estão três e dois jogos respectivamente sem vitórias.

 

Imagem: FEP / Ligue 1 – Steve Mandanda sofreu dois gols e seu Marseille segue em crise na competição.

DESTAQUE

 

Se as posições na classificação do campeonato não se alteraram, a briga pela artilharia teve mudanças.

Enquanto Kylian Mbappé marcou seu 16º gol na temporada, Boulaye Dia, atacante do Reims, novamente passou em branco e viu Memphis Depay assumir a vice-artilharia com os dois gols que marcou na rodada. Ao todo, o camisa 10 do Lyon marcou 13 vezes na temporada.

Kevin Volland, que fez um dos quatro gols do Monaco, empatou com Dia com 12 gols enquanto Karl Toko Ekambi, que marcou um na rodada, voltou ao ranking no lugar de Wissam Ben Yedder, que também passou em branco.

 

 

No sábado, Memphis brilhou. Com dois gols, o holandês foi fundamental na vitória do Lyon sobre o Strasbourg.
Ao marcar os dois gols, ele quebrou um tabu e ainda entrou para a história do clube.

O primeiro gol, aos 23 do segundo tempo, foi o primeiro gol de falta marcado pelo Lyon desde 2019. Na ocasião, o próprio holandês que marcou contra o Caen na Copa da França.

 

Já o segundo gol levou Memphis a marca de 67 gols com a camisa do Lyon e superou Karim Benzema na lista de maiores artilheiros do Lyon.

 

 

Quem também se destacou na rodada foi Aleksandr Golovin.

O russo, que disputou apenas seu nono jogo com a camisa do AS Monaco na temporada, deixou seu hat-trick e só não pediu música no Fantástico pelo fato de os gols não serem transmitidos lá.

 

 

Em campo, Golovin atuou em duas posições diferentes. No primeiro tempo, o russo jogou aberto pela ponta direita e marcou dois gols. Na segunda etapa, ele foi movido para o lado esquerdo e atuou com a responsabilidade de sair da ponta e puxar para o meio. Assim ele marcou seu terceiro gol e deu assistência para o quarto de sua equipe.

 

 

Após o jogo, Niko Kovac não poupou elogios ao seu jogador.

 

 

O resultado levou o Monaco a manter o 100% de aproveitamento em 2021 já que o clube venceu todas suas sete partidas.

O desempenho é fruto basicamente de um ataque muito produtivo. Prova disso é o fato de o time liderar o ranking de melhor ataque da Ligue 1 em 2021:

 

 

Chama atenção também a presença do Lorient neste ranking.

A equipe treinada por Christophe Pélissier venceu três dos seus últimos cinco jogos e somou 10 pontos em 15 disputados e a transformação da equipe se deve ao sistema tático escolhido pelo treinador.

A opção por um 5-4-1, que se torna um 3-4-3 quando a equipe se lança ao ataque, deu resultados contra PSG, Rennes e Reims nas rodadas anteriores.

 

 

DETALHE TÉCNICO

 

Lyon e Monaco têm o segundo e o terceiro melhor ataque da competição nas 24 rodadas. E eles apresentaram repertórios variados.

Enquanto o Lyon deu a bola no pé de Memphis para resolver, o Monaco jogou para Aleksandr Golovin.
Capitão da equipe, Memphis Depay representou a liberdade que os jogadores de Rudi Garcia possuem em campo.

Centroavante no papel, o holandês circulou por todo o lado esquerdo do ataque e participou do jogo em várias situações distintas.

 

 

Inclusive, foi o próprio Memphis (10) que encontrou Thiago Mendes (23) entre as linhas na jogada que resultou no 2 a 0 do Lyon com Karl Toko Ekambi (7).

 

 

Com um estilo diferente, os jogadores do Monaco respeitam as posições em campo na tática definida por Niko Kovac.

O lateral-esquerdo Fodé Ballo-Touré (2) serviu Golovin (17) em duas ocasiões após os monegascos trabalharem com a posse de um lado para o outro, com o russo surgindo na área para finalizar.

No fim, Golovin foi o ponto final na construção de dois gols semelhantes.

 

 

Outro craque que brilhou na rodada foi o atacante Kylian Mbappé. O artilheiro do campeonato abriu o placar do clássico com um contra-ataque fatal com mais uma assistência de Ángel Di María.

 

Tudo começou num escanteio para o Olympique de Marseille. Com seus onze jogadores dentro da área, a defesa do PSG teve sucesso em cortar a cobrança do meia Dimitri Payet.

Na sequência, Marco Verratti ganhou o duelo contra Valentin Rongier no meio-campo e Mauro Icardi completou a jogada ao tocar para Ángel Di María, que com quatro toques na bola, acionou Mbappé.

Ao completar a jogada com velocidade e precisão, superando o lateral Hiroki Sakai, Mbappé marcou. Foi o seu quarto gol com a assistência de Di María na temporada e a dupla provou que segue afinada.

 

 

Já o Lille contou com a força de seu coletivo para seguir no topo da tabela.

No primeiro gol marcado contra o Nantes, Jonathan David mostrou que, além do seu papel de matador, sabe executar bem o trabalho pressionar o adversário.

Foi assim que o camisa 9 construiu um dos seus gols na partida contra o Nantes.

 

O trabalho sem a bola continuou a pautar o jogo do líder. Já na reta final, o lateral-esquerdo Charles Traoré cedeu à pressão exercida pelo atacante Timothy Weah.

Desprevenida, a defesa do time de Raymond Domenech foi pega em um contra-ataque rápido e viu a jogada ser finalizada por Jonathan David, que marcou o seu segundo gol no jogo.

 

BRASILIEROS NA LIGUE 1

 

O zagueiro Hilton completou 500 jogos no Campeonato Francês na partida em que seu Montpellier derrotou o Dijon, vice-lanterna, por 4 a 2. Ao todo, Hilton disputou 14 jogos com o Bastia, 122 com o Lens, 56 com o Marseille e 308 com o Montpellier.

 

Imagem: FEP / Ligue 1 – Com 500 jogos, nenhum brasileiro tem mais jogos como Hilton na França.

 

Já Thiago Mendes colaborou com uma assistência na vitória de 3 a 0 do Lyon sobre o Strasbourg. Como se fosse um camisa 10, o volante brasileiro colocou Karl Toko Ekambi na cara do gol e assinalou sua primeira assistência na temporada.

ESTATÍSTICAS

 

 

 

 

 

Comentários