Lille segue líder do Campeonato Francês, com PSG e Lyon na cola – a 28ª rodada da Ligue 1

  • por Doentes por Futebol
  • 5 Meses atrás

Lille dá mais um passo rumo ao título enquanto Strasbourg volta a surpreender; PSG e Lyon também vencem – a 28ª rodada da Ligue 1 Uber Eats

Por Ligue 1

“Pelo caminho havia um Strasbourg. Havia um Strasbourg pelo caminho.”.

Após tirar preciosos pontos do líder Lille na rodada passada, o Strasbourg voltou a aprontar contra um membro do G4 e derrotou o Monaco por 1 a 0 e pôs fim a longa sequência de jogos sem derrotas do time comandado por Niko Kovac. De quebra, a derrota fez com que a missão do Monaco de buscar o título se tornasse ainda mais difícil já que o time ficou sete pontos atrás do Lille restando dez rodadas para o término da Ligue 1 Uber Eats 2020-2021.

Alheio aos tropeços dos adversários, o Lille venceu mais uma e manteve a liderança da competição. A vítima da vez foi o Olympique de Marselha em uma partida com contornos dramáticos já que os dois gols da equipe só saíram nos acréscimos.

Para piorar a situação do Monaco, tanto Paris Saint-Germain como o Lyon venceram Bordeaux e Rennes por 1 a 0 respectivamente.

 

 

Foi com emoção, mas foi!

Assim pode ser descrita a vitória de 2 a 0 do Lille sobre o Olympique de Marseille.

Os dois gols de Jonathan David saíram aos 45′ e 47′ da etapa final e levaram o Lille aos 62 pontos.

Os números da partida, em si, mostram um Lille muito mais em busca da vitória do que o Marseille já que o time teve 23 finalizações contra apenas 3.

Apesar dos números, furar a defesa adversária não foi uma missão fácil já que o Marseille veio com armado com uma linha de cinco jogadores.

Quanto isso acontecia, um recorrente problema foi notado: a pontaria ruim. Destaque negativo nesse caso para Timo Weah que perdeu algumas oportunidades de abrir o placar.

E o sofrimento perdurou até aos 45′.

Com uma ajuda incrível do Marseille pela passividade de marcação de seus jogadores defensivos, o zagueiro Botman fez um passe longo e rasteiro para Luiz Araújo que, sem marcação próxima e na entrada da área, tocou de primeira para Ikoné dentro da área. O camisa 10 chutou, o goleirão Mandanda soltou e no rebate, com extremo oportunismo e velocidade, David empurrou pro fundo da rede.

Com o gol já nos acréscimos, o Marseille avançou seu time e após um erro na cobrança de lateral, a bola foi recuperada e enfiada para Bamba no lado esquerdo. Ele avançou e cruzou rasteiro para David finalizar. Mandanda salvou com as pernas, mas a bola se ofereceu para Ikoné, sem marcação, na entrada da área. Ele dominou e tocou para David novamente que, mais uma vez, só teve o trabalho de empurrar para o fundo da rede e se consagrar.

 

Na cola do Lille está o Paris Saint-Germain.

Com 60 pontos, dois a menos que o líder, o time comandado por Maurício Pochettino venceu o Bordeaux por 1 a 0 fora de casa e sem a presença do artilheiro do campeonato, Kylian Mbappé, suspenso por conta do terceiro cartão amarelo. A equipe parisiense também não contou com Neymar e Dí Maria, que ainda se recuperam de lesões.

Com as ausências, o PSG apresentou mais uma vez problema na hora de criar jogadas e, desta forma, a partida não teve muitas emoções.

O único gol saiu através do meia Sarabia aos 20′ da etapa inicial. O lance que originou a finalização se deu após avanço de Gueye pelo lado esquerdo do ataque do PSG. Ele recebeu aberto pelo lado e avançou pra cima da marcação. No mano a mano, ele optou pelo toque ao invés da jogada individual e Sarabia, se livrou da marcação e recebeu livre na área. Ao dominar com um toquinho para a frente, ele matou a marcação e chutou cruzado para abrir o placar.

Na segunda etapa, com posse de bola, o Bordeaux até tentou incendiar a partida, mas não conseguiu chegar ao empate. Com duas chances no finais, o Bordeaux assustou. A primeira veio com chute cruzado de Ben Arfa que passou rente a trave direita de Keylor Navas e a segunda através da cabeçada de Jimmy Briand no cantinho direito do goleiro colombiano que foi obrigado a se esticar para evitar o empate.

 

Quem também venceu e que pode roubar a liderança do Lille em apenas uma rodada é o Lyon.

Com uma vitória por 1 a 0 sobre um decadente Rennes, o time treinado por Rudi Garcia chega aos 59 pontos e mantém o sonho do título da temporada mais do que vivo.

Como seu jogo foi antes dos jogos de Lille e PSG, o Lyon sentiu o gostinho da liderança por alguns minutos, mas tecnicamente a partida foi fraca.

Sem Lucas Paquetá, que vem tendo ótimo desempenho na temporada, expulso na partida passada, Rudi Garcia promoveu mudanças na equipe que entrou em campo: Slimani começou a partida no lugar de Kadewere enquanto Caqueret substituiu Aouar como meia-esquerda enquanto Bruno Guimarães assumiu o lado direito no lugar de Paquetá.

Mesmo apesar das 15 finalizações, sendo sete no gol, o Lyon não dominou a partida e, inclusive, teve menor posse de bola (46%).

O gol da partida saiu aos 29′ da etapa final com Aouar, que entrou na partida no lugar de um apagado Bruno Guimarães aos 13′ do 2º tempo. O lance originou-se na força física de Memphis Depay que ganhou no corpo a disputa de bola com o zagueiro pelo lado direito do ataque do Lyon e tocou para Aouar, livre no meio da área, tocar na saída do goleiro.

 

Com 10 rodadas restando para o fim da temporada, o título desta edição da Ligue 1 Uber Eats parece que vai ficar com um desses três times já que o Monaco encontrou-se com a derrota após 12 jogos.

O time de Niko Kovac foi derrotado por 1 a 0 pelo Strasbourg e viu a diferença para o líder aumentar para sete pontos e para o Lyon, terceiro colocado, ir para quatro pontos com o gol que sofreu aos 46′ da segunda etapa de Frédéric Guilbert.

Durante a partida, o Monaco mostrou-se irreconhecível se comparado com as partidas anteriores. A força ofensiva, principal característica da equipe, foi anulada pelo ferrolho do Strasbourg que voltou a repetir a tática de duas linhas baixas de marcação.

Com isso, sem criação e o agravante de estar em um dia pouco inspirado tanto na criação quanto na finalização, o Monaco finalizou apenas 5 vezes durante toda a partida sendo uma somente no gol enquanto o Strasbourg, fechado e saindo com velocidade, finalizou 17 vezes.

Assim como o primeiro gol sofrido pelo Marseille contra o Lille, o gol do Strasbourg, que saiu nos acréscimos através de Guilbert, camisa 4, contou com enorme passividade da defesa monegasca já que ele dominou a bola no meio, avançou e ninguém combateu até a hora da finalização na entrada da área. O chute rasteiro passou pelo goleiro Leconte e fez justiça no placar: 1 a 0 Strasbourg.

 

Se pelo lado do Monaco a derrota torna improvável a conquista do título desta edição, os três pontos trazem tranquilidade ao Strasbourg, que abre oito pontos do Nîmes, time que figura na zona da repescagem com 25 pontos.

A rodada 28, inclusive, foi muito ruim para todos aqueles que figuram na parte debaixo da classificação já que nenhum dos seis piores times da competição venceram.

O Dijon se afundou na lanterna após ser derrotado pela 19ª vez em 28 rodadas. Desta vez, o Brest foi o algoz: 3 a 1 com duas assistências do brasileiro Jean Lucas.

O Nantes, vice-lanterna com 24 pontos, também perdeu. Agora, para o Reims, em casa, por 2 a 1, enquanto o Nîmes, 18º colocado com 25 pontos e na zona da repescagem como já mencionado, foi derrotado pelo Nice também por 2 a 1.

 

 

Já no miolo de tabela, o Metz perdeu a quinta colocação ao ser derrotado, em casa, pelo Angers por 1 a 0, gol de Angelo Fulgini, em cobrança de pênalti aos 44′ da etapa inicial.

A derrota, além de evidenciar mais uma vez a falta de constância dos times abaixo da quinta colocação, coloca o Lens no top 5 da Ligue 1 Uber Eats já que o time venceu o Saint-Étienne por 3 a 2 em um jogo animado principalmente nos acréscimos da segundas etapa quando David Costa marcou 3×1 para o Lens e Denis Bouanga, em cobrança de pênalti, descontou para o Saint-Étienne e deu números finais ao jogo: 3×2.

 

DESTAQUE

Os principais artilheiros do campeonato passaram em branco nesta rodada.

Suspenso, Kylian Mbappé continua soberano na liderança do ranking de artilharia desta edição.

 

 

A rodada foi especial para Jonathan David. O centroavante do Lille marcou os dois gols da sua equipe e empatou com Burak Yilmaz, seu companheiro de ataque, com nove gols.

2021, por sinal, representa uma nova fase na carreira de David.

Após ser contratado junto ao Gent da Bélgica, o canadense demorou 11 jogos para marcar seu primeiro gol.
Com dois gols em 2020, a temporada representa a redenção do atacante que teve sua atuação destacada como o melhor momento da rodada.

 

Graças a David, o Lille voltou a vencer jogando em seu estádio. Nas duas últimas vezes em que atuou no Estádio Pierre-Mauroy, em jogos válidos pela 25ª e 27ª rodadas, o clube não passou de empates contra o Brest (0x0) e Strasbourg (1×1).

E foi por pouco que o time não chegou ao terceiro empate seguido em casa. A vitória veio nos minutos finais e a demora em fazer o gol deixou Christophe Galtier aflito já que Mandanda, goleiro do Marseille, já havia realizado seis defesas na partida:

 

 

Com mais uma vitória – a 18ª em 28 jogos -, o Lille se manteve na liderança e é quem mais ocupou o posto nessa edição da Ligue 1 Uber Eats.

 

 

A próxima partida do Lille será contra o Monaco.

A partida tem caráter decisivo para as aspirações do time de Niko Kovac quanto ao título desta edição.

Em caso de vitória, as esperanças serão renovadas, mas uma derrota colocará fim ao objetivo monegasco.

E para enfrentar o Lille, o Monaco terá que melhorar muito já que o desempenho diante do Strasbourg foi desanimador.

As 17 finalizações sofridas fizeram com que essa se tornasse a segunda partida em que o time de Niko Kovac mais sofreu finalizações. O confronto diante do Saint-Étienne, pela 17ª rodada, foi o jogo em que o Monaco mais esteve exposto ao sofrer 18 finalizações. O resultado nessa partida também não foi bom: um empate em 2 a 2.

O treinador croata destacou as dificuldades de sua equipe e elogiou o adversário:

 

 

Algoz do Monaco com um gol nos acréscimos, Frédéric Guilbert foi o nome do jogo. Além do gol marcado, o ala-direito foi o jogador mais acionado do Strasbourg com 93 toques na bola.

 

 

DETALHE TÉCNICO

Lyon e Paris Saint-Germain tiveram um ponto em comum em suas partidas: usaram do contra-ataque como arma letal para vencerem seus adversários.

No gol marcado por Houssem Aouar (8), Thiago Mendes (23) recuperou a bola no campo de defesa e lançou Memphis Depay (10). O atacante, por sua vez, ganhou no corpo a disputa pela bola, caiu, levantou e se jogou para dar o passe que deixou o camisa 8 na cara do gol.

 

 

Já o PSG abriu o placar frente ao Bordeaux com uma jogada de três passes.

O lateral-esquerdo Layvin Kurzawa (20) interceptou o passe adversário e encontrou Rafinha (12), que por sua vez, tocou na ponta esquerda para Idrissa Gueye (27). Como um ponta esquerda, Gueye foi pra cima da marcação e viu Pablo Sarabia (19) se livrar da marcação ao correr em direção da bola enquanto Mauro Icardi puxou a marcação do outro zagueiro.

Com um toquinho leve para frente na hora do domínio, Sarabia matou a marcação e ficou de frente com o goleiro para finalizar. O chute cruzado e rasteiro foi impecável e abriu o placar para a equipe da capital francesa.

 

 

Mesmo vencendo, o PSG não apresentou um desempenho ofensivo marcante.

O desempenho ofensivo, aliás, também foi o que faltou ao Monaco no confronto diante do Strasbourg.

Com linhas defensivas baixas, o Strasbourg contou com o voluntarismo dos seus atacantes Ludovic Ajorque e Habib Diallo. Ambos foram decisivos para fechar os espaços pelos lados do campo e, também, peças vitais para executar a transição rumo ao ataque com velocidade para pegar o Monaco de surpresa.

 

 

A forte marcação do Strasbourg fez com que o time de NIko Kovac optasse por atacar pelos lados, justamente onde Ajorque e Diallo atuaram.

 

Com esse cenário tático, restou ao Monaco tentar os cruzamentos pelo lado da área e elas foram as tentativas mais frequentes: 19 vezes. Entretanto, o time também não apresentou bom desempenho na execução e somente acertou três deles.

O bloqueio defensivo era tão forte que o Monaco só conseguiu dar um chute ao gol durante os 90 minutos.

 

BRASILIEROS NA LIGUE 1

Luiz Araújo foi decisivo ao entrar na partida aos 30’ da etapa final.

Conforme apresentado no mapa de calor, o toque que deu na bola na meia-lua da área adversária foi o passe decisivo que originou ao Lille o gol da vitória.

Luiz deu passe açucarado para Ikoné finalizar e a bola só não foi parar no fundo da rede por causa da excelente defesa de Mandanda. Entretanto, no rebote, David, atento, não perdoou e abriu o placar já no primeiro minuto dos acréscimos da partida.

 

 

Luiz deu passe açucarado para Ikoné finalizar e a bola só não foi parar no fundo da rede por causa da excelente defesa de Mandanda. Entretanto, no rebote, David, atento, não perdoou e abriu o placar já no primeiro minuto dos acréscimos da partida.

 

Outro brasileiro que foi presença importante na rodada foi Rafinha. Ele fez a bola fluir pelo meio de campo na vitória do PSG por 1 a 0 diante do Bordeaux.

Ele foi quem mais deu toques na bola durante toda a partida (104 vezes) e teve aproveitamento de 92% em seus passes. Além disso, ele também realizou cinco desarmes.

 

Imagem: FEP / Ligue 1 – Rafinha foi a peça de conexão de defesa e ataque no PSG.

 

No Lyon, Thiago Mendes e Bruno Guimarães estiveram em campo diante do Rennes.

Destaque na temporada passada, Bruno teve mais uma atuação apagada. Ele acertou apenas um lançamento dos três que tentou, sofreu três dribles e acabou substituído aos 13 do segundo tempo por Aouar, que acabou fazendo o gol da vitória.

Já Thiago Mendes ficou em campo a partida inteira, realizou sete lançamentos, promoveu dois cortes, três desarmes e ainda deu um passe que antecedeu uma finalização.

 

 

Outro brasileiro que esteve em campo nesta rodada foi Caio Henrique.

Apesar da derrota diante do Strasbourg, Caio, que jogou 85 minutos, foi um dos poucos que conseguiram ter uma boa atuação.

Ele deu quatro dribles certos, venceu seis disputas pelo chão e, por fim, ainda deu um passe para finalização.

 

 

Por fim, Jean Lucas desequilibrou a favor de sua equipe, o Brest.

 

Imagem: FEP / Ligue 1 – Jean Lucas brilhou na partida contra o Dijon com duas assistências.

 

ESTATÍSTICAS

 

 

 

 

Comentários