• Pinturas Inesquecíveis: Capita e um chute para a história

    Nos primórdios do futebol a defesa efetivamente era uma linha de quatro jogadores. Digo efetivamente porque os laterais eram basicamente zagueiros, com a principal função sendo a defensiva. Raras exceções fugiam dessa característica e ousavam subidas ao ataque. Hoje, depois de muitas mudanças, o futebol pede laterais que saibam marcar e apoiar com a mesma […]
    • por Leandro Lainetti
    • 3 Anos atrás
  • Pinturas Inesquecíveis: Alex e o gol de placa

    Clássico é clássico e vice-versa. A máxima popular informa: quando os maiores rivais se enfrentam, é melhor pensar bem no que você deixará em campo. A consagração ou vexame no duelo que ninguém quer perder pode selar destinos. A expulsão estúpida causa julgamentos pesados; a goleada vergonhosa derruba empregos. O gol perdido, embaixo da trave, […]
    • por Leandro Lainetti
    • 3 Anos atrás
  • Pinturas Inesquecíveis: Ramires dança no Camp Nou

    Quantos brasileiros foram ídolos no Barcelona? Romário, Rivaldo, Ronaldo, Ronaldinho. Gênios da bola, dançavam com a pelota nos pés e punham a dançar todos os torcedores nas arquibancadas do Camp Nou. Cada jogo era um baile, uma festa a fantasia onde todas as roupas e apetrechos eram iguais: as camisas e acessórios Culés. Outra curiosidade. […]
    • por Leandro Lainetti
    • 4 Anos atrás
  • Pinturas inesquecíveis: Bernabéu e as palmas para Ronaldinho

    Quando o futebol descobre um novo craque, os olhares estão sempre voltados ao que ele fará com a bola nos pés. De tanto vermos sua genialidade, por vezes acabamos nos acostumando com seus lances espetaculares. Assim, torna-se fundamental que, aqui e ali, eles transcendam a realidade para nos lembrar que os verdadeiros gênios são especiais […]
    • por Leandro Lainetti
    • 4 Anos atrás
  • Os 9 minutos mágicos de LEWANDOW5KI

    Incrédulo é o ser humano cético, aquele que não acredita em algo que vê ou escuta. Foi exatamente essa a reação de Pep Guardiola ao ver Robert Lewandowski fazer CINCO gols em apenas NOVE minutos. Não foi no Bambala ou Arimateia, como os números podem indicar. O polonês simplesmente fechou a quina em cima do […]
    • por Leandro Lainetti
    • 4 Anos atrás
  • Neymar e o Prêmio Puskas

    Nunca o vi jogar mas, dizem, Ferenc Puskás foi um craque. Comandou a Seleção Húngara na campanha vitoriosa da Olimpíada de 52 e no vice da Copa do Mundo de 54. Venceu cinco vezes o Campeonato Espanhol – em 4 foi o artilheiro – e três vezes a Copa dos Campeões da UEFA (atual Champions […]
    • por Leandro Lainetti
    • 4 Anos atrás
  • James Rodriguez, artista do Maracanã

    Maracanã. Palco dos grandes atores. Moradia dos monstros sagrados. O gramado no qual pede-se a bênção para poder pisar, desculpas ao se arrancar um tufo de grama e deve-se dizer obrigado na hora de sair. Cenário de gols antológicos, partidas memoráveis, momentos únicos e inesquecíveis, para jogadores e arquibaldos. O estádio que viu o milésimo […]
    • por Leandro Lainetti
    • 4 Anos atrás
  • Pinturas Inesquecíveis: Pet e a falta

    Em uma de suas frases mais famosas Cazuza dizia que “o tempo não para”. Talvez Cazuza não gostasse de futebol. Ou não conhecesse a atmosfera que cerca uma partida de futebol, especialmente a de uma final. No futebol o tempo para, acelera, desacelera, praticamente é um animal selvagem e indomável agindo ao seu bel prazer. […]
    • por Leandro Lainetti
    • 4 Anos atrás
  • Pinturas Inesquecíveis: Zidane e o voleio

    Zinedine Zidane nunca foi comum com a bola nos pés. Talvez por isso evitasse cabecear, ainda na juventude, qualquer cruzamento que viesse na direção dele. Simplesmente abaixava e deixava a pelota passar. Grande ironia ter anotado dois gols na final da Copa do Mundo de 1998 utilizando-se de um recurso que raramente ele preferia.Zinedine Zidane […]
    • por Leandro Lainetti
    • 5 Anos atrás