• Histórias das Copas #05 – “Eu quero a minha bola”

    Na Copa de 1930, não havia uma bola oficial, como hoje em dia. Assim, a depender da partida, diferentes modelos de bola poderiam ser utilizados, bastando os adversários chegarem a um acordo sobre o assunto. Em 13 das partidas, foi utilizada uma bola “modelo T”, denominada de Wembley, fabricada por uma companhia inglesa. Essa era […]
  • Histórias das Copas #04 – Os técnicos que apitavam

    Nas primeiras Copas, os juízes viajavam juntos às delegações, não havendo, no torneio, juízes de outros países senão os que brigariam pelo título. Assim, em 1930, havia seis uruguaios, dois belgas, um argentino, um brasileiro, um mexicano, um francês e um chileno com a missão única de apitar ou bandeirar as partidas. O fato curioso, porém, […]
  • Histórias das Copas #03 – O primeiro gol

    No primeiro dia de disputa da Copa do Mundo de 1930, duas partidas foram realizadas simultaneamente: França 4×1 México e EUA 3×0 Bélgica. Assim, ambas podem ser consideradas como as primeiras da história dos Mundiais. Em uma dessas partidas, o francês Lucien Laurent foi o autor do primeiro gol da história das Copas do Mundo. […]
  • Histórias das Copas #02 – A homenagem boliviana

    Quando a seleção boliviana entrou no Parque Central para a sua primeira partida no Mundial de 1930, quis homenagear o país sede. Com camisetas brancas e uma letra em cada uma delas, seus jogadores posaram para uma foto, que deveria formar a frase “VIVA URUGUAY”. O jogador que deveria apresentar a última letra U, porém, […]