• Estratégia contra talento: o dilema do 4-3-1-2 de Zinédine Zidane

    Um dos debates mais assíduos do futebol envolve a associação entre o talento e a estratégia: até que ponto, para um treinador, vale a pena abandonar suas convicções para se adaptar a uma individualidade? O contrário também vale, é claro: até que ponto vale a pena ser tão convicto (ou teimoso, a depender da interpretação) […]
    • por Victor Mendes Xavier
    • 3 Anos atrás
  • Esfaqueamos o Retrato

    No percorrer da história, acostumou-se declarar o futebol brasileiro tão vitorioso quanto individual. E era o primeiro, pois o segundo se autossustentava. A exuberante e gritante individualidade bastava para a garantia de triunfos após triunfos. O dez decisivo, o nove matador, o onze oportunista eram símbolos de equipes concisas, mas incapazes de representarem um coletivo […]
  • Análise tática: Vitória 3×2 Atlético-PR

    Sabido dentro de campo, time baiano traz esperança ao seu torcedor Gramado ruim. Esse foi o cenário encontrado em Feira de Santana por Vitória e Atlético-PR. O Furacão manteve a equipe que venceu a Ponte Preta, em Campinas, com Paulo Baier na vaga de Marcão. Atuando no 4-2-3-1, o time paranaense teve a linha de […]
    • por João Vitor Poppi
    • 7 Anos atrás