• O Brasil de Tite terá centroavante?

    A troca de Dunga por Tite inicia uma sequência de novas discussões em torno da Seleção Brasileira e do processo de construção de um time para os próximos anos. Recuso-me a pensar de forma curta, visando somente o próximo adversário, apesar de que essa realidade diante do cenário que se forma parece ser a mais […]
  • Por que Tite deveria ter dito não

    (Por Fernando Martinho) A começar por ter assinado — com razão — uma petição para a renúncia do mandatário da CBF, Marco Polo Del Neto. Em seguida, o principal dos motivos: ele é o melhor treinador que o Brasil produziu nos últimos tempos. Com larga vantagem. Não precisa compará-lo a Dunga. É covardia até. Como diria […]
    • por Doentes por Futebol
    • 3 Anos atrás
  • Chegamos ao fundo do poço, agora só nos resta subir

    Dizer que o 7×1 foi pouco pode, por hora, parecer brincadeira ou deboche. Mas essa frase, tão repetida depois daquele fatídico 8 de julho de 2014, reflete nada menos do que a realidade nua e crua. Porém, é errado afirmar que o passeio alemão em solo brasileiro foi o início da crise do futebol pentacampeão […]
    • por Jean Madrid
    • 3 Anos atrás
  • Quando a farda verde usou a camisa amarela

    Há exatos 45 anos, Carlos Alberto Torres erguia a taça Jules Rimet na Cidade do México. Na partida final, vitória tranquila do Brasil: 4 a 1 frente a Itália. Mais de 100 mil pessoas presenciaram o sucesso da seleção no estádio Azteca e quase 90 milhões comemoraram pelas ruas brasileiras a conquista do tricampeonato mundial. […]
    • por Lucas Sousa
    • 4 Anos atrás
  • Após 49 anos, campeão europeu pode ser treinado por sul-americano

    O argentino Diego Simeone precisa de apenas uma vitória para quebrar uma sina que dura quase cinco décadas: desde 1965, nenhum técnico nascido na América do Sul foi campeão da Liga dos Campeões da Europa. Para quebrar este tabu, basta o Atlético de Madrid, comandado por Cholo, vencer o Real Madrid na decisão do próximo […]
  • Por que técnicos argentinos dão certo na Europa e brasileiros não?

    A quantidade de técnicos sul-americanos na Europa sempre foi relativamente pequena. Porém, há de se observar um fato curioso. A grande maioria desses técnicos, principalmente os que se deram bem no Velho Continente, são argentinos. Desde os anos 50, a Argentina consegue emplacar treinadores importantes no cenário europeu, ao contrário do Brasil, que além de exportar […]
    • por Levy Guimarães
    • 6 Anos atrás