• Um diabo português em Manchester

    De repente, um forasteiro caminha solitariamente pelos arredores do velho teatro. Aquele que por tanto tempo fora inimigo, desta vez, pela porta da frente, chega com status de salvador. Com uma aura especial e uma mística única, Mourinho vem à Manchester com a missão de reacender a chama do torcedor e fazer o United voltar […]
  • Diego Costa e suas desventuras com a Espanha

    (Por Tiago Lemos) Por mais que tenha brilhado pelos clubes por onde passa, Diego Costa não dá sorte quando o assunto é seleção. Aos 27 anos, o brasileiro de Lagarto (SE), que naturalizou-se espanhol para vestir a camisa da Fúria, terá de assistir a Eurocopa 2016 da arquibancada ou pela televisão. O centroavante não figura […]
    • por Doentes por Futebol
    • 4 Anos atrás
  • Reflexão sobre a vida depois de Mourinho

    (por Sérgio Ricardo Jr.) O segundo ciclo de José Mourinho no Chelsea acabou. Demitido, o técnico português deixa Stamford Bridge de forma bastante desagradável para todas as partes envolvidas. Enquanto os jogadores aparentemente estão felizes e sorrindo aos quatro ventos com a troca de comando, os torcedores se sentem agredidos pela conduta dos mesmos, que […]
    • por Doentes por Futebol
    • 5 Anos atrás
  • Riechedly Bazoer: mais uma joia do Ajax

    (Por Tarcisio Neri) Quem conhece o futebol holandês, sabe da força da base dos Ajacieden. Em decorrência disso, quase toda temporada o clube consegue descobrir novos nomes de alto nível para o futebol mundial. Na temporada 15/16, o Ajax revela mais um excelente nome de destaque: Riechedly Bazoer ; Início no futebol de base Bazoer começou sua carreira nas categorias de base […]
    • por Doentes por Futebol
    • 5 Anos atrás
  • Ruben Loftus-Cheek: a aposta de Mourinho

    Na entrevista coletiva que antecedeu a partida contra o Sporting Lisboa, pela Liga dos Campeões, em dezembro de 2014, José Mourinho surpreendeu ao revelar que o volante Ruben Loftus-Cheek jogaria contra os portugueses. Sua carreira nas categorias de base já era bastante sólida, com conquistas de títulos e convocações para a seleção inglesa, mas ele […]
    • por Lucas Sousa
    • 5 Anos atrás
  • Fim da linha para Diaby no Arsenal

    Há quase uma década, no dia 13 de janeiro de 2006, um promissor e talentoso meio-campista francês desembarcou em Londres, onde defendeu as cores do Arsenal. Aos 19 anos, Abou Diaby chegou aos Gunners cercado de expectativas, tendo custado aproximadamente £2 Milhões junto ao Auxerre. À época, foi disputado por Arsène Wenger e José Mourinho, […]
  • Geração blue: Chelsea e sua Base sólida

    Em 2003, o milionário russo Roman Abramovich comprou o Chelsea. Disposto a colocar o clube no mais alto escalão europeu, não economizou na hora das contratações e diversas estrelas chegaram a Stamford Bridge. Porém, enquanto reforçava o elenco principal, também investia nas categorias de base, melhorando a estrutura, reformulando o quadro de funcionários e adquirindo […]
    • por Lucas Sousa
    • 5 Anos atrás
  • Arsenal evolui, mas falta quem decida

    Por O Futebólogo Entre os anos de 2005 e 2014, o Arsenal viveu um jejum inquietante de títulos. Esse período de intervalo coincidiu com o arrefecimento do clube. Aos poucos, suas grandes estrelas, jogadores decisivos, foram deixando o clube. Patrick Vieira, Dennis Bergkamp, Thierry Henry, Sol Campbell, Cesc Fàbregas e, mais recentemente, Robin van Persie, […]
  • William Carvalho, a nova revelação leonina

    (Atualização em 01/07/2015) Eurocopa Sub-21: Afirmação e reconhecimento do talento leonino E William Carvalho segue a firmes e largos passos – tal qual seu estilo em campo – para se tornar um excelente volante no futebol de alto nível. O português foi eleito o melhor jogador da Eurocopa Sub-21 2015, em votação feita pelos observadores […]
  • A maldição dos ex-Arsenal

    por Luiz Felipe Santos Os torcedores do Arsenal são pessoas que não aguentam mais ver, temporada após temporada, seus jogadores irem embora do clube. Alguns por simplesmente se encantarem por uma proposta mais atrativa (Arsène Wenger quase nunca paga salários exorbitantes), ou por se cansarem da filosofia de jogo e de contratações do técnico francês. […]
    • por Victor Gandra Quintas
    • 7 Anos atrás