• O Sport também precisa jogar, ou: água mole em pedra dura…

    Muito já se comentou e elogiou sobre o Sport ao longo desse ano de 2014. Desorganizado e desacreditado em janeiro, o clube mostrou uma improvável evolução, que já resultou em dois títulos e criou na torcida uma enorme confiança em torno do principal responsável por essa arrancada: Eduardo Baptista. Já falamos aqui (aqui e aqui também) que o técnico […]